E o time que Rogério escalou para o jogo de amanhã

Bruno, Léo Moura, David, Angelim e Juan; Lenon, Maldonado, Camacho e Petkovic; Vinícius Pacheco e Vagner Love. É o meio-campo com mais poder de criação que Rogério escala desde que assumiu o time.


Em relação às minhas especulações de hoje mais cedo, houve algumas mudanças no que eu acreditava que o treinador teria à disposição: Pet, afinal, poderá jogar, enquanto Michael e Toró estão vetados. Até Dênis Marques também surgiu agora com dores  na coxa e, mesmo que estivesse nos planos, parece que não teria condições de jogo.

Pode ser que ter Camacho e Petkovic no meio-campo enfraqueça a marcação no setor. Mas, sendo sincero: mesmo com todos os problemas e descontando a ausência de Adriano, esta é a escalação do Flamengo mais agradável de se ler em um bom tempo.

Curiosa é a relação do treinador com Rômulo. Uma hora é titular e jogador-chave em uma mudança de sistema de jogo, no seguinte não está nem no banco, daí retorna aos titulares e agora, mesmo com dois volantes titulares fora, acaba sendo preterido por outro que nunca jogou com Rogério. Vai entender.


* * * * * * * * * * *

Coincidência ou não, Petkovic retorna ao time titular no mesmo dia em que é anunciada a renovação de seu contrato até o final de 2011, exatamente como ele queria.

Não acho ruim sua permanência no elenco. Não sei se é possível que dê pra voltar a contar com o sérvio como titular - realmente acho que não -, mas ele sempre poderá ter sua importância no elenco. Só seria bom que os surtos de megalomania que ele andou tendo no início do ano fiquem definitivamente pra trás. Nas últimas semanas, ele parece ter sossegado e tem se mostrado mais integrado - falando em corrente antes de jogo, conversando com Rogério à beira do campo durante partida.

Mas, novamente, parece que o fator decisivo para sua renovação é o fator financeiro. O clube voltou a não cumprir seus acordos com o jogador  e, caso não houvesse a renovação de contrato, a milionária dívida poderia ser executada na Justiça. Chantagem do jogador? Podem enxergar assim. Mas é claro que, se Pet não seguisse na Gávea, não haveria por que abrir mão de receber o que tem direito, nos termos da lei e do que foi assinado entre as partes. É uma situação até constrangedora, mas errado mesmo está o Flamengo em insistir em não cumprir com suas obrigações (e este é um episódio que serve para lembrar a todos que não, o Flamengo não nada em dinheiro e ainda é um clube em situação financeira precária).

Mas não parece mesmo razoável o tal aumento de 50% em seu salário, se é isso mesmo que está sendo acertado.

6 comentários:

Flora disse...

Eu gostei. Alias, eu gosto do lenon. Gosto pq é discreto , não apareceu nenhuma fez cometendo um erro grotesco que eu me lembre. E isso ja é muita coisa hj em dia com os titulares jogando o que tem jogado.

Enfim, queria ver vc falando do tal rombo de 80 milhoes que tem se falado por ai. Pra mim parece que a maioria é herança da adiministração passada e também legado do marcos braz.

André Monnerat disse...

Flora, não há nada que eu possa falar do rombo de 80 milhões que não seja 90% especulação. Ao menos por enquanto.

No ano passado, eu fiz uma série de posts sobre o balanço de 2008. Tem isso nos arquivos do blog. A situação do clube era de calamidade mesmo, e tinha piorado demais naquele ano.

Não sei se piorou ou melhorou em 2009 porque o balanço ainda não saiu. Está atrasado. Quando sair, prometo que falarei bastante do assunto.

Mas eu sei bem que a situação de grana do Flamengo não é nada confortável, e vejo que as pessoas - talvez porque as notícias de salário atrasado andem bem raras há um bom tempo - esquecem muito disso.

NÊGGO TOM disse...

Eu gostei principalmente dos retornos de Maldonado e PET exatamente nessa ordem. Maldonado é um dos melhores volantes do brasil e não pode ficar de fora de um time que tem como outras opções TORÓ,RÔMULO E LENNON que são bem abaixo do nivel dele.E o PET é a criatividade que falta no meio campo e vai render melhor agora que volta a ser o centro das atenções.Espero que jogadores como o MICHAEL e DENIS MARQUES sejam esquecidos de vez pelo "professor" Rogerio.É isso!

lucasgf disse...

Sobre a renovação do Pet, capaz dele terminar o campeonato como jogador-treinador, ou treinador-jogador...

Bosco Ferreira disse...

Salvo a gestão Edmundo Santos e Silva, Não me lembro de nenhuma gestão que tenha saído e tenha sido auditada pelo grupo que substitui.

Sabe-se que todos que entram choram miséria, falam de crise, e dizem não ter dinheiro mas não vejo nenhum plano dentro do clube, ou em conjunto com os outros clubes e com a federação no sentido de diminuir taxas, aumentar receitas, e modernizar e motivar as competições estaduais.

Pelo contrário, Os clubes sucumbem quatro meses de campeonato estadual, muitas vezes pagando para jogar como no jogo FLA X Resende que pagamos oitenta mil para entrar em campo.

Uma final com o Botafogo com um público ridículo, indigno de uma final e ninguem leva em consideração a alta fôlha de pagamento durante o estadual e a necessidade de novas contratações para o brasileiro, quando se fala em acabar os estaduais, todos atropelam os fatos com argumetos românticos e insustentavéis de rivalidades paroquiais.

Qual o maior rival do FLA? Aquele que dá mais motivação ao público? o BFR, FLU, CRVG ou o CAM, SP, PAL, COR, GR-Pa? Claro que são os de fora.

Já que não querem acabar com os estaduais, pelo menos coloquem no meio de semana e iniciem o Brasileiro em janeiro com jogos inicialmente aos domingos!

Afinal, os clubes também pagam salários de jogadores precisam honrar a fôlha de pagamento durante os meses de Janeiro a Maio!

Bosco Ferreira disse...

André, seria possivel você pesquisar a média de público dos estaduais dos oito estados que possuem representantes na série A em de 2010?

Para que possamos entender porque as federações fazem tanto cavaco por um certame que causa tanto prejuizo aos clubes grandes e mantem os pequenos clubes de prefeituras sempre pequenos, sugando dos grandes quando não desaparecem.