Luxemburgo mandou a real: falta comprometimento no Flamengo. Mas não só dos jogadores

O que desanima mais a torcida para a estreia da Libertadores: o que se vê em campo ou o que se sabe que está acontecendo fora dele?


* * * * * * * * * *

Tive outros compromissos e não assisti ao Corinthians x Flamengo de ontem. Vi que Luxemburgo mudou o time em relação ao jogo de quinta-feira de forma relevante, mudando nomes e esquema. É um mal sinal; o jogo em Potosí está cada vez mais próximo e o treinador não tem ainda clareza de qual seu time preferido para entrar em campo. O tempo deveria estar sendo usado para colocar este time nas melhores condições possíveis para o jogo do ano, mas não é isso que está acontecendo.

Não está acontecendo, em parte, porque Luxemburgo segue com os mesmos defeitos que mostra em seu trabalho de campo desde que assumiu o Flamengo, ainda em 2010. Desde aquela época, o Flamengo é um time mal escalado, mal treinado e que não mostra evolução de jogo pra jogo. Isso, em grande parte, é culpa do treinador.

Mas também não está acontecendo por conta de todo o resto em volta. Temos hoje na imprensa jogador reclamando da diretoria, diretoria reclamando do treinador, treinador reclamando de volta da diretoria e dos jogadores. Temos jogador ameaçando não viajar pra Bolívia na véspera do embarque. Temos motoboy viajando às pressas com contrato pra jogador assinar em dia de jogo, para evitar que ele se recuse a entrar em campo, apesar do acerto já ter sido anunciado há semanas. Enfim, temos o diabo. Entre todos, quem parece estar um pouco mais preocupado em manter o foco no trabalho é o treinador - pena que isso não faça com que ele acerte em suas escolhas. Mas, na coletiva após a partida, ele mandou a real que todo mundo de fora já tinha se tocado: ninguém lá dentro está realmente comprometido com o trabalho.

* * * * * * * * * *

Fui injusto: os reservas também parecem preocupados apenas em jogar e, por isso, agradaram mais que os titulares nas duas partidas. Mas não serão eles que vão enfrentar o Real Potosí.

Só é bom lembrar aos mais empolgados com a bola de Magal, Bottinelli, Lucas, Camacho e outros: eles jogaram apenas contra Londrina e reservas do Corinthians, em dois amistosos de pré-temporada. Já disse que, no papel, o meio-campo reserva segue me parecendo mais interessante que o titular. Mas o que fizeram até agora está longe de ser credencial definitiva pra qualquer um deles se apresentar como solução para o Flamengo.

Mas a verdade é que, nestas condições, não há quem possa ser solução. Não tem quem realmente vá funcionar neste ambiente que o Flamengo conseguiu criar em tão pouco tempo, justo numa temporada que começa com jogo decisivo tão cedo.


* * * * * * * * * *

Nenhuma das duas novelas chegou ainda ao seu fim definitivo. Nem Thiago Neves vestiu a camisa do clube pelo qual jogará em 2012, nem Ronaldinho viu bater em sua conta o cheque de sei lá quantos milhões que irá convencê-lo a jogar na Bolívia e onde mais o Flamengo atuar na temporada.

Mas, resumindo: torço para que Thiago Neves não fique no Flamengo e gostaria muito que Ronaldinho aproveitasse para também tomar outro rumo.

Thiago Neves é muito caro e não jogou nos últimos anos o bastante pra justificar tanta despesa (seria coisa de uns R$22 milhões nele apenas nesta temporada - equivalente a incríveis 28% de todo o orçamento do futebol rubro-negro para o ano, segundo números divultados na imprensa. Além disso, quer jogar no Fluminense, ou não teria nem aberto negociação com a Unimed. Não é mau jogador, teve seus momentos decisivos no ano passado mas, nestas condições, eu não o quero no Flamengo.

Ronaldinho nunca fica muito tempo concentrado apenas no que deve e há muito tempo não joga tudo isso. Decide jogos em lances isolados, o que é obviamente importante, mas passa a maior parte do tempo apagado. Sua presença com certeza aumenta a exposição da marca Flamengo no Brasil e no Mundo, mas financeiramente o retorno disso foi basicamente zero no ano passado. E, para mantê-lo, o Flamengo negocia às pressas um acordo que vai deixá-lo enrolado com a Traffic por muitos e muitos anos, incluindo aí a entrega do projeto de sócio-torcedor - uma das maiores esperanças que o clube pode ter para aumentar significativamente sua receita - segundo a imprensa até 2019 a uma empresa que até hoje nunca teve sucesso em um trabalho deste tipo. Nestas condições, eu não o quero no Flamengo.

Perder ambos agora pode até tornar o time imediatamente mais fraco e não apostaria que haverá reposição tecnicamente à altura. Mas mantê-los pode atrapalhar muito mais - não só nestes dois jogos decisivos contra os bolivianos - talvez nem seja o caso -, mas na vida do clube ao longo da temporada e até dos próximos anos.


* * * * * * * * * *

Por suas declarações após o amistoso contra o Corinthians, não ficarei surpreso se Vanderlei Luxemburgo deixar o Flamengo após os dois jogos contra o Real Potosí, sejam quais forem os resultados.

14 comentários:

JLD disse...

André, quanto ao Thiago, concordo plenamente: não fará falta e seu custo é injustificável, inclusive pela Unimed. 730K mensais são um absurdo, me surpreende não haver uma devassa dos sócios da Unimed ou da União, deve ter lavagem de dinheiro em algum lugar. Quanto ao R10, ele vem jogando de má vontade há meses. Acho que, depois de receber, vai entrar numa vibe de querer mostrar o que pode fazer. Tomara.

Ad@1LtoN disse...

Fora de campo, o Flamengo PRECISA do Luxa.
Tira ele, e estaremos totalmente nas mãos de Veloso, o Primeiro Marido e Levy. A Amadorim não conta pq é um zero a esquerda.
E eu espero mesmo que o Luxa mande o papo reto. Doa a quem doer.

LuksAlves disse...

Eu também acho que o Ronaldinho assim que começar a receber, jogará com mais vontade, a presença dele dentro de campo mesmo ele não jogando bem é importante porque ele puxa a marcação dos zagueiros e deixa liberdade pra os outros jogadores, já o Thiago eu acho ele um jogador dispensável, pois o custo dele é muito alto, acho que deveria pegar esse dinheiro que seria investido no Thiago e investir no Vagner Love.
Acho que deveria ir atrás do Douglas do Grêmio, ele é um bom jogador,é canhoto e tem muito bom passe e chuta bem, seu salário não deve ser nem a metade do salário do Thiago, e seria fácil trazer ele já que ele não quer ficar no Grêmio, outro jogador bom seria o He-Man do Flor-minen-c, ele é um legitimo centro-avante, raçudo e cabeceador seria uma boa caso não acertar com o Love.

ricardo disse...

E hoje mais um, Alex Silva não vai viajar por causa das luvas em atraso.

Já já vira greve geral.

Que bagunça nesse começo de ano hein?

Eduardo H. Costa disse...

Veremos o que vai ser dito pela presidenta na coletiva de hoje.

JLD, quanto ao R10 jogar de má vontade há meses, talvez porque não recebe o salário a meses. Qualquer um aqui trabalharia mal ou nem trabalharia sem receber.

André Monnerat, eu também acredito que o CRF não precisa do R10 e TN, MAS em cima do jogo mais importante do ano seria a gota dagua para a torcida e custaria a reeleição da presidenta, caso não classifique nesse turbilhão de coisas mal resolvidas.

Sobre esses 2 jogos contra o Real Potosí, a torcida tem que mentalizar que ao contrário do que foi dito aos 4 ventos pela presidenta e pelo treinador no ano passado, o que conseguimos foi uma chance para disputar uma vaga, e não ela propriamente dita.

As pessoas se enganam e quando esse tipo de merda dá errado, a frustração é ainda maior. Chacota nacional. Vide o Tolimão.

Como se não bastasse a enorme dívida que atua como um cancer mal curado que destroi o Mengão aos poucos nesses anos.

É meus amigos, a realidade é dura. E a situação financeira do clube não permite ilusões grandiosas. É hora de trabalhar sério e construir bases sólidas. Humildade é uma delas.

Mayson disse...

André,

eu sou um pouco mais radical que isso: Acho que não devia trazer ninguém. Sei que é utópico isso, mas, custa tentar administrar da forma que todo mundo tenta? Pague o que deve, poupe, e depois compra?
Já que ela não se importa muito com o resultado de campo e quem vota são as pessoas que usam a Gávea mesmo, eu iria por esse caminho.
Posso ser um torcedor meio tacanho, mas ainda acredito que só quando o Flamengo fizer o dele, que é pagar em dia e dar condições de trabalho, pode cobrar os jogadores. Aí, não tem caôzinho! É relação patrão/empregado mesmo. Mas, como disse o Eduardo, ninguém trabalha bem sem receber.
E eu aproveito para acrescentar: nenhuma cobrança é levada à sério se vc não cumpre sua parte. Não é de hoje, o Flamengo é uma zona, mesmo.
Eu como torcedor que sou, abro mão de ganhar qualquer título nos próximos, sei lá, 5 anos e conseguir arrumar a casa, para passar a disputar para ganhar TODOS os títulos a partir daí.

Sei que é uma ingenuidade de minha parte, mas se continuar nesse rumo, um dia a casa cai. E esse dia pode chegar bem mais rápido do que esperamos....

Edkallenn disse...

Posso estar enganado, mas há muito não vejo um começo de ano tão ruim para o Flamengo.
Cada vez mais antipatizo a Patricia e toda a diretoria rubro-negra. O ano só tem 16 dias e o Flamengo já me cansou, já me exauriu.
Pode até ser que nestas situações o time, a mística, ou sei lá o que, entre em campo e decida (como em muitas ocasiões passadas), mas na real, o mais provável mesmo é a vaca ir mesmo para o brejo....

André Monnerat disse...

Mayson, por mim não trazia ninguém também. Acho que escrevi isso aqui já, inclusive.

Se fosse pra se esforçar um pouquinho mais pra trazer alguém, por mim seria um zagueiro (e falo isso sem considerar saída do Alex Silva). Mas se não viesse ninguém, com o discurso claro de que é o que dá pra fazer dentro dos recursos que eles têm, por mim estava tranquilo.

Flora disse...

Pra mim podia ir geral embora, inclusive o Luxemburgo.

Essa historia de que o CT só ta andando por causa dele é balela.
Lógico que a ideia de treinar lá e sua pressão inicial ajudaram o negócio a sair mais rápido do papel.
Mas a verdade é que a obra já esta em andamento e não vai parar por conta dele.
Aliás, a obra só tá acontecendo pq um dos únicos caras competentes do Flamengo tá trabalhando nisso, que é o vice de patrimônio.

Sinceramente eu acho que qualquer técnico meia boca faria o que ele está fazendo ou melhor por bem menos. Nessas condições não me oponho nem a contratação do Renato Gaúcho, que eu particularmente detesto.

Tiago Cordeiro disse...

Se tira o Luxa, o CT continua andando, mas o Flamengo vai treinar pelo menos uma vez por semana na Gávea. Com os assessores de sempre. Com os X9 de sempre.

O Levy é muito mais nocivo ao Flamengo e não falamos nele.

André disse...

É galera...tá complicado este ano mesmo.

Já estou temendo o Potosí. Com a zaga David - Geladeira vai ser muito complicado.

Para piorar por tudo o que está saindo na imprensa de notícias negativas de falta de dinheiro, patrocinadores, crises entre diretoria e corpo técnico, entre técnico e jogadores, entre jogadores e diretoria...com que vontade irão jogar???

Estou realmente temendo o Potosí...

lussiannosousa disse...

Também queria que o TN7 e R10 vazassem. TN7 não vale nem o salário que recebia, imagine 18mi. Pena que se eles não ficarem não será por opção da diretoria, e sim por incompetência mesmo.

Flora disse...

Eu quero que o Levi vá embora também. Mais do que todos. Só não acredito que isso seja possível.

Não sou contra mandar um treininho na gávea uma vez por semana, nunca fui.

Tiago Cordeiro disse...

Flora, o problema é que treinos na Gávea são nocivos ao time. Aproxima o elenco de organizadas, sanguessugas e facilita a vida de vários assessores de imprensa que vazam o que lhes for interessante.

Esse pessoal teve vida difícil desde que os treinos passaram a ser no Ninho e era melhor pra instituição que seguisse assim. Deixará de ser.