Qual o risco do Flamengo ser rebaixado?

Por mais que o Flamengo faça força pra cair, o desastre é bastante improvável.



Não deve existir torcedor do Flamengo satisfeito com a campanha que seu time faz no Campeonato Brasileiro deste ano. Mas mesmo alguns dos mais inconformados não devem estar se dando conta de como é horroroso o desempenho neste segundo turno. O aproveitamento é de 21% nos últimos 11 jogos, o pior entre todas as equipes. Foram apenas 7 pontos. A Portuguesa, adversário de hoje à noite, fez mais do que o dobro - 15.

Caso mantenha este aproveitamento até a última rodada, o Flamengo ganhará apenas 5 pontos, terminando com 41. Desde que o Brasileiro passou a ser disputado por 20 times em pontos corridos, apenas uma vez um time com esta pontuação não cairia para a Série B: foi em 2006, quando o melhor dos rebaixados, a Ponte Preta, fez 39 pontos.

E, ainda assim, o time de Dorival Júnior está em situação confortável para alcançar o objetivo que restou neste triste ano de 2012. Isso porque os quatro últimos colocados estão realmente se esforçando muito para não dar chance a ninguém de lhes tomar suas vagas para a segunda divisão. Se fizermos para cada um deles a mesma conta, projetando até o final da competição o aproveitamento que tiveram até agora neste 2o turno, teremos a zona de rebaixamento sendo liderada pelo Sport, com bizarros 36 pontos.

É até comum, no entanto, que times que passam boa parte do campeonato nas últimas posições consigam arrancadas no final para se manter na Série A. Nenhum dos quatro deste ano está com muita cara de que possa conseguir isso. De qualquer forma: se o Flamengo apenas mantiver seu ridículo rendimento do 2o turno, o Sport, que conquistou apenas 36% dos pontos disputados nas últimas 11 partidas, precisará de um aproveitamento de 58,5% nas 8 rodadas que faltam para ter alguma chance de ganhar a posição que precisa. Apenas três times conseguiram ter este desempenho no returno: Fluminense, São Paulo e Grêmio. E qualquer melhora do Flamengo, por menor que seja, torna a situação do Sport e dos demais ocupantes atuais do Z4 ainda mais dramática.

Ou seja: praticamente em qualquer outra edição do Brasileiro por pontos corridos, uma campanha como a do Flamengo estaria lhe colocando em situação muito ruim na luta para permanecer na elite. Mas, este ano, ainda que seja hoje a equipe com mais chances de provocar uma surpresa entre os condenados, será preciso um desastre dos mais improváveis para que isso aconteça. Por mais que, olhando tudo o que foi feito nesta temporada, tenham seguido ponto por ponto a cartilha dos rebaixados.


* * * * * * * * * *

Pela escalação divulgada, é provável que o Flamengo entre em campo hoje à noite com dois volantes e dois meias, abandonando a formação do meio-campo em losango que usou em muitas das últimas partidas.

Já escrevi que, com a defesa frágil que o Flamengo tem, eu prefiro mesmo que o esquema seja este. A necessidade de proteção e cobertura vai ficar ainda maior com a entrada de Luiz Antônio, que não é lateral de origem - a fragilidade extrema pelo outro lado, com Ramon, já é rotina. A escalação de Renato como um dos dois meias de criação é que não anima. É previsível que, durante o jogo, o treinador sinta falta de velocidade para atacar em um time que dependa de Renato, Cléber Santana e Liédson para isso.

Mas a verdade é que agora é esperar o ano acabar. Se o time arrancar em média um empate por jogo até o final, já representará uma evolução e estará mais do que de bom tamanho para o que se pode querer deste campeonato. Do jeito que a coisa andou, não dá nem pra imaginar que este trabalho atual possa estar projetando alguma coisa do time para 2013. É dos finais de temporada do Flamengo mais melancólicos de que me lembro. A torcida, agora, vai valer mais nas eleições de dezembro do que dentro de campo.

9 comentários:

Ad@1LtoN disse...

Não to muito esperançoso do Flamengo ganhar de mais alguem neste campeonato.
Mesmo assim, eu só considero duas vitorias suadas até o fim do campeonato. E ainda acho que to exagerando

Luis disse...

Hoje ou ontem a UOL usou um apelido para o DJ que eu já havia colocado como comentário no teu blog: Professor Pardal!

O time é ruim, mas o DJ tem sido pior ainda. O aproveitamento que temos tido no returno é muito culpa dele.

De uma forma geral, a maior parte da torcida concorda com alguns nomes que tem que deixar o Fla no final do ano, mas o primeiro para mim seria o DJ. No Fla pelo menos (e desde que deixou o Santos), simplesmennte não vai dar.

André, assumindo que saímos da degola, qual seria a sua lista de "barca de final de ano"?

André Monnerat disse...

Adailton, se o aproveitamento se mantiver, não vão rolar essas duas vitórias aí não - você talvez esteja sendo otimista mesmo.

Luis, talvez seja mais fácil pensar em quem ficaria... Mas eu acho que o trabalho do Dorival realmente não está credenciando muito ele a continuar.

Dos jogadores, eu tenho dificuldade de falar de algum que passe segurança como titular de um time que queira disputar título brasileiro, tem jogador demais meia-boca pra disputar lugar no banco e, mesmo dos que até dá pra pensar em contar, quase todos (estou falando em "quase" com boa vontade) parecem caros demais pro que produzem.

Eu faria questão de pouca gente ficando, a grande maioria poderia partir se aparecesse alguém querendo levar em negócios razoáveis. Mas, pra citar os que puxariam a fila pra ir embora: Ramon, Wellinton, Renato, Íbson, Léo Moura...

Tiago Cordeiro disse...

A questão é se nossa situação já é segura o bastante para começar a pensar em 2013. Infelizmente não é.

Eu gostaria que viessem logo duas vitórias e o Dorival passasse a escalar apenas reservas e juniores já fazendo avaliações para o próximo ano. O prejuízo seria menor.

Em um cenário desses, gente como o Bottinelli ou Luiz Antonio teriam uns cinco jogos para demonstrar que vale a pena mantê-los no elenco.

Tiago Cordeiro disse...

Eu manteria apenas 30-40% desse elenco para o próximo ano.

flages disse...

Se eu sonhar com 2013 só tenho pesadelo. O que pode melhorar em 2013 sem uma mudança muito mais profunda do que simplesmente trocar o técnico e um ou outro jogador ?

André disse...

Não aguento mais ver o LOVE fazendo "inacreditáveis" jogo após jogo!

O cara é simplesmente MUITO RUIM!!!

E é o maior salário com estratosféricos 600 mil...

Luis disse...

AndréM, respondendo ao título do texto, o risco parece que aumentou ......

Adriano Melo disse...

Monnerat, parece que a tal arrancada começou ontem. Admitindo que dificilmente o Sport perde ponto hoje, a situação já se torna bem menos confortável, especialmente pelo que o time do Flamengo (não) vem jogando.
A rigor, só vejo dois alentos nessa fase atual. O Bahia de Jorginho parece ter virado abóbora (mas o Souza, desfalque sério, está voltando) e esse time do Flamengo parece atuar melhor contra adversários mais fortes, o que permite projetar alguns pontos meio inesperados daqui pra frente.
Eu acho que o time escapa. Mas vai ter algum drama antes.