Brasileiro 2011 - 19a. rodada - Flamengo 0 x 0 Vasco

Em um jogo ruim e atípico, o Flamengo escapou de uma derrota que o colocaria atrás do rival ao fim do primeiro turno.


* * * * * * * * * *

Tivemos hoje dois jogos dentro de um. Um primeiro, em que as coisas correram em condições normais e que durou quase todo o primeiro tempo; e um segundo completamente atípico, com um time jogando com um a menos  e um volante improvisado na zaga e o outro afetado pela visão de seu treinador saindo de ambulância enquanto a partida corria.

No primeiro, o Flamengo foi mal. Bottinelli voltou a se ausentar do jogo, se apresentando pouco pra receber a bola e limitando-se a passes laterais quando participava das jogadas. Isso prejudicou muito a criação, mas não foi o único defeito do time; a saída de bola foi ruim, a zaga teve dificuldades para afastar bolas de sua área, Júnior César levou desvantagem quase sempre que o Vasco atacou pelo seu setor e, de modo geral, os jogadores pareceram muito dispersos. Léo Moura, por exemplo, andou entregando lances bobos por pura desatenção em passes e disputas de bola. Houve uma única boa chance rubro-negra, em jogada de Ronaldinho para Léo Moura logo no início. O Vasco não teve uma grande atuação, mas se impôs até mesmo na força física - as divididas eram todas deles - e foi mais perigoso.

No segundo tempo, a parte do jogo em condições fora do comum, o Flamengo se virou como pôde e dá até pra comemorar o resultado que arrancou. Com um a menos, Luxemburgo se arriscou muito ao queimar todas as substituições que tinha ainda no intervalo. Se Felipe, por exemplo, tivesse que sair contundido - pareceu estar no sacrifício em boa parte do segundo tempo, mancando e evitando bater os tiros de meta -, a situação se transformaria num tremendo desastre. Mas o time que montou, com dois volantes à frente da zaga improvisada, Ronaldinho  no comando do ataque e Negueba e Renato se aproximando pra formar o trio ofensivo, até que conseguiu fazer com que o jogo seguisse mais tranquilo do que o esperado.

O Flamengo até teve mais chances de perigo no segundo tempo que no primeiro e, se Negueba fosse um jogador mais inteligente para aproveitar as chances de contra-ataque que teve - o garoto é até habilidoso, mas não tem nenhuma visão de jogo para decidir o que fazer a cada lance -, poderia até ter vencido. A missão de Negueba, porém, teria sido um pouco mais fácil se Ronaldinho, que até foi bem nos momentos em que o time conseguiu trocar passes e prender a posse de bola, tivesse se esforçado mais pra correr e ajudar nestes contra-ataques. Houve momentos em que o cara estava simplesmente andando em campo.


* * * * * * * * * *

Achei que o Vasco aproveitaria a vantagem numérica para partir pra dentro no segundo tempo e decidir o jogo. Não foi o que aconteceu. Respeitaram demais o Flamengo, inclusive nas substituições pouco ousadas. Podem reclamar do pênalti nos descontos (que ainda não vi na TV, mas pelo que me falaram foi claro), mas no duro não conseguiram colocar tanta pressão quanto se poderia esperar e ameaçaram praticamente apenas com cruzamentos pelo alto. O que era até óbvio; se a defesa do Flamengo já costuma ter problemas neste tipo de jogada, imagina com Willians improvisado na zaga.

Mas é óbvio que o rendimento do time foi prejudicado pelo que aconteceu com seu treinador. Não há equipe que passe por uma situação como esta sem sentir.

O momento é de torcer muito para que Ricardo Gomes saia bem dessa.


* * * * * * * * * *

E o que dizer de Wellinton?

Não dá nem pra dizer que a expulsão que conseguiu arrumar foi inacreditável porque é o tipo de coisa que dá pra esperar dele mesmo. Ele até tem bom porte físico, sabe se colocar, não é ruim no combate. Mas a sua falta de jeito com a bola é constrangedora. Ele até sabe disso e normalmente se limita a dar chutões pra frente. Mas ter alguém tão grosso assim na defesa é sempre perigoso. Qualquer lance, por mais simples que pareça, pode se tornar complicado de uma hora pra outra.


28/8/2011 - 16h - Flamengo 0 x 0 Vasco
Engenhão - Rio de Janeiro, RJ

Renda e público: R$ 831.640,00 / 28.765 pagantes / 33.206 presentes


Árbitro: Pericles Bassols Cortez (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Luiz Muniz de Oliveira (RJ)
Cartões amarelos: Willians, Felipe e Junior Cesar (FLA); Jumar, Fagner e Dedé (VAS)
Cartões vermelhos: Welinton 41'/1ºT (FLA)

Flamengo: Felipe, Léo Moura, Alex Silva (Ronaldo Angelim 10'/1ºT), Welinton e Junior Cesar; Willians, Luiz Antonio, Renato e Bottinelli (Negueba - Intervalo); Ronaldinho e Deivid (Muralha - Intervalo) - Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Vasco: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Anderson Martins e Jumar; Rômulo, Eduardo Costa, Juninho (Leandro 28'/2ºT) e Diego Souza (Bernardo 39'/2ºT); Eder Luis e Alecsandro (Elton 11'/2ºT) - Técnico: Ricardo Gomes.

4 comentários:

Eduardo H. Costa disse...

Jogo importante e outro mole que desmontou o time. É brincadeira...

André disse...

Até quando a diretoria e a presidência serão CONIVENTES com o crime que o Luxembrugo está cometendo contra o clube com a escalação deste perna-de-pau chamado Wellinton???

Acho que agora chega, né Luxemburgo?! Esgotou a paciência!!! Eu que me atrevi a fazer alguma defesa desate cara cheguei ao meu limite. Não dá mais!!! Se a Patrícia realmente quer fazer alguma coisa de bom pelo clube a hora é essa. Tem que fazer valer a sua condição de PRESIDENTE do clube e EXIGIR o imediato afastamento do Wellinton.

"Bottinelli voltou a se ausentar do jogo" -- fala sério né parceiro!!! Quando foi que ele se apresentou pro jogo nesta temporada??? Este cara "não fede nem cheira". Ele não participa de nada!!! Não cria, não cava faltas e nem colabora com a marcação. Se é para ter uma NULIDADE destas em campo é melhor botar mais um volante porque assim pelo menos nos defendemos melhor. Este cara só está no clube para ganhar a sua grana no final do mês. Não quer nada com nada.

O duro também é saber que o Deivid é o nosso "melhor" centroavante. Não dá nem para fazer campanha contra ele porque pedir o "Cruel" de titular é o mesmo que cometer suicídio.

Quero ver o Luxa montar a defesa para o próximo jogo. Deve ser algo do tipo: Felipe (talvez), Léo Moura, Geladeira, Angelim e Júnior César. Tenho até medo. Menos mal que é o Avaí e não um time melhor.

Para terminar: FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!FORA WELINTON!!!

André Monnerat disse...

É pior do que você pensa - o Júnior César tá suspenso...

Marcos Monnerat disse...

Na boa, em termos de defesa o time não piora em nada com a saída do Wellington e do Junior Cesar.

Wellington faz o que fez contra o Vasco. Pior do que ele o Geladeira não deve ser. Não tem como. E o Junior Cesar tem tomado bailes seguidos nas últimas rodadas dos atacantes adversários...

E o "talvez" no nome do Felipe não me traz nenhum calafrio. Isso eu sinto em cada bola que vai na direção do nosso gol. Apesar de ter que admitir que ele garantiu ontem com defesas bem importantes o empate.