O direito de reclamar

Imaginemos que Petkovic estivesse machucado e que o departamento médico do Flamengo desse a previsão de que ele estaria apto a jogar no fim de semana, podendo entrar em campo contra o Goiás. Mas que a Globo decidisse, por suas razões, que o jogo deveria ser adiantado para hoje - e, por isso, Andrade tivesse que quebrar a cabeça para armar o time sem seu principal jogador. É óbvio que todo rubro-negro estaria reclamando da alteração despropositada na tabela, certo?

Pois é por aí o que acontece hoje com o Palmeiras: Cleiton Xavier (que nunca sei se é com a, e, i ou y e que, obviamente, não é Petkovic) está contundido e havia a expectativa de que pudesse voltar ao time contra o Grêmio no fim de semana, quando o jogo deveria acontecer. No entanto, como a Globo precisa ter um jogo pra transmitir pra São Paulo, a partida foi adiantada pra hoje, e Muricy não poderá escalar o líder de assistências de sua equipe no campeonato.

Não se trata de perseguição ao Palmeiras, ou tentativa de ajudar os seus adversários; por lá, os dois times que ainda disputam algo no campeonato são São Paulo e Palmeiras e ambos já tiveram datas de compromissos alteradas para atender à TV. Isso não aconteceu ainda com o Flamengo porque Fluminense e Botafogo foram passando de fase na Sul-Americana, garantindo partidas interessantes para o público carioca.

Mas, de qualquer forma, é o fim da picada - o tipo de situação em que os clubes abrem as pernas pra Globo de uma maneira que não deveria acontecer. E os palmeirenses têm mais é que achar ruim e reclamar mesmo.


* * * * * * * * * * * * *

Assim como podem achar ruim e reclamar, agora junto com os são-paulinos, da alteração do local da partida entre Corinthians e Flamengo - que, por razões de segurança, foi transferida para Campinas. A PM paulista, ao que parece, vê as coisas de maneira diferente da PM carioca - afinal, por aqui haverá Flamengo x Grêmio e Botafogo x Palmeiras ao mesmo tempo, na mesma cidade, na última rodada. Mas ok, cada torcida é uma torcida, cada cidade é uma cidade, cadaa estádio é um estádio, cada polícia é uma polícia, devem ser mesmo situações diferentes.

Mas a pergunta que se impõe é: afinal de contas, quando foi publicada a tabela do campeonato? Só agora se deram conta de que marcaram dois jogos simultâneos em São Paulo e de que isso é um problema? É algo difícil de compreender.

A verdade é que essas alterações de última hora são inacreditáveis até no ponto de vista comercial - afinal, os clubes podem vender carnês e ingressos antecipados, negociar camarotes em seus estádios com os patrocinadores, criar pacotes de viagens, e tudo isso fica prejudicado quando algo assim acontece. Mas como aqui no Brasil tudo tem seu jeitinho, vai-se empurrando com a barriga.

Não é algo que mude completamente a natureza do jogo, bem longe disso; mas é óbvio que é melhor pro Flamengo jogar em Campinas do que no Pacaembu, onde o Corinthians está acostumado a atuar. Se não dá mesmo pra acontecerem os dois jogos em São Paulo, realmente seria ainda pior se mexessem no mando do Palmeiras - aí é que Belluzzo e companhia iam espernear pra valer.

Mas como os rubro-negros estariam se sentindo agora se levassem o Botafogo x São Paulo deste domingo para Volta Redonda?



* * * * * * * * * * * * *

Pra não falar apenas do direito de reclamar dos adversários do Flamengo, não dá pra deixar passar a contusão de Maldonado no amistoso sem vergonha que o Chile foi jogar ontem. Por conta de um compromisso com importância pra lá de discutível, o Flamengo perdeu seu principal volante na reta final do primeiro campeonato em que se vê à beira do título desde 1992. É dose.

Marcos Braz já deu declarações sobre as chances de entrar com uma ação pedindo que a federação chilena dê alguma compensação ao Flamengo pelo prejuízo, nem que seja pagando os custos da recuperação de Maldonado. É o mínimo que deveria acontecer; li que é previsto que os clubes devam arcar com um seguro para este tipo de situação, mas é algo que não faz o menor sentido - é óbvio que a responsabilidade por algo assim deveria ser das federações.

Na época em que Kléberson se machucou em um jogo pelo Brasil, já se levantou este tipo de questão - mas ninguém por aqui ousa ir contra a CBF, organizadora do campeonato, responsável pela arbitragem e dublê de agiota nas horas de necessidade dos clubes brasileiros. Mas de repente, quem sabe?, a federação chilena agora não meta tanto medo assim.

16 comentários:

lucas dantas disse...

andre, nessa coisa de mudar o local, vou discordar de você em alguns pontos.

A tabela já havia sido feita mesmo, mas a ultima rodada é toda ao mesmo tempo e não havia como evitar que times da mesma cidade jogassem em casa na mesma hora. São 3 cariocas e não tem como. Da mesma forma que São Paulo e Corinthians já jogaram em São Paulo no mesmo dia, mas horários distintos porque a tabela permitia. A prova que uma vez ia bater é a tal rodada 37. Ia acontecer, não tinha como. E ninguém pode, 36 rodadas antes, imaginar em qual situação estarão os clubes, ainda mais o Flamengo favorito ao rebaixamento quando o campeonato começou, né?

Porém, quem conhece o Rio como você sabe que o Vazião e o Maraca ficam longe e não há ponto de encontro das torcidas, como seria aqui em SP. As duas torcidas se encontrariam na Barra Funda e o pau comeria. No Rio dá para fazer, mas ainda precisa saber se será necessário. Se o Botafogo escapar do rebaixamento, mandam pra Volta Redonda.

André Luiz de Ávila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André Luiz de Ávila disse...

Monnerat, vc tem bola de cristal?

Advinha os números da mega-sena pra mim! rsrsrs
Abraços!

André Luiz de Ávila disse...

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Brasileirao/Serie_A/0,,MUL1383701-9827,00-PALMEIRAS+VE+VANTAGEM+PARA+O+FLA+COM+MUDANCA+E+QUER+ALTERACAO+NA+RODADA.html

André Monnerat disse...

Lucas, aí eu vou discordar de você nesses pontos.

Sobre a questão dos jogos no Rio, nem vou entrar - como escrevi no texto mesmo, deve ser mesmo diferente. Se a PM tá dizendo, quem sou eu.

Agora, não sei se não daria mesmo pra fazer, nas últimas duas rodadas em que os jogos têm que ser ao mesmo tempo, dois dos três cariocas ou dos três paulistanos jogarem fora de casa. Até acho que daria sim.

Mas se não dá, e não dá mesmo pra jogarem ao mesmo tempo, até tem uma solução bem simples: põe Palmeiras x Corinthians, São Paulo jogando fora, e tá resolvido.

O que acho mesmo que não é uma opção é fazer uma tabela que você sabe que muito provavelmente não poderá ser cumprida. Aí gasto uma grana, compro um camarote pra usar o ano inteiro e, quando chega no jogo decisivo do campeonato, ele não pode ser usado. Isso é razoável? Acho que só no Brasil.

Ju Knack disse...

Posso comentar uma coisa???
Tudo bem sou mulher e já cansei de ouvir todo mundo falar que, mulher não sabe de futebol e blá blá blá.. Enfim... sobre a mudança do local da partida do jogo do Corinthians x Flamengo.. Acredito que, o São Paulo e Palmeiras estão tremendo as bases pela arrancanda do Mengão no Campeonato Brasileiro, e estão querendo de qualquer forma "achar" alguma que possa justificar esse rendimento, tipo, o juiz favorecendo, mudança de local.. Isso não existe!! O que tá acontecendo com o São Paulo e Palmeiras é que eles estão com receio da sua capacidade de vencer o Campeonato e claro, vão perder pq este título pq será do Flamengo, se Deus quiser, e já estão colocando a culpa no Flamengo, pelas suas falhas..
É tão evidente isso, que seja ser ridículo a incapacidade desses times..

É isso aí, concordam comigo ou não essa é a minha opinião!!

Bjos

lucas dantas disse...

Com certeza a questão dos carnês prevê esse problema. Além do que, tirando Londres e Buenos Aieres, dificilmente você terá outro campoenato nacional com tanto time da mesma cidade/estado jogando junto.

Agora, não dá para colocar um clássico no final, né? Foi o que entendi de sua sugestão.

Mas convenhamos que a PM carioca está mais preparada para isso do que a paulista, já que todo ano tem final da Taça Guanabara em dia de desfile de carnaval.

Rodrigo Machado disse...

André, suponho que a tabela é definida por sorteio e todos os clubes concordam com ela no início do campeonato e todos sabem que a última rodada é tudo no mesmo horário. Fazer uma tabela definindo alguns critérios, talvez possa ser tendencioso, mas se for pré-acordado e antes do camp. começar, não vejo problema.

Mas na minha opinião o absurdo está na PM não conseguir garantir a segurança de torcedores que não queiram brigar. Isso é ridículo!

Além de não me parecer razoável, afinal,como a PM faz para controlar as torcidas em dia de clássico? Continuam sendo 2 torcidas brigando...

Briga vai acontecer sempre que 2 quiserem. Logo, o que a PM deve fazer é evitar o encontro entre as rotas das torcidas e acompanhar o trajeto delas desde o ponto de encontro até o estádio e do estádio até um ponto de dissipação. De qualquer maneira, se elas quiserem brigar, seja em dia de jogo, ou não, vai ter porrada.

André Monnerat disse...

Lucas, eu prefiro ter o clássico no final (realmente não vejo problema) do que ser obrigado a mudar tabela e ter esse tipo de situação agora.

Rodrigo, pode crer que a tabela não é por sorteio não. Tem um departamento técnico na CBF pra isso.

No mais, eu nem entro no mérito se era preciso mudar o jogo por segurança ou não, isso é com a PM, a CBF, eu não tenho conhecimento técnico pra saber (só pra estranhar). Agora, que o Palmeiras e o SP têm o direito de achar ruim, tem. Não é uma parada que mude totalmente o jogo, beleza, tem aí um componente de chororô - mas esse é um campeonato que vai ser decidido por detalhes mesmo.

E só o que convido os rubro-negros a fazerem é pensarem no que estariam dizendo agora se, nesta rodada, tivessem adiantado o jogo do Flamengo pra quarta, o Fierro e o Maldonado não pudessem jogar por isso (independente do Maldonado ter se machucado lá) e ainda por cima tirassem o jogo do São Paulo pra Volta Redonda.

Juan disse...

Não é verdade que não há ponto de encontro entre as torcidas que frequentam Engenhao e Maracanã. E as linhas de trem?

Marcos Monnerat disse...

A solução que já deram em São Paulo para realizar os clássicos com segurança foi definir que o clube "visitante" só tenha 10% dos ingressos disponíveis para o estádio. E já ouvi que estão pensando em simplesmente proibir o torcedor do "visitante" de ir no jogo.

Por quê isso? Porque simplesmente as pessoas que torcem para São Paulo e Palmeiras, se se encontrarem na rua em dia de jogo, não serão capazes de controlar seu instinto assassino e terão que tentar matar e triturar o torcedor do time oposto. Caso sobrevivam, vão implicar um com o outro em seus respectivos trabalhos. Mas em dia de jogo são inimigos mortais!

Vai entender...

O fato é que, se em São Paulo é assim, os clubes não podem reclamar. São suas próprias torcidas que estão pedindo por isso. Portanto, sem chororô.

Rodrigo Machado disse...

Apenas para esclarecer minha opinião é compartilhada com a sua, o chororo é permitido, mas só se nos derem o direito de reclamar de erros de arbitragem, de nao escalaçao de titulares do Barueri, de mala-branca, etc.

O jogo tem de ser decidido dentro de campo. Reclamar que 1 jogador não poderá estar presente em 1 jogo e culpar a perda de um campeonato por isso é vergonhoso, digno de galinhas mineiras e bostafoguenses e mostra que o clube não tem elenco. Todos fomos prejudicados com a perda de jogadores expulsos ou suspensos por cartoes que julgamos nao serem certos de serem aplicados ou por termos jogadores ausentes, machucados com faltas desleais.

É importante notar que o prejuízo de alterar o dia de 1 jogo está prejudicando 1 clube (palmeiras) por falta de 1 atleta.

Embora alterar o local do jogo do Fla com os Gambás para uma cidade do interior de SP possa significar um novo prejuízo ao Palmeiras, é difícil imaginar o que jogar em um campo ruim e com a torcida contra (alguém duvida que em Campinas a proporção de gambás por Flamenguistas é pelo menos igual a da Capital?) seja tão benéfico ao Fla.

Logo, concordo com a reclamação. Eu também estaria chateado se fosse conosco, embora tenhamos o Toró para o Maldonado e o Fierro nem seja titular. Mas também acho que a reclamação está bem exagerada. Concordo com a Ju, isso é um medo muito grande dos paulistas que nos veem perto do título.

Abraços e SRN!

Régis disse...

Afinal de contas, a CBF arcou ou não com os salarios do Kleberson? Muito se falou disso mas depois ninguem confirmou. Será que o Flamengo nessa pindaiba ainda vai ter que arcar com os salarios do Kleberson e Maldonado lesionados por conta desses amistosos sem vergonha de seleções??? É duro hein

Flora disse...

O ridículo é achar que é armação pró Flamengo.Realmente a PM DE SÃO PAULO quer beneficiar o Flamengo. rsrsrs.

As autoridades publicas serem incompetentes não é novidade.
Deveriam ter pensado nisso antes e blá blá blá.
Mas agora não tem jeito.
Alem de juntar 4 tocidas que se odeiam muito: corinthias e palmeiras, flamengo e atletico (esse odio é por conta deles mesmo. se com todo o papo de segurança especial do governador neguinho ja apanhou la, imagina sem isso), os estádios são um do lado do outro (2k parece).
É melhor fazer isso que deixar dar merda. A policia de SP não consegue segurar nem as torcida deles, imagina 4.

Nisso incrivelmente tenho que dar parabens a policia do rio, que não é perfeita, mas em comparação a de sp é 10! Desde umas experiencias traumatiantes quando eu tinha 7 anos, nunca mais fui num classico- adocelente ja- que tenha tido confusão.

Ficar puto, da pra ficar. inclusive o corinthians e o flamengo, que vão jogar num estadio ruim.
Agora dizer que o estadio é neutro, fala serio. realmente nem deve encher de corintiano aquilo lá.

São Paulino tem que deixar de ser chorão e tem que lembrar que eles sim, no ultima rodada do ano passado foram jogar em estádio neutro (na verdade cheio de são paulino) contra o goiás.

Palmerense? Outro fala sério. Eles vão terminar o campeonato complos pra não ter que pensar como o time deles amarelou.

lucas dantas disse...

Juan, é absurdamente diferente. Aqui em SP elas se encontram na Barra Funda e vão brigando até o primeiro estádio. É muito central e caótico. No Rio, as estações são pontos em qualquer jogo, mas não como a Barra Funda. Briga sempre vai ter, mas o jogo no Rio é daqui 3 rodadas. Bem capaz de nem precisarem se preocupar com isso até lá.

Brasil Empreende disse...

Ola visitei seu blog e gostei muito e gostaria de convidar para acessar o meu também e conferir a postagem de hoje: Times financiam falta de idoneidade no brasileirão 2009
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.