Flamengo já tem 2 milhões de fãs no Facebook. Sabe o que fazer com eles?

Fan page do clube alcançou marca importante e já pode ser uma ferramenta poderosa, se souberem usá-la.




* * * * * * * * * *

O Flamengo está comemorando hoje uma marca bonita: são 2 milhões de fãs acompanhando a fan page oficial do clube no Facebook. O trabalho para atrair uma grande quantidade de gente para a página está sendo bem feito. Agora, é saber o que fazer com esta base, que já é valiosa - bem maior, por exemplo, que a fan page do GloboEsporte, que tem 1,6 milhões de fãs, divididos entre torcedores de todos os times.

Por enquanto, o Flamengo tem usado a página não apenas para gerar tráfego para o site oficial, mas também para algumas promoções que servem para divulgar parceiros e produtos licenciados. A Tim teve um quiz divulgado em post recente e andaram acontecendo alguns concursos dando como prêmios camisas da Braziline e da grife de Luciano Huck, canecas, bonés, mouse pads e coisas do tipo. É uma forma de fazer o torcedor conhecer estes produtos e criar interesse por eles.

"Trabalhar redes sociais" é um negócio que está na moda em tudo que é departamento de marketing por aí, e não é à toa. Saber apresentar a possíveis parceiros e patrocinadores o potencial desta ferramenta já poderosa que o Flamengo tem na mão pode ajudar a fechar acordos interessantes.


* * * * * * * * * * *

Quando lançou sua fan page, o Flamengo colocou como desafio alcançar o Boca Juniors e tornar-se o clube com mais fãs no Facebook na América Latina. O objetivo ainda está distante: o Boca tem hoje quase 3,3 milhões de fãs em sua página oficial.

Mesmo no Brasil, o Flamengo ainda não está em primeiro no ranking - mas por muito pouco. A vantagem do Corinthians é em torno de 35 mil fãs, muito pequena na ordem de grandeza em que estamos falando.

Para comparação: segundo o site Social Bakers, talvez o mais utilizado no mercado para acompanhar o desempenho de páginas no Facebook, a fan page mais popular no Brasil é de Kaká, com 14,8 milhões de fãs. Paulo Coelho tem 7,9 milhões; Luciano Huck, 5,9 milhões.

A primeira marca no ranking é o Guaraná Antarctica, com 4,7 milhões. No mundo do esporte, Neymar tem 3,1 milhões, quase empatado com o canal Esporte Interativo. Ronaldinho Gaúcho tem mais fãs que seu clube, com 2,4 milhões.  O Flamengo aparece, entre as marcas ligadas ao esporte, na sexta colocação do ranking brasileiro - logo à frente da BrahmaFla, que tem 1,8 milhões. No geral brasileiro, a página rubro-negra está na 15a colocação, uma abaixo do Corinthians.

* * * * * * * * * *

É bom dizer que o tipo de ligação que há entre os fãs e seu clube favorece um índice de interação normalmente maior que a média - e isso é algo que a que o mercado dá uma importância bastante grande.

E nisso o Flamengo está bem. Se olharmos o ranking das páginas brasileiras que mais têm gente efetivamente interagindo com elas (curtindo, comentando, compartilhando, votando em enquetes...), o Flamengo pula da 15a colocação no total de fãs para o sexto lugar. Entre as páginas diretamente ligadas ao esporte, apenas o Esporte Interativo está à frente do Flamengo, mas tendo uma base de fãs bem maior; proporcionalmente, a fan page rubro-negra consegue engajar mais seus seguidores. Por conta disso, a avaliação do Social Bakers para a página do Flamengo (um score de 76%) é melhor, por exemplo, que a do Corinthians (65%), mesmo estando um pouco abaixo no número total de fãs.

Mas é impressionante ver como a fan page BrahmaFla consegue um resultado ainda melhor, com suas piadinhas e provocações bem ao gosto do torcedor: consegue interação com mais que o dobro de pessoas em relação à oficial do Flamengo. Tenho minhas restrições a muito do conteúdo que esta página publica. Fora as gozações com os adversários e apelos ao amor pelo clube, já vi por lá especulações sobre jogadores que ainda não foram contratados e até mesmo um desabafo meio irado contra a falta de vontade dos jogadores em uma das partidas finais do Brasileiro do ano passado. Mas fato é que, eu achando adequado ou não um parceiro oficial do clube produzir este tipo de conteúdo, ele realmente consegue atingir o torcedor.

2 comentários:

Eduardo H. Costa disse...

Post interessante.

Na minha opinião, os "releases" do CRF no FB são muito fracos e muitas vezes usados como cortina de fumaça para distrair os problemas internos. Talvez seja melhor assim pra controlar/manipular a massa, mas eu encaro como desrespeito mesmo...

Tanto que até hoje só curti apenas uma declaração a respeito de um antigo jogador que fazia aniversário. E por muitas vezes pensei em discurtir.

Agora, se o caras sorteassem um chaveiro que seja todos os dias, com quiz e qualquer tipo sorteio eu estaria lá sempre que possível absorvendo uma mensagem ou outra além da promo.

É isso... FUI!

Ricardo Nagato disse...

André,

seria legal um post seu sobre a série publicada no Olhar Crônico Esportivo, do Emerson Gonçalves, sobre o potencial de consumo das torcidas brasileiras.

Uma série bem legal em cima do trabalho da Pluri Consultoria.

SRN