Brasileiro 2009 - 5a. rodada - Sport 4 x 2 Flamengo

Tem coisas... que só o Flamengo faz por você. A derrota de ontem entra pra galeria de apagões inacreditáveis que este mesmo grupo já apresentou em diversas outras oportunidades - ganha na prateleira um lugarzinho do lado daquele Flamengo 3 x 3 Goiás do ano passado. Um jogo que parecia fácil e terminou lamentável.

A aparente facilidade começou a ser construída logo na primeira jogada em que o time conseguiu trocar passes - a bola foi de pé em pé até terminar com Emerson, na cara do goleiro, pra abrir o placar. Pouco depois, Juan entrou com facilidade constrangedora pela lateral da área e passou para Emerson girar em cima do marcador também de forma constrangedora pra fazer 2x0. O Sport sentiu o golpe e se entregou em campo. O Flamengo nem precisava fazer muito para parecer ter tudo sob controle. Mas, em dez minutos, tudo mudou.

O Sport não havia tido nenhuma chance de gol até os 25 minutos do primeiro tempo. Mas, a partir dali, duas falhas bizarras em sequência, de Bruno e Angelim, deram o empate de graça pro adversário. A pane prosseguiu com mais um gol de bola parada, outro que nasceu de um bicão pra frente do goleiro e pegou a defesa exposta e mal colocada. 4x2, quatro gols em dez minutos, um atrás do outro. Inacreditável.

No segundo tempo, Cuca mexeu no time para deixá-lo mais ofensivo, e o Sport recuou para jogar no contra-ataque. O Flamengo manteve a posse de bola, mas criou pouco - teve duas grandes chances, desperdiçadas por Josiel e Adriano, e mais nada digno de nota. Ainda poderia ter levado mais gols em contra-ataques do adversário, ou até mesmo num incrível chute de antes do meio-campo. Na verdade, seria o desfecho perfeito para um jogo improvável.



- Sem Kléberson, Toró e Willians não se encontraram em suas novas posições no primeiro tempo, e o time passou a dar combate muito perto da própria área quando o Sport atacava. Já no segundo tempo, sem Toró e com o Sport mais recuado, os espaços eram grandes para o contra-ataque.  O tempo todo, os zagueiros ficaram desprotegidos e acabaram tendo todos atuações muito ruins. Angelim, normalmente o mais confiável do time, foi o pior.

- O tempo inteiro, o time foi torto - atacando só pela esquerda. Com Léo Moura apagado e fechando muito pelo meio, ninguém apareceu pra jogar na lateral direita; até Willians, que normalmente faz este papel, ontem jogou mais pela esquerda. No segundo tempo, com Éverton, o time insistiu ainda mais sempre pelo mesmo lado. Desta forma, o Flamengo tornou-se uma equipe previsível e fácil de ser marcada.

- A atuação de Adriano foi uma ducha de água fria nas grandes expectativas que se formaram sobre seu impacto no time após a estreia. Me lembro de apenas dois toques dele na bola o jogo inteiro - um passe de calcanhar no primeiro gol, logo no início, e uma chance incrível perdida, bem no final.

- Impressionante a quantidade de faltas do time do Sport. Abusou na cara de pau da tática de "matar a jogada", e se deu bem. Enquanto a FIFA não se der conta de que tem que instituir o limite de faltas no futebol, vamos estar sujeitos a isso mesmo.


7/6/2009 - 16h - Sport 4 x 2 Flamengo
Ilha do Retiro - Recife, PE
Renda/Público: R$ 225.600,00 / 25.603,00

Árbitro: Cléber Welington Abade (SP)
Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Márcio Luiz Augusto (SP)
Cartões amarelos: Juliano, Luciano Henrique, Sandro Goiano, Dutra, Ciro (SPO); Ronaldo Angelim, Aírton, Willians (FLA)

Gols: Emerson, 5'/1ºT (0-1); Emerson, 9'/1ºT (0-1); Durval, 25'/1ºT (1-2); Weldon, 27'/1ºT (2-2); Weldon, 30'/1ºT (3-2); Weldon, 34'/1ºT (4-2).

Sport: Magrão, Moacir, César, Durval e Dutra; Igor (Juliano, 19'/1ºT), Sandro Goiano, Fumagalli (Dudé, 24'/2ºT) e Luciano Henrique; Ciro e Weldon (Guto, 34'/2ºT). Técnico: Emerson Leão.

Flamengo: Bruno, Welinton, Aírton e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Willians (Zé Roberto, 28'/2ºT), Toró (Everton, intervalo), Ibson e Juan; Emerson (Josiel, 16'/2ºT) e Adriano. Técnico: Cuca.

9 comentários:

Pablo Alcântara disse...

André, sobre as faltas, enquanto o Flamengo abrir mão do recurso de 'parar o jogo' com faltas, vamos ter que aguentar essas viradas, essas derrotas. Esperar o time entrar dentro da sua área é pedir pra perder.

André Monnerat disse...

Pablo, pode ser - mas repare que dois dos gols que o Flamengo levou foram justamente em cobranças de falta.

Não acho que o problema seja "não parar o jogo com falta". E nem pretendo começar a defender esse tipo de coisa não (romantismo besta, eu sei).

Marcelo Mattos disse...

Depois de ter jogado tão bem contra o Santo André, o Éverton Silva merecia ter começado jogando ontem no lugar do Wellinton.

Cuca precisa agora achar uma solução para a vaga do Kleberson.

Juliano disse...

Esses caras mostraram que não tem vontade de vencer o Brasileiro.
Tá mais que na hora que reformular esse elenco.
Chega de Bruno, Léo Moura e Juan.
Outros como ZERO berto e Josiel já vão tarde.
Faz um pacotão e leva o Uram,Delair,Isaiais e principalmente Kleber Leite junto.

Marcos Monnerat disse...

É isso mesmo, Juliano. Tem que mandar embora o trio entrgão do Flamengo que é formado por Bruno, Leo Moura e Juan. Esses três já mostraram o que fazem com a gente quando mais a gente precisa de resultados.

Marcelo Constantino disse...

Eu ainda acho que a coisa de jogar cheio de volantes (o Flamengo do Cuca joga com CINCO, ontem jogou com "apenas" quatro), faz com que todo mundo se mande pra frente.

Ontem eu vi, além dos tradicionais avanços do Angelim, Wellington, Williams, e até o Airton se aventurando. Ontem, não, isso acontece com frenquencia.

Afinal, o time tem cinco volantes, mais os zagueiros, pra segurar lá atrás. E assim todos sobem.

E a qualidade ofensivo-criativa dessa turma que sobe é... a mesma de quando o Josiel volta pra marcar.

Folha disse...

Erro infantil de escalação do Cuca. O time se acertou atrás com Airton e Angelim, Willians e Toró como volantes.

Não tem o menor cabimento sair um jogador e ele desmontar o esquema que vinha usando.

Wellington, independente de ter ou não participado diretamente dos gols do Sport, não pode jogar.

O "melhor goleiro do Brasil" fez mais uma das suas.

Enfim, derrota mais na conta do técnico do que na do Angelim. Sem dúvida!!

Juliano disse...

Alguém implora pro Carlinhos Violino voltar a treinar.Ele deve ter uns 70 anos, o Alex Fergurson tem essa idade e tá na ativa e ganhando titulos.
Esse conhece o Flamengo, sabe treinar um time da base como ninguém.

Bruno CML disse...

A verdade é que a base desse time é formada por m bando de pipoqueiro. America/MEX pela Libertadores, Atletico/MG e Goais pelo brasileiro, Resende pelo Carioca... Já não cola mai esse discursinho de jogo atipico e blablabla.

Ta na hora de reformular esse time, acabou o ciclo desse grupo fracassado. Pode começa vendendo o Juan, Leo Moura e Bruno. E esse ultimo que é um goleiro absolutamente overrated, de fato é bom goleiro mas falha demais, tem uma quantidade de falhas muito acima do normal.