Brasileiro 2011 - 9a. rodada - Flamengo 1 x 0 São Paulo

Invicto, vice-líder em ascensão, três vitórias seguidas e Ronaldinho começando a mostrar a que veio. Que falta faz o Maracanã!




* * * * * * * * * *

O Flamengo até deixou o São Paulo ter certo domínio no início e no final da partida. Mas, ao longo de todo o jogo, soube se impor e ter o domínio. Em alguns momentos concluiu pouco para o tamanho do controle do jogo que tinha; em outros, perdeu chances de gol demais. Em certa altura do jogo, começou a haver até uma tensão pela impressão de que, apesar da óbvia superioridade sobre o adversário, o gol acabaria não saindo. Mas saiu e a vitória foi bastante justa.

Vamos combinar apenas que vencer este São Paulo de ontem, ainda mais jogando em casa, era bastante obrigatório e o time acabou passando raspando na missão. A vitória deixou a sensação apenas de dever cumprido, não de empolgação. Mas claro que é bom voltar a vencer três partidas seguidas - algo que não aconteceu nenhuma vez no Brasileiro do ano passado - e se manter perto do líder.

É hora da gente descobrir o quanto que o Engenhão pode ser a casa do Flamengo de verdade. É um momento em que o Maracanã poderia dar um belo impulso nessa boa fase.


* * * * * * * * * *

Reparem que está havendo um padrão aí: Luxemburgo está procurando repetir o time a cada partida, o que é positivo, e o time vem vencendo, o que pode dar a impressão de que o técnico realmente encontrou o jeito ideal de jogar; só que o time consegue fazer o resultado que precisa apenas depois que ele muda o esquema que está procurando repetir. Continuo achando que Renato pode até ter seu lugar, porém não como armador.

Mas ontem, na verdade, as substituições nem melhoraram o rendimento do time não - apesar dos dois que entraram terem sido responsáveis pela jogada do belo gol junto com Thiago Neves e seu sensacional corta-luz. Bottinelli, que em seus primeiros jogos ia muito mal na hora de chutar a gol, voltou a marcar e mostrar que está ganhando confiança para acertar os lances. Mas, tirando o gol, desta vez não foi bem, e o time perdeu com a passagem de Ronaldinho Gaúcho para o comando do ataque. Quando fez o 1x0, no duro, o Flamengo nem vivia um bom momento na partida.

Mas a entrada de Negueba mostrou novamente como Léo Moura cresce de produção quando tem alguém que sabe jogar aberto para combinar as jogadas pela direita. E não, este alguém não pode ser Willians. Pra jogar de semi-ponta-direita, como Luxemburgo o colocou no primeiro tempo, é melhor escalar qualquer outro.

* * * * * * * * * *

Ronaldinho fez um bom primeiro tempo, apesar de ter falhado na hora de definir diversas jogadas. Jogou bem preso à ponta esquerda, diferente do que havia feito nas duas boas partidas anteriores. Mas, de qualquer jeito, mostrou muito mais facilidade para tocar a bola rápido, passar pelos adversários, resolver com mais agilidade os lances. A diferença me pareceu ser física mesmo, pois no segundo tempo - mesmo descontando que sua mudança de posicionamento após as substituições o atrapalhou - aparentou um certo cansaço e não deu sequência às jogadas da mesma forma.

* * * * * * * * * * 

O time tinha, desde o início do ano, alguns problemas graves bem óbvios. No ataque, não foi a noite de Deivid - artilheiro que vem vivendo de gols com apenas um toque na bola, o que não aconteceu ontem. Mas a falta de volante, nem que fosse para compor o elenco, pode estar resolvida com a chegada de Aírton, que fez uma estreia razoavelmente boa; a zaga ainda precisa de reforço, mas a presença (óbvia!) de Angelim entre os titulares ao menos dá uma aliviada na situação; e há a lateral esquerda, com Júnior César, que fez sua  melhor partida no Flamengo.

Desde que estreou, ele já deu uma melhorada na marcação por aquele lado, que era sempre um problema com Egídio ou Alvim. E ontem ele finalmente se soltou mais no apoio, especialmente no primeiro tempo, se entendendo bem com Ronaldinho.

Para aqueles que andavam ainda sentindo a falta de Juan, a comparação com os dois em campo ontem foi bastante favorável ao atual lateral do Flamengo. Juan era o maior ponto fraco da defesa do São Paulo e, com um pouco mais de insistência dos rubro-negros por ali, poderia ter sido até expulso, pois apelava para faltas grosseiras sempre que tentavam driblá-lo.



6/7/2011 - 22h - Flamengo 1 x 0 São Paulo
Engenhão - Rio de Janeiro, RJ
Renda e público: R$ 465.260,00 / 15.790 pagantes / 18.418 presentes


Árbitro: Marcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Altemir Haussmann (RS) e Roberto Braatz (PR)
Cartões amarelos: Airton e Ronaldo Angelim (FLA); Juan (SAO)
Gols: Bottinelli 26'/2ºT (1-0)

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Airton (Bottinelli, 18'/2ºT), Willians, Renato e Thiago Neves (Luiz Antonio, 38'/2ºT); Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Negueba, 18'/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

São Paulo: Rogério Ceni; Jean, Rhodolfo, Xandão e Juan; Rodrigo Souto, Wellington (Henrique, 33'/2ºT), Marlos e Carlinhos Paraíba; Fernandinho (Rivaldo, 12'/2ºT) e Dagoberto. Técnico: Paulo César Carpegiani.

8 comentários:

Ad@1LtoN disse...

Muito triste por ontem ter de assistir o jogo pela Band, com os ridiculos Luciano do Vale e o CRACK Neto.
Mas foi hilario o Luxa reclamando das cameras e microfones. E no segundo tempo xingando o L Antonio e o Negueba de tudo quanto é nome e os microfones pegando.

André disse...

Gostei muito da atuação e da postura do time ontem. Pressionamos o São Paulo quase 50 minutos (dos 10-15 do 1ºT até os 20-25 do 2ºT) ininterruptos. Fazia alguns anos que não via isto.

Ronaldinho realmente foi bem mas comprometeu a eficiência na hora de resolver a jogada.

Nossa dupla de volantes com Aírton e Willians tem MUITO potencial para ser uma barreira quase intransponível, o que deve reduzir muito o "risco" Wellington.

Não tenho do que reclamar de ontem. Fiquei realmente emplogado. Mais ainda por saber que temos um bom elenco: Botinelli, Luís Antônio, Muralha, Diego Maurício, Negueba, Galhardo...são todos boas opções no banco.

Podemos sim alcançar o Corinthians e não vejo time no Brasileiro muito melhor que o nosso.

Temos que parar de lamentar a falta do Maracanã. Já era. Não tem solução. Temos que adotar o Engenhão para já!!!

Estamos no páreo!!! Vamos acreditar e nossa torcida no domingo para o Fla-Flu tem que finalmente cumprir o seu dever e comparecer ao Engenhão!!! Se eu morasse no RJ com certeza iria. É clássico, domingo, 16 horas e o time está jogando bem e em 2º lugar!!! Não tem desculpa para não botarmos 30-40 mil!!

Eduardo disse...

Estou com André aqui de cima. O time jogou bem. Temos que ser um pouco menos chatos e valorizar um pouco mais as coisas boas e não só criticar.
Tenho visto muitos jogos do brasileiro e vejo times horríveis e considero o Flamengo sim um candidato ao título.

Paulo Sales disse...

É, parece que o time está encorpando. Ronaldinho melhorou (ainda demora a concluir às vezes) e há mais padrão de jogo. O gol foi lindo. Mas o que mais me chamou a atenção ontem, junto com a louvável volta de Angelim, foi a atuação de Airton. Ainda desentrosado e perdendo bolas no início, ele logo mostrou como pode ser útil, além da marcação: deu passes verticais precisos ali no meio-campo, garantindo muito mais dinamismo na ligação com os homens lá da frente. É um belo reforço.

Gabriel Folha disse...

Felipe segue insuportável espalmando bolas pro meio da área, isso ainda vai custar alguns pontos no campeonato.

Renato voltou pra posição em que atrapalha o meio-campo.

Willian voltou a jogar, como vc classificou, de "semi-ponta-direita", posição em que ele atrapalha o time.

Deivid voltou ao normal. Inofensivo.

Ronaldinho no comando de ataque é um teimosia do nível do Jaílton.

Valente Filho disse...

Gostei da atuação de ontem no geral.
Melhorou nas bolas paradas, Ronaldinho jogou bem e chamando para si a responsa, ganhamos mais conjunto no geral.
Mas outras coisas me chamaram mais a atenção dos que os aspectos positivos já citados pelos colegas:
1- Penso que o Thiago Neves deve ser mais efetivo e chamar mais a responsa, como está fazendo (até que enfim) o R10;
2-Não vi de modo muito positivo como alguns, inclusive o Luxa o jogo do Airton ontem porque fez faltas desnecessárias e poderia ter sido expulso pois matou contra ataques e o juiz não deu cartão (tenho medo do espartano);
3- Não achei boa a mexida do Luxa por que tirou o centroavante (que não estava tão mal) na hora que não podia ele põe o time para jogar pelos lados e quem empurra para a rede? Ontem eu tiraria o Renato, mas valeram os 3 pontos.

André disse...

Folha: Para você o copo sempre está meio vazio.

Custa valorizar o lado positivo? Concordo que temos falhas. Óbvio que precisamos de um zagueiro e um centroavante melhor. Também é óbvio que o Renato não pode atuar de meia.

Mas será que não estás, como outros, deixando de ver que estamos entre os 3 ou 4 melhores times do Brasil?

Criticar o Willians chega a beira do absurdo!!! Ele vai mal no ataque? Vai. Mas também já deu assistências importantes e é ESSENCIAL na marcação. O cara é um animal como volante. Para mim é o melhor marcador do Brasil.

Vamos parar de SÓ falar dos nossos (poucos) defeitos e valorizar as MUITAS qualidades que enfim começamos a mostrar.

Para os que me conhecem: O Thiago Neves melhorou sim. Não vou mais reclamar dele. Basta que jogue bem e acerte os lances.

Régis Marra disse...

André, gostei bastante do time ontem e acho que os 3 pontos foram muito merecidos, mas confesso que a formação de ontem não é a que eu gostaria de ver jogando. Porém mesmo antes do jogo achei válida a mudança do Luxemburgo, porque o time vinha muito mal. Mas se fosse eu o técnico no Fla-Flu o time seria novamente um 4-2-3-1, mas com Ronaldinho pela esquerda e Thiago Neves pelo meio. Meu time seria Felipe, Léo Moura, Angelim (que nunca deveria ter saido do time), Welinton (ou até mesmo David Brás)e Junior César, Aírton, Willians (ou Renato), Bottineli, Thiago Neves, Deivid e Ronaldinho.
Mas o Flamengo tem um problema que não é de hoje, Willians e Renato são "imexíveis", tanto para o técnico quanto pela torcida e eu acho que o Renato jogando armando é uma péssima opção.