As voltas que o mundo dá

O Flamengo já sabe que enfrentará a Portuguesa sábado, no Maracanã, com um desfalque importante: Fellype Gabriel, um dos principais jogadores do time. Ele tem contrato com o Flamengo e, por isso, só entra em campo se a Lusa pagar uma senhora multa. E o Flamengo, que não é bobo, não vai abrir mão desta cláusula - ainda mais depois dele ter feito os dois gols da última vitória de seu time.

Fellype esteve treinando no Flamengo e só não foi aproveitado, embora tivesse contrato com o clube e não fosse custar nada para ser integrado ao time, porque Caio Júnior não quis - mesmo tendo aparecido de volta à Gávea em uma época em que o elenco não tinha nenhum jogador de sua posição. E o péssimo aproveitamento naquelaa época, é bom lembrar, é o que faz o Flamengo não estar hoje na liderança folgada do campeonato. Naqueles jogos, testou-se soluções como usar Tardelli e Jônatas como armadores do time.

Hoje, é certo, o elenco já conta com outras opções e Fellype muito provavelmente teria ido para o fim da fila. Mesmo assim, outro dia Erik Flores entrou em campo como solução para o nosso meio-campo. Será que ele está mais pronto do que Fellype Gabriel hoje? Sei que muitos o levam na piada, mas eu defendi na época que ele poderia ter sua utilidade.

De qualquer forma: se Fellype acabou não sendo útil ao Flamengo com sua presença no time, pode acabar sendo no sábado com sua ausência na Portuguesa. 

2 comentários:

Marcos Monnerat disse...

Acho que deveria haver uma lei proibindo esse tipo de contrato. Acho que isso acaba com a esportividade. Já reclamava muito disso quando os times do Rio emrprestavam meio time para os pequenos (como o Vasco fez com o Olaria recentemente) e eles ficavam desfalcados quando jogavam contra os grandes.

sobreofutebolcarioca disse...

o flamengo teve um grande apagão ontem.