Brasileiro 2009 - 18a. rodada - Flamengo 1 x 0 Corinthians

Como eu previa, com Pet em campo desde o início seria necessário algo de diferente acontecer para que a marcação no meio-campo do Flamengo funcionasse bem. Esse algo de diferente não aconteceu e o Corinthians teve, o tempo todo, facilidade pra manter a posse de bola por um tempo bem maior do que o que se esperaria no Maracanã. A sorte é que o Corinthians de hoje, que mesmo completo já vive um momento de reconstrução, estava desfalcado e tinha um meio-campo formado apenas por volantes, laterais inofensivos e um atacante chamado Bill que, confesso, eu nunca tinha ouvido falar. Ou seja: poder de fogo próximo de zero. Assim, não souberam, em todo o jogo, aproveitar a chance que o Flamengo lhes deu para ter a bola no campo de ataque por tanto tempo.

O pior é que mesmo na criação a entrada de Petkovic não teve tanto efeito. Entrando de início, com todo mundo descansado e enfrentando uma marcação individual pesada de Jucilei, Pet não conseguiu desempenho nem próximo do que teve entrando durante as duas últimas partidas. Não foi nenhum desastre, especialmente em relação ao que os outros meias andaram rendendo em seu lugar antes; e o fato de ter puxado um cara pra ficar perseguindo ele aonde quer que fosse no campo poderia ter sido usado para abrir espaços para outros jogadores aproveitarem, se o Flamengo soubesse se movimentar melhor. Mas a verdade é que a melhora que Andrade tinha esperança de ver não aconteceu.

Por estes comentários, vê-se que a atuação do Flamengo de hoje esteve longe de empolgar. Mas foi o suficiente pra ser o único time em campo a criar alguma coisa. E a vitória poderia ter sido bem mais tranquila se Adriano estivesse num dia ao menos razoável. O Imperador pareceu pesadão, sem arrancada e demorando mais que o desejável pra dominar cada bola que chegou a ele. Sem falar, claro, na quantidade de chances claras desperdiçadas - além do gol, teve pelo menos três bolas fáceis de colocar pra dentro, duas basicamente sem goleiro.

No primeiro tempo, muito chato, aconteceu apenas uma destas chances de Adriano - uma cabeçada por cima do gol da pequena área, após boa jogada de Emerson (que, fora este lance, hoje também não esteve lá muito bem). No segundo tempo o time começou um pouco melhor, jogando mais pelas pontas. Foram dois bons lances pela esquerda - um com Éverton, outro com Willians que deu em outra das chances desperdiçadas por Adriano - e um pela direita, com Léo Moura, que acabou dando no único gol do jogo.

A partir daí, o Corinthians tentou atacar mais, mas não criou quase nada - tirando um ou dois lances em falhas individuais da defesa do Flamengo, que com David até pareceu um tanto mais segura, inclusive com boa atuação de Angelim. E o time paulista ainda abriu espaços para o contra-ataque que o Flamengo não soube aproveitar - teve apenas mais uma chance clara com Léo Moura, já no fim do jogo, depois de lançamento de Kléberson.

Este, aliás, não apareceu tanto quanto deveria, não teve a superação na marcação necessária para que o time pudesse funcionar com o gringo desde o início, mas deu dois ou três passes longos durante a partida em que mostrou sua importância. Além deste último contra-ataque, foram os casos dos lançamentos para Willians na chance que criou no início do segundo tempo e para Léo Moura, na jogada do gol (em que ainda apareceu para chutar, mal, de fora da área no rebote do cruzamento). Ele ainda é o único no time capaz de acertar este tipo de jogada para pegar a defesa adversária desprevenida.


* * * * * * * * * * * * * *

Simplesmente bizarro o tempo de desconto dado pelo juiz no jogo de hoje. Só Bruno deve ter parado a partida por uns 10 minutos, pelo menos, entre contusões e troca de chuteiras - e no final vieram aqueles protocolares 3 minutos de acréscimo. É ridículo que a regra do futebol ainda permita que este tipo de coisa aconteça.


* * * * * * * * * * * * * *

Após o jogo, pela entrevista que deu emocionado ao PFC ainda no gramado, ficou claro que Émerson já tem mesmo tudo certo pra ir embora. Pode ser que algo ainda mude, ele mesmo disse que pode repensar, pelos gritos de "fica!" que vieram da arquibancada. Mas...





9/8/2009 - 16h - Flamengo 1 x 0 Corinthians
Maracanã - Rio de Janeiro, RJ
Renda/público: R$ 865.270,00/47.068 pagantes (49.688 presentes)

Árbitro: Evandro Rogerio Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Marco Antonio Martins (SC)
Cartões amarelos: David, Petkovic e Léo Moura (FLA)

Gol: Adriano, 12'/2ºT (1-0)

Flamengo: Bruno, David, Aírton e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Kleberson, Petkovic (Zé Roberto, 21'/2ºT) e Everton (Fierro, 30'/2ºT); Emerson (Camacho, 48'/2ºT) e Adriano - Técnico: Andrade

Corinthians: Felipe; Diogo (Marcelinho, 21'/2ºT), Chicão, William e Bruno Bertucci; Moradei (Boquita, 36'/2ºT), Jucilei, Elias e Edu; Dentinho (Henrique, 26'/2ºT) e Bill - Técnico: Mano Menezes.

6 comentários:

AF STURT disse...

Emersom,acho que ele foi bem hoje, foram inumeras faltas que ele sofreu que não foram marcadas.Duas delas podia resultar em gol.
Também entrar com zé não foi uma boa.
E pelo menos Léo desceu a linha de fundo ,bola que resultou em gol.

Felipe disse...

cho ver se entendi:

1 - não gostou do pet nesse time cravado de volantes;
2 - gostou da participação do kleberson "com um ou dois passes" durante 90 minutos;
3 - reclama da defesa que depois de tantos jogos tomando gol, enfim fica 90 minutos sem tomar gol;
4 - esbraveja que a melhora do andrade não aconteceu (o adriano perdeu uns 5 gols!!!)
5 - o imperador "pareceu pesadão" mesmo chegando em TODAS as bolas antes dos zagueiros do curintias;
6 - diz que é ridiculo os 3 min dados por conta do bruno... no primeiro tempo o goleirinho deles ficou os mesmos 10 minutos no chão e ele deu só 1 minuto... qdo favorecia o curintians podia e pro mengo não???

ME PERDOE, EU QUE DEVO ESTAR LENDO O BLOG ERRADO...

DESFAVORITADO NOW!

SAUDAÇÕES RUBRO-NEGRAS

obs: vá procurar alguma coisa pra te fazer feliz cara, pelo visto o Flamengo não está conseguindo...

AF STURT disse...

http://tudehistoria.blogspot.com/

André Monnerat disse...

Felipe, esteja a vontade pra visitar ou não o blog que você quiser, meu caro.

Mas...

- Eu escrevi antes que não usaria o Pet de titular de início, mas entendia tanto o Andrade, quanto os torcedores que quisessem isso. Não quer dizer que eu tiraria o Pet pra botar mais um volante. Não é o caso.

O que eu falei é que achei que ele não piorou o time na armação, mas não melhorou o tanto que as pessoas esperavam (não acho que tenha esbravejado por isso, mas enfim...) É isso.

- Do Kléberson, eu disse que ele apareceu pouco pro jogo, que eu esperaria mais, e que deveria marcar mais do que fez. Ou seja: não estou falando que jogou bem. Mas sim que acertou três passes ao longo do jogo que ninguém mais nesse time acerta - e os três deram em lances de gol. O que mostra como ele pode ser importante pro time. Só isso.

- Não gostei mesmo do Adriano, achei fraco o desempenho dele e aposto que, se perguntar pra ele mesmo, ele vai concordar comigo. Não achei que ele chegou antes de ninguém em bola nenhuma - nas chances que ele perdeu, não teve que chegar na frente de ninguém. No fim do jogo, aliás, tentou ir pra dentro de um zagueiro, não teve explosão, adiantou a bola e deu ela pro Felipe defender.

- Falei bem da defesa! Disse que melhorou com David e que o Angelim jogou bem, ué. Só que teve um ou dois erros em que o Corinthians teve suas chances.

- Mão reparei nos descontos do primeiro tempo e em queda do Felipe. Se aconteceu, tava errado também. O meu comentário era muito mais em função de não concordar com isso na regra do futebol: do tempo do jogo ser da cabeça só do juiz, que decide quanto vai dar com critérios que só ele entende. Sempre achei isso, pra mim o cronômetro devia ficar com o quarto árbitro na mesa e parar quando o jogo estivesse parado. Só comentei disso ontem porque, pra mim, desta vez a falta de critério do juiz foi muito, muito grosseira.

De qualquer forma, ele podia dar 10 ou 15 minutos de acréscimo que o Corinthians não ia fazer gol, era mais fácil o Flamengo fazer mais um. Não é essa a questão.

- Como eu disse, pra mim a vitória foi justa. Só que eu não sou do tipo que fala que tá tudo bem quando ganha e tudo horrível quando perde. Aí vai de cada um gostar ou não do que eu escrevo, visitar não o meu blog.

Arthur Costa disse...

Eu não achei o Adriano pesadão não...

achei q ele perdeu gols q deveria perder, isso em 3 ou 4 oportunidades. Mas falta de mobilidade eu não vi..


mas no resto concordo com sua leitura do jogo...

e gostei do David, q era pra ser expulso msm, não pode dar este mole!

Arthur Costa disse...

Opa, "gols q NÃO deveria perder"...