A pose de coitado não ajuda Andrade

Andrade foi um de meus ídolos como jogador. E, como treinador, foi um dos grandes responsáveis pelo título brasileiro do Flamengo no ano passado – não, ele não “deu sorte”; realmente teve muita influência na virada do time, pela maneira como efetivamente mudou a forma do time jogar. E com tantos técnicos esquisitos empregados por aí, recebendo suas oportunidades, realmente já poderia ter sobrado um lugarzinho para ele trabalhar.


Mas isso não faz com que eu não ache triste o papel a que ele anda se submetendo, deixando alguns jornalistas oportunistas se aproveitarem da situação. A matéria exibida pelo Esporte Espetacular no domingo foi deprimente; Andrade deixou-se colocar num papel de coitadinho que simplesmente não cabe – e a edição ainda colaborou, apelando ao mostrar as lágrimas do treinador com uma trilha sonora melosa ao fundo. Andrade, você não precisava passar por isso! E mais: é prejudicial à sua carreira  - por mais que a exposição agora até possa lhe ajudar a conseguir um novo emprego mais rápido.

Na verdade, me parece que Andrade não compreendeu bem o seu momento. Desde o episódio de sua renovação de contrato com o Flamengo, quando pediu um salário estratosférico, ele pareceu ter se convencido de que o título nacional o elevou automaticamente à categoria de treinador top do mercado. Esta impressão ficou reforçada quando soube-se que ele não acertou com o Atlético Goianiense justamente por pedir salários fora da realidade.

Pois Andrade definitivamente não é hoje um treinador top. Foi campeão ano passado, com muitos méritos, mas numa campanha que durou poucos meses. Antes, já havia assumido o Flamengo algumas vezes, nunca de forma brilhante – oscilou entre o razoavelmente bom e o bastante ruim. E neste ano, sejamos sinceros, seu trabalho não era mesmo bom; o time estava mal organizado, mal escalado e conseguindo péssimos resultados. Muitos dos que hoje pedem pela volta de Andrade também exigem o afastamento sumário de Vinícius Pacheco e não percebem a incoerência entre uma coisa e outra.

É óbvio que houve todo um acontecimento político na época de sua queda, mas lembrem-se que Marcos Braz ainda era o vice de futebol quando Andrade foi demitido; ainda que tenha durado bem pouco depois disso, ele na época também esteve entre os que não viam mais como segurar Andrade no cargo. Uma enorme parte da torcida já pedia sua cabeça e a demissão, embora num momento esquisito, não foi uma injustiça fora do comum no mundo do futebol, como ele tem feito parecer em suas entrevistas recentes.

Tirem aqueles poucos meses de 2010 e o que sobra do currículo de Andrade como treinador é pouco animador. Além disso, ele ainda tem contra si no mercado uma enorme identificação com o Flamengo, que levará tempo para ser superada; uma imagem de “fraco” disciplinarmente (algo que pode ser mais culpa da diretoria da época, mas é uma imagem que pega mesmo – vide Silas no Grêmio); e, de fato, uma dose de preconceito. Não falo nem na cor de sua pele, realmente prefiro não entrar nesse mérito; mas quantos de vocês não ouviram, assim que Andrade foi efetivado em 2009, comentários sobre como seria impossível alguém com os seus problemas de dicção conseguir comandar um grupo e ser claro em suas instruções? Há preconceitos de muitos tipos no futebol, contra muita gente por aí.

Pra deixar bem claro: acho que Andrade foi muito bem no ano passado, acho que poderia ter vaga em muito time por aí, acredito que possa fazer bons trabalhos em outras oportunidades e inclusive torço muito por isso. Mas proponho um pequeno exercício: perguntem aos seus amigos não-rubro-negros se gostariam de ter Andrade como treinador de seus times. Eu já fiz isso, e não recebi muitas respostas positivas. É isso: a imagem dele como treinador por aí simplesmente não é a que acredita que seja.


* * * * * * * * * * * * *

Deve ser uma enorme pretensão minha querer dar algum conselho a Andrade, mas lá vai: deixe de lado essa pose de coitado que está assumindo, pois ela não combina com um profissional realmente vencedor. Deixe um pouco de lado este discurso de injustiçado pelo Flamengo e entenda que ser demitido em momentos de resultados ruins simplesmente faz parte da carreira do treinador, por mais vencedor que seja.

Agora, surge a notícia de que o Ipatinga fez uma proposta para tê-lo como treinador. Pode ser uma enorme furada assumir um time que é lanterna da série B, já trocou de treinador algumas vezes no ano e convive com salários atrasados. Mas não há para Andrade solução diferente de trabalhar e mostrar seu valor.


* * * * * * * * * * * * *

Agora, pra não deixar passar: como bem escreveu Arthur Muhlemberg, o papel mais feio que o Flamengo faz neste caso é passar por mau pagador, ainda mais de um de seus ídolos históricos. O clube poderia passar sem essa de vê-lo cobrando na imprensa salários e prêmios que não foram pagos até hoje.

Coisas assim, e o presidente do Caxias reclamando em público da falta de pagamento por Cristian Borja, não ajudam em nada no mais que necessário trabalho de reconstrução da imagem do Flamengo.

15 comentários:

rnagato disse...

Acho que o melhor para o Andrade é realmente trabalhar. Talvez o Ipatinga seja uma boa tentativa, apesar de arriscada.

Estou entre os que acham o Andrade apenas razoável. Uma conjunção de fatores contribuiu para o título de 2009. Também foi por mérito dele, mas não apenas por mérito dele.

Esse ano, com pré-temporada e tudo, o Flamengo só jogou bem com o Andrade em um jogo com o Resende e naquele segundo tempo fantástico contra o Flu. Só.

Não vejo ele como solução para o time hoje. E não entendo porque tantas pessoas acham que ele é a solução.

É difícil encontrar coerência em torcedor. Em todos os blogs e comentários é possível ver enormes elogios e grandes massacres para praticamente todos os jogadores do time. Algo muito esquizofrênico. Ao mesmo tempo, todos são ótimos e péssimos. Vai entender. Difícil achar análises equilibradas.

O que é possível ver é que o time está mal fisicamente. E esse parece ser o maior problema. Algo difícil de se resolver com jogos 4as e domingos. O negócio é trabalhar. Para nós torcedores, resta apenas torcer e pararmos de cornetar tanto o time. Isso não dará tranquilidade para eles trabalharem.

SRN!!

Gabriel Folha disse...

É isso, perfeito.

Ele está sendo vitima dele mesmo.

O que ele pediu pra renovar já estava absolutamente descompassado primeiro com seu curriculo, segundo, com sua qualidade mesmo como treinador.

Mas fica claro sua falta de consciencia qndo ele taxa como "injustiça" sua demissão.

Enfim, não tenho nenhuma saudade dele e não imagino mais nenhuma situação que seu nome seja o melhor para assumir o time.

Tão circunstancial qnto o penalti perdido pelo Baggio...

Bosco Ferreira disse...

Flamengo já fez acordo para quitar a dívida do Cristian Borja e fez uma proposta para quitar a do Andrade. http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2010/09/14/flamengo-faz-acordo-por-borja-mas-vice-de-financas-nao-fala-sobre-a-questao.jhtm

Edkallenn disse...

Vc não quis entrar no mérito racial, mas eu entro. Sim, há preconceito. Não há treinadores negros na série A. Vc mesmo disse. Se há preconceito contra a fala do cara, imagina na cor. Infelizmente somos um país racista e o pior, não nos enxergamos como tal.
No mais, concordo com seu argumento. Fiquei triste ao assistir a reportagem, mas mais triste pela postura do gigante Andrade.

Flávio disse...

Excelente texto André.
Outro dia entrei no blog do torcedor do Ceará e vi que os comentários eram muito favoráveis à contratação do Andrade. A notícia tinha surgido na imprensa de Fortaleza e a torcida estava adorando a ideia.

Mas o mais engraçado dessa história toda é que o Andrade foi vítima do Marcos Braz, que foi demitido junto com ele. Os comentários que fez hoje no Sportv de que havia uma orquestração contra ele dentro do Flamengo tinha um único maestro: Marcos Braz.

Ele acusa uma suposta diretoria, mas quem brigou com ele sobre salários, depois indicou o Rogério Lourenço como auxiliar foi o Braz. E fez isso para prejudicar o Andrade.

JEFF disse...

Parabéns novamente, André. Excelente post! Excelente blog. Também falei sobre o assunto na segunda lá no meu humilde Palavra da Salvação Rubro-negra. http://igrejaflamengo.blogspot.com.br
FLAmém! @JEFFarah @IgrejaFlamengo

Pedro disse...

André, um comentário que não tem a ver com esse post. CLaramente a saída do Airton foi uma grande perda, até hj não encontramos ninguém pra ficar ali. Tem o Maldonado, mas não consigo entender sua situação. Você não acha que o Rômulo tem as mesmas características do Airton? Ele foi fundamental na copa do brasil, tá no elenco mas quase não tem chance. e enquanto isso o silas escala o correa de primeiro volante... é óbvio que vamos tomar correria...

Lívia disse...

Concordo com o tudo!

Andrade teve muitos méritos na conquista do hexa. Por causa do esquema e por ter unido os jogadores. Não adianta, tem alguns jogadores nesse time que precisam ser mimados, precisam de carinho, como disse Joel Santana certa vez. E Andrade também conseguiu unir o grupo.

Mas, esse chororô dele está pegando mal mesmo.

Acho que ele deveria pegar o Ipatinga, aceitar o convite, se ele realmente existir. Se tirar o time da lama, as pessoas reconhecerão seus méritos. Se não conseguir, bom, acho que não será tão catastrófico pra ele, o time já estava ruim mesmo.

Sobre o jogo de hoje, parece que Silas vai lançar Renato Abreu como titular. O próprio Renato já falou que ainda não está 100% fisicamente, mas como não é de fugir da luta, vai jogar assim mesmo.

Não sei se o elenco está rachado como dizem, mas o fato é que muitos jogadores têm contestado o Silas em seus depoimentos, nas entrelinhas. Acho que tem algo estranho acontecendo.

Régis Marra disse...

Li aqui Exatamente o que penso sobre essa lamentável entrevista do Andrade. Ele vai ser sempre ídolo, sempre admirado pelos Rubro-Negros, devemos muito a ele, não precisava passar por aquilo. Foi contrangedor.

Adolf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adolf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adolf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adolf disse...

O blogueiro foi cirúrgico, escreveu exatamente o que penso. Coitadísmo não leva ninguém a lugar algum, ainda mais quando vem de um camarada que é simplesmente o maior vencedor de campeonatos de todos os tempos. Andrade foi demitido pelo Marcos Braz, que depois caiu e num piscar de olhos viraram "amiguinhos". Andrade não deu padrão tático ao Mengo, decepcionou no Carioca e teve de contar com a sorte para superar a 1ª fase da Libertadores. Chegou-se ao ponto de setores da imprensa afirmarem que no Flamengo comandado por Andrade eram os jogadores que marcavam os horários dos treinamentos, o que foi endossado por Zico. Garanto que se Andrade quiser voltar ao Flamengo, seu amigo Zico arruma uma função para o Tromba no departamento de futebol. Por último, não é de hoje que o Flamengo tenta resolver a questão da rescisão trabalhista com Andrade, mas o advogado do ex-treinador não chega a um denominador comum. Pena eu tenho de quem passa fome, não de alguém com a vida ganha que envergonha a todos em rede nacional.

Adolf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adolf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.