O que o Flamengo tem hoje, o que precisará no ano que vem*

Sei bem que o risco de rebaixamento ainda não acabou para o Flamengo. Na frieza dos números, a distância em relação aos primeiros que estão na terrível zona não é confortável. Mas não adianta: não consigo mais esquentar a cabeça quanto aos resultados ou ao futebol que o time está apresentando este ano. No que se refere ao Flamengo dentro de campo, só está me restando esperar o fim de 2010.


É bom que lá dentro estejam bem concentrados no trabalho atual, para não correr nenhum risco de susto desnecessário ao fim do campeonato. Mas já devem também estar pensando bastante no ano que vem. Luxemburgo mesmo deve estar fazendo divertidos exercícios imaginando as contratações que fará para o ano que vem.

Bem, segue abaixo um exercício de análise do elenco atual, pra ajudar a pensar no que o time precisará em 2012. É bom estar de olho nas durações dos contratos de quem está lá.

Goleiros:

Marcelo Lomba, o titular, dá conta do recado e tem contrato até o final de 2012. Fora ele, no momento o Flamengo só tem um goleiro no profissional em condição de estar ao menos no banco em toda a próxima temporada: Paulo Victor, que sinceramente não conheço e tem contrato até março de 2013. Vinícius, o outro reserva contratado este ano, tem seu empréstimo se encerrando no fim de 2010.

- É preciso verificar se o goleiro da base tem condições de ir pro profissional. Caso contrário, é preciso contratar alguém para a reserva.


Zagueiros:

Os dois mais jovens do elenco, Wellinton e David, estão garantidos para 2011 – seus contratos vão até a metade de 2014. Fora isso, a diretoria terá que se mexer. Há Jean, com contrato até o fim de 2011, mas está claro que ele não tem condição de estar no elenco. Gosto muito de Ronaldo Angelim, o manteria no elenco – apesar de saber que o tempo passa para todos -, mas há uma renovação de contrato no meio do caminho: seu vínculo com o Flamengo acaba em junho de 2011. E é o único zagueiro canhoto do elenco.

- O ideal seria contratar pelo menos um zagueiro canhoto em condições de ser titular e mais alguém para o banco.


Laterais:

Na lateral direita, embora ainda seja bastante elogiado por várias atuações, vejo o tempo passando para Léo Moura. Mas ele tem contrato até o fim de 2011 e ainda tem condições de jogar esta temporada. Além dele, para a direita, há o promissor Rafael Galhardo (contrato até julho de 2012) e o esforçado Éverton Silva, que quebra um galho para a reserva na lateral esquerda (com contrato até dezembro de 2013).

O problema está na esquerda. Juan, que vem jogando mal faz tempo, tem o contrato encerrando no fim deste ano. Além dele, só há no elenco gente que não inspira qualquer confiança para assumir a posição: Rodrigo Alvim (contrato até janeiro de 2013), Jorbison (até fevereiro de 2012) e Uendel (até dezembro de 2011). Dá até pra pensar em Egídio para o banco – ele tem contrato até dezembro de 2012, vinha jogando como titular no Vitória e volta de empréstimo no fim desta temporada –, mas não como titular. Ou seja: há quatro jogadores com contrato para a posição ano que vem, e nenhum que dê conta do recado. Embora exista uma boa chance de Juan ficar, mas eu não me animo com a ideia.

- É preciso contratar um lateral esquerdo para ser titular, e dar um jeito de encontrar o que fazer com o monte de reservas que estão lá. E eu não renovaria com Juan.


Volantes:

O principal volante do elenco, Maldonado, tem seu contrato se encerrando já em dezembro deste ano. Sua saída seria uma grande perda, mas eu até vejo condições em Correa de ser titular – só que seu contrato se encerra em junho de 2011. Willians tem muito físico, é bom ladrão de bolas e pode ter sua vaga como primeiro volante, mas precisa aprender a se posicionar e passar a bola; o contrato vai até janeiro de 2014 (mas o Santos vem ensaiando um interesse em sua contratação). E tem Toró, de quem não gosto e que está negociando renovação agora, mas pode até ser reserva  - li agora que o Flamengo desistiu de sua renovação e o liberou. Não sentirei muita falta.

Mas, pra jogar como segundo volante, só há mesmo Kléberson (que raramente joga nesta posição, onde eu o usaria, e tem contrato até o fim de 2012). Fernando, graças a Deus, encerra seu contrato este ano. Há ainda as voltas de empréstimo de Lenon e Romulo (contratos até 5/2011 e 12/2012), mas os dois, além de não terem um futebol animador, levam mais jeito de primeiros volantes mesmo.

(O garoto Antônio, vejam vocês, não aparece no BID registrado pelo Flamengo.)

- Que se renove com Maldonado. Se não der, o ideal seria trazer um bom primeiro volante, capaz de ser titular. Seria interessante ainda trazer um bom segundo volante, para ser titular ou reserva de Kléberson. Não conheço as opções da base para a posição.


Meias:

O Flamengo não tem hoje um meia clássico, camisa 10, em condições de ser titular. Há apenas Petkovic, que não tem rendido bem nem entrando durante os jogos (e tem contrato até o fim de 2011) e o garoto Camacho, que pra mim tem futuro, mas não pode receber hoje esta responsabilidade (seu contrato é até 2013). Vitor Saba, outro garoto meia que subiu (contrato até 2015), eu sinceramente não conheço.

O resto dos meias do elenco são daqueles de jogar de terceiro homem, ou como meias abertos. São os casos de Renato (que tem contrato se encerrando no meio de 2011), Marquinhos (fim de 2011) e Fierro (agosto de 2012). Michael, outro que se encaixa nisso, está de saída – contrato se encerrando no fim deste ano.

- O ideal é contratar um camisa 10 pra ser titular – Camacho pode ser seu substituto. Para a outras vagas no meio-campo, Marquinhos e Fierro podem ganhar mais oportunidades, assim como Vitor Saba. Outro reforço no nível destes seria desnecessário.


Atacantes:
Diego Maurício (contrato até setembro de 2012), hoje, parece uma boa aposta. Mas a dupla Deivid (contrato até o fim de 2012) e Diogo, que deveria formar um ataque indiscutível, ainda não convenceu. Pode ser que, com uma pré-temporada bem feita, eles engrenem – mas Diogo tem seu empréstimo acabando em junho de 2011 e a renovação não deve ser simples ou barata. Além destes, restam Val Baiano (contrato até dezembro de 2011), que é daqueles centro-avantes grossos que dependem da maré para não irritar a torcida, e Cristian Borja, que dizem que mostrou algum valor no sub-23, mas tem seu contrato se encerrando no meio de 2011.

- No meio do ano, é provável que o time sinta falta de um bom atacante – ou vão correr atrás de renovar com Diogo, ou procurarão algum reforço. Isso pode começar a ser visto com mais antecedência. Mas, dependendo do esquema de Luxemburgo, o uso dos meias abertos que o elenco já tem pode diminuir esta necessidade.
* Texto da coluna semanal no
FlamengoNet

17 comentários:

Patrick disse...

Meu medo com a saída do Toró é o tal Risco Luxemburgo. No Atletico-MG ele contratou incríveis 23 jogadores em apenas 8 meses de clube, optando diversas vezes por trocar quem lá estava por outro jogadores exatamente do mesmo nível. E não deu certo.

Também não gosto muito do Toró, mas sempre achei que ele seria um bom 4o volante pra um elenco que tivesse o Maldonado, o Willians e o Kleberson como VOLANTES. Acho dificílimo encontrarmos alguém do nível dele que aceite esta condição.

Enfim, esqueçamos o Toró, meu medo é o Luxemburgo começar a mandar jogadores embora em quantidade, tendo que repor o mesmo número de peças e transformando o 2011 numa grande incógnita - quando todos sabemos que time sem base não chega a lugar nenhum.

Patrick disse...

Quanto ao elenco pra 2011, acho que deve-se priorizar nas contratações.

Eu não pensaria em atacantes sem antes resolver o grande problema que temos, o meio-campo. Pra este setor em traria 2 meias (Alex e um argentino qualquer), pois não acredito no Marquinhos. Além deles eu manteria o Fierro e o Camacho como reservas, apesar de saber que o renato certamente vai continuar.

Depois eu partiria pra trazer 1 grande zagueiro, na sequência os laterais esquerdos e, só então, traria 1 atacante APENAS SE HOUVESSE UMA GRANDE OPORTUNIDADE. Ao contrário da maioria eu ainda acho que o Deivid e o Diogo renderão bem no ano que vem.

André Monnerat disse...

Patrick, tenho o mesmo medo com o Luxemburgo. Mas quanto ao Toró, eu acho que ele fechava o espaço que deveria/poderia ser ocupado por alguém da base. Algum garoto lá deve ter o mesmo nível que ele. Espero.

Quanto à prioridade dos reforços: na sua ordem, eu só tenho dúvida se não colocaria o lateral esquerdo na frente do zagueiro.

Quanto ao ataque, tendo a concordar contigo - mas com a ressalva de que não é tão simples ficar com o Diogo além do meio do ano. Este ano ignoraram isso com o Vagner Love, por exemplo, quando tava na cara que ia ser ruim de conseguir que ele ficasse.

Patrick disse...

Monnerat, os bons volantes da base são muito garotos, os titulares do sub-23 eram muito ruins e o menino que poderia assumir esta posição é o lennon (e nem preciso te dizer o que penso do futebol dele).

Enfim, acho que o Toró cumpre bem um único papel, o de marcar individualmente um adversário. Por isso acho que ele pode ser útil em uma opu outra partida, ao contrário do lennon, por exemplo. Mas meu medo maior é que isto se transforme no início das 23 contratações que faremos nos próximos 8 meses...

Patrick disse...

Quanto ao Diogo você tem toda razão. Se o Luxa acredita nele deveríamos tentar prorrogar o contrato desde já até o fim de 2011. Se não acredita é melhor que busque um novo atacante pro elenco.

E que NÃO seja o Adriano, pelo amor de Deus! rs

André Monnerat disse...

Sei não, Patrick. Acho que se o Toró seria o quarto volante - quarto! -, esse já era um espaço que um garoto poderia ocupar. Vai jogar muito de vez em quando. Ele hoje já seria, pra mim, o terceiro reserva como primeiro volante.
Não conheço bem os garotos da base, como o tal Antônio, enfim. Mas tem que ter um espaço pra alguém subir.

E também espero que ninguém esteja pensando em Adriano, Deus me livre.

Mateus Barcelos disse...

André, o contrato do Maldonado vai até o fim de 2012, e não até o fim de 2010. http://oglobo.globo.com/esportes/brasileiro2010/mat/2010/08/25/maldonado-renova-com-flamengo-ja-vai-para-jogo-contra-atletico-mg-917472482.asp

Mateus Barcelos disse...

E o Diego Maurício renovou até o fim de 2015.

André Monnerat disse...

Mateus, se for isso aí mesmo, tem alguma jogada diferente no registro dele. Porque, na CBF, o contrato está registrado para acabar no fim deste ano: http://www.cbf.com.br/php/acumulado.php?s=M&c=00006RJ

Mateus Barcelos disse...

Estranho André.
Ele é o melhor volante que nós temos, disparado.

André disse...

Em geral concordo com todos em quase tudo, exceto em um ponto:

Não entendo porque tanta má vontade com o Renato Abreu.

Certo, ele não é um primor de técnica, não pode ser o nosso meia de ligação mas tem a sua importância com seus bons chutes de fora da área, boas cobranças de falta e tem uma cabeçada razoável. Além disso quase sempre demonstra muita vontade e gosta de jogar no Flamengo.

Entendo que ele pode ser um bom segundo meia de criação/chegada na frente desde que tenhamos um outro meia mais jovem, mais veloz e com melhor qualidade de passe.

Toró já foi tarde e com ele mandaria o Juan também que me irrita.

Na 1ªproposta também me livraria do Willians que pode render alguns reais.

Abraço a todos.

Bosco Ferreira disse...

Patrick o Alex é um jogador reconhecidamente sem sangue.

Não é um jogador de salário abaixo de R$250 mil reais, não sei se seria uma boa a sua vinda. Acho que acabaríamos tendo dois Kleberson no mesmo plantel. Ninguem aguentaria.

Se fôr para gastar dinheiro porque não o Marlos que estará livre em Dezembro? Ou poderíamos garimpar uma revelação aqui no Brasil que podessemos fazer um investimento para vender depois. O que nunca será o caso de um jogador da idade do Alex.

Gabriel Folha disse...

O problema do futebol brasileiro desde 94 é querer preferir sangue em detrimento de futebol.

Quero gente que saiba jogar futebol, simples assim.

Juninho, Renato Abreu já era uma merda na primeira passagem pelo clube, agora ele é uma merda anos mais velho!

Patrick disse...

Bosco, esse lance é bem pessoal, eu acho o Alex um cracaço-aço-aço. Enfim, se não vier ele na minha opinião deveria vir um jogador consagrado, não acho que um jogador que é reserva do SP possa resolver o problema do Flamengo. Posderia at;é compor o grupo, mas nunca ser o titular da nossa camisa 10.

Luis disse...

O time é uma droga e com o Luxa no ano que vem vai ser um mar de jogadores "dele" e não necessariamente melhores do que os que estão (ou estavam, no caso do Toró) no Mengão. O jeito vai ser passar mais uns 2 ou 3 anos sofrendo, esperando que um milagre de última hora aconteça nas divisões de base.

Juntou disse...

Amigos rubro-negros, descolamos uma promo especial pra vocês hoje: camisa oficial do Flamengo, de Jogo I, de 159,90 por 95 reais! Abraços e vitórias a todos! www.juntoucomprou.com

Juntou disse...
Este comentário foi removido pelo autor.