Brasileiro 2011 - 2a. rodada - Bahia 3 x 3 Flamengo

Flamengo deixou a vitória escapar quando achou que o jogo já tinha acabado antes da hora.


* * * * * * * * * *

Ronaldinho e Thiago Neves, que deveriam ser os jogadores mais importantes para a criação do Flamengo, estiveram numa tarde bastante ruim. Ainda assim, o time marcou três gols - não dá, então, pra dizer que foi mal ofensivamente. E isso só aconteceu porque, apesar de alguns jogadores de frente terem rendido menos do que o desejável individualmente, a equipe teve coletivamente uma postura interessante durante a maior parte do tempo.

No dia seguinte à final da Champions League que coroou o melhor time do Mundo, Luxemburgo colocou o Flamengo para jogar com uma filosofia inspirada no Barcelona: marcação no campo do adversário e valorização da posse de bola. Poderia ter sido melhor; além das já citadas atuações fracas de Ronaldinho e Thiago Neves, errou-se muitos passes no primeiro tempo, faltou um tanto de objetividade no segundo e Wanderley não está mesmo à altura da vaga de titular do Flamengo. Mas foi o bastante para ter o domínio do jogo quase o tempo inteiro, criando chances de fazer gols e sendo pouco ameaçado atrás.

Ainda assim, não ganhou. O empate veio por duas bobeiras feias na defesa no primeiro tempo - Wellinton e David foram mal em uma jogada que saiu de uma cobrança de lateral, no primeiro gol; e no segundo, pode até ser que alguém tenha dormido e deixado de fazer seu papel, mas a impressão que ficou foi mesmo de falha no trabalho do treinador na hora de preparar seu time para as bolas paradas. Não é possível, depois de uma falta a seu favor, levar um contra-ataque como aquele, em que três adversários tinham apenas dois defensores pela frente a partir da metade do campo. Falha feia no posicionamento defensivo no momento de uma jogada ensaiada de ataque.

Mas é até mais fácil perdoar estas duas falhas pontuais do time no primeiro tempo do que a inaceitável postura do time depois que ficou na frente do placar pela primeira vez. Saiu o 3x2, um jogador do Bahia foi expulso e, de repente, acharam que a partida estava ganha e que bastava enrolar, trocando passes preguiçosos no campo de defesa à espera do apito final. E nessa, perderam a concentração e entregaram um monte de bolas nos pés dos baianos, que passaram a rondar a área rubro-negra sem a menor necessidade.  O gol de empate, que saiu no finalzinho, foi um castigo bastante merecido.

Um monte de gente já reclama de Luxemburgo pelas substituições. Claro, ninguém gosta de ver o péssimo Jean e o inexplicável Fernando em campo, e eles realmente conseguiram ir mal em tão pouco tempo de jogo. Por mim, não estariam nem no banco nunca, mesmo com as limitações atuais do elenco. Mas fato é que Galhardo e Willians não saíram por escolha do treinador e não acho que elas tenham pesado na postura do time. Mais do que as trocas de Luxemburgo - que tem conseguido fazer o time evoluir ultimamente -, pesou mesmo é a atitude dos jogdadores. Se acomodaram, relaxaram, perderam a concentração e entregaram o jogo.



* * * * * * * * * *

A iminência da chegada de Júnior César parece ter feito bem a Egídio. Hoje ele jogou até melhor do que na partida contra o Avaí, inclusive defensivamente. Também jogou bem Bottinelli, pelo menos enquanto teve pernas - pareceu ter cansado na metade final do segundo tempo.

E acho que já passou da hora de Luxemburgo ao menos testar Diego Maurício como centroavante titular deste time.



29/5/2011 - 16h - Bahia 3 x 3 Flamengo
Pituaçu - Salvador, BA

Árbitro: Cleber Welington Abade (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (RJ) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
Cartões amarelos: Hélder, Marcone, Ávine, Jobson (BAH); Egídio, Fernando (FLA)
Cartão Vermelho: Hélder, aos 30'/ 2ºT (BAH)

Gols: Lulinha, aos 17'/ 1ºT; Jobson, aos 37'/ 1ºT e aos 44'/ 2ºT (BAH); Ronaldinho, aos 29'/ 1ºT; Bottinelli, aos 8'/ 2ºT, Egídio, aos 28'/ 2ºT (FLA)

Bahia: Omar; Gabriel (Marcos, aos 21'/ 2ºT), Thiego, Titi e Ávine; Fahel, Marcone, Hélder e Lulinha (Maranhão, aos 39'/ 2ºT); Jóbson e Souza (Rafael, aos 34'/ 2ºT). Técnico: René Simões.

Flamengo: Felipe; Rafael Galhardo (Jean, aos 29'/ 2ºT), Welinton, David e Egídio; Willians (Fernando, aos 39/ 2ºT), Renato, Bottinelli e Thiago Neves; Ronaldinho e Wanderley (Diego Maurício, aos 24'/ 2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

12 comentários:

André disse...

Relato bastante coerente do VERGONHOSO empate.

A postura do time após a expulsão do jogador do Bahia deve ser DURAMENTE repreendida pela comissão técnica, diretoria e PRESIDÊNCIA do clube. Tem que haver COBRANÇAS.

Foi uma palhaçada. Imploraram para o Bahia empatar. TODOS os jogadores entregaram bolas rídiculas atrás.

O correto era continuar atacando para fazer o 4º gol. Estava fácil. O Bahia cansou, o campo era grande e o gramado em bom estado.

Não sei o que acontece especialmente com o Thiago Neves. Não acerta um chute no gol. Este tem ainda menos desculpa que o Ronaldinho porque nem idade tem.

Alguém se lembra de alguma jogada dele no jogo? O Ronaldinho ao menos fez um golzinho de oportunismo.

PATRÍCIAAAAA!!!! PELO AMOR DE DEUS PRECISAMOS DE 2 ZAGUEIROS!!! PELO AMOR DE DEUS!!!

Foda deixar de ganhar um jogo desses...

Flávio disse...

Perfeitos adjetivos para o "péssimo" Jean e o "inexplicável" Fernando.

É, sem dúvida, inexplicável o Luxemburgo ainda deixar o Fernando no banco. Temos Lorran e Muralha campeões da Copa SP.

Mas foi muito importante o jogo de hoje. O Flamengo tem 7 gols, é o melhor ataque do campeonato. E no dia de jogar contra Jobson e Souza, tomamos 3 gols.

Por favor, alguém me aponte uma única jogada de ataque do Bahia. Não há. Todos os gols do Bahia nasceram de clamorosas falhas da nossa zaga.

Portanto, é imprescindível contratarmos um zagueiro já.

Quantos gols vamos levar contra Dagoberto e Lucas? E contra Neymar e Ganso?

Fernando Almenara disse...

Realmente a coisa foi esquisita hoje... Como vc disse depois de virar o jogo o time se acomodou, parece q se desconcentrou. Achou q o jogo tivesse acabado!

De qualquer forma, a zaga do Flamengo tá muito fraca. Eles tiveram praticamente 3 lances no jogo todo e fizeram 3 gols. Há tempos já é sabido desse problema da zaga e não se faz muita coisa a esse respeito.

O Vasco em menos de um ano contratou dois bons zagueiros (Déde e Anderson Martins)ambos de times pequenos.

Com relação ao ataque, acho q já passou da hora do Luxa escalara o Diego Maurício como titular. O Wanderley é muito ruim com a bola no pé, mal mal ele sabe empurrar a bola pra dentro do gol!

Paulo Sales disse...

Estava lá em Pituaçu e vi o Flamengo entregar o jogo. Postura inadmissível, uma soberba sem sentido, sempre com passes perigosos no campo defensivo. Ronaldinho não jogou nada e muitas vezes atrapalhou alguns contra-ataques ao pedir a bola na hora errada. Egídio jogou bem e com raça. Galhardo é muito fraco, não sabe se apresentar para o apoio na hora certa. Thiago Neves estava omisso. E, no estádio, fica clara a deficiência de Williams nos lançamentos: ele simplesmente não enxerga um jogador livre. É um crime que tenha tantas vezes a bola no pé para iniciar as jogadas. Enfim, o Flamengo me pareceu um time mal treinado, que consegue se safar por sorte ou pelo talento de alguns jogadores. Se os reforços não vierem esse time não vai longe.

ricardo disse...

É meus caros, até quando vão insistir com essa defesa? Jogo vai, jogo vem e os comentários são sempre os mesmos. Levamos gols por falhas grotescas da nossa defesa.

Não posso crer também que Jean e Fernando permaneçam no elenco e ficando no banco. Angelim velho e com uma perna só é melhor que Jean e para o lugar do Fernando melhor por algum garoto como Muralha ou Lorran, assim podemos ver também se poderemos contar ou não com eles.

Uma outra coisa tem me preocupado nos últimos jogos. O cansaço do time no meio do segundo tempo. E olha que não estamos jogando as quartas. Ontem foi claro que o time ficou tentando passar o tempo porque não tinha mais pernas. Ô Mello! Abre o olho meu chapa!!

Do meio pra frente temos evoluído. Botinelli vem melhorando a cada jogo e estamos criando as situações de gol. Ontem TN7 estava claramente se poupando para a seleção. Luxa devia tê-lo sacado no segundo tempo e posto Negueba.

Outro volante se faz necessário porque quando Williams não está, realmente ninguém marca ninguém. Bom que as notícias que chegam dão conta que vão trazer o Airton. Espero que ele jogue como antes de sair daqui.

Agora, ao meu ver, urgente mesmo seriam 2 bons zagueiros porque vamos continuar pedendo pontos por causa desses 2 atabalhoados e fracos David e Wellinton.

Saudações

Jander disse...

O que esse Fernando está fazendo no meu Flamengo ?! Ninguém da direção acompanha os jogos e pode dar uma trava na comissão técnica para expulsar esse tirano do Fernando ?! Esse rapaz tentou 4 passes e errou 3, levou um cartão amarelo e ficou olhando na hora do gol do Bahia.
Estava pensando em ir ao estádio semana que vem para ver o jogo contra o Corinthians mas depois desse jogo com Bahia, não irei perder meu tempo e nem meu sagrado dinheiro para ver Fernando, Jean, David e Wellington e as invençoes do Luxemburgo.

André Monnerat disse...

O Paulo Sales citou os lançamentos do Willians e o quanto a bola tem que passar pelos pés dele. É um negócio engraçado que eu tenho notado: o volante que joga mais recuado neste time é o Renato. O Willians sai muito mais pro jogo do que ele. Por que será? Orientação do Luxemburgo ou simples diferença de vigor físico?

fla_2010 disse...

Só reforçar o comentário do Jander.

"Professor" Luxa fez uma limpa no elenco e inexplicavelmente esse cidadão Fernando teve seu contrato renovado. Como volante, o cara é uma nulidade, já que não marca ninguém (opções menos piores foram descartadas como Toró e Correia).

Discordo quando tiram a culpa do técnico nas substituições. Luxa montou elenco pra esse ano, escalou os reservas.. então sabia do "risco" da presença em campo dos fraquíssimos Jean e Fernando. Os dois foram mal em todas as chances que tiveram e continuam no elenco. Já passou da hora de se dar chance ao Muralha e a esse Gustavo (que veio do Boavista)...

André Monnerat disse...

Eu não tiro a culpa dele nas substituições não. Como falei, por mim nenhum dos dois estaria no elenco e, em estando no elenco, não ficariam nem no banco nunca. O Fernando, especialmente, só está lá porque o Luxemburgo fez questão. É inexplicável.

Só acho que pesou mais a atitude do time do que as substituições. Se não tivessem ficado trocando bolinha na intermediária de defesa, coisa que não tinham feito o jogo inteiro, não tinham perdido tantas bolas ali atrás - e até Jean e Fernando teriam participado menos do jogo.

Alan disse...

André, concordo que a postura do time foi péssima. Mas exercitando um pouco de achismo aqui: você acha que se Angelim e Fierro estivessem em campo no lugar dessas duas mulas, nós cederíamos o empate? Sinceramente acha que o Magro de Aço ficaria de bobeira na zaga, e o chileno não iria tentar as correrias dele lá na frente?
A verdade é que o time cansou, e não necessariamente ficou de soberba. Correu atrás do resultado, e no final não tinha mais perna. Aí, entram dois retardados que não somam em rigorosamente nada, e dá no que deu.

Fernando Almenara disse...

André,

A Patrícia Amorim já deu declarações de que pretende ceder parte de alguns jogadores do Fla para viabilizar a contratação de reforços.

Fico muito preocupado com isso... O Flamengo já perdeu muito dinheiro assim....

Bosco Ferreira disse...

É nessa história que eles e a traffic se dão bem.
Querem torrar os garotos mas não podem porque a torcida não permite, aí eles esperam o time perder alguns pontos preciosos para conseguirem torrar os garotos em troca de medalhões caros e ineficientes sem maiores oposição da torcida. Desse jeito quando é que poderemos lucrar com a base? Parece que sem organização e planejamento nunca.
http://www.revistaforum.com.br/conteudo/detalhe_noticia.php?codNoticia=9303