Os novos contratos com a Olympikus

Ontem, com a aprovação do Conselho Deliberativo, foi sacramentada a parceria com a Olympikus, nova fornecedora de material esportivo do Flamengo a partir de 1o de julho. A surpresa é que a empresa também será o patrocinador principal na camisa do time - ao menos por um período de dois a três meses.

Foi aprovado um contrato, separado daquele de fornecimento de material esportivo, para que a Vulcabrás possa estampar uma de suas marcas no espaço que era da Petrobras. O acordo foi feito para que o clube tenha tempo de negociar um bom contrato de longo prazo com outra empresa, sem ter a pressão de fechar logo pra não ficar mais tempo sem receber nada. Por isso, o valor fechado foi de R$1 milhão por mês (abaixo do que o clube esperaria receber do novo patrocinador), por apenas três meses. Sendo que foi dada a opção do Flamengo abrir mão do último mês do acordo, se conseguir fechar o novo patrocinador até lá - o que se espera que aconteça. Ou seja: veremos uma marca da Olympikus na camisa do Flamengo de julho a agosto, com possibilidade de extender isso até setembro.

Andaram soltando notícias de que a marca escolhida para aparecer no uniforme seria a Azaléia - algo estranho, já que é voltada ao público feminino. No entanto, o blog de Erich Beting, editor do site especializado em marketing esportivo Máquina do Esporte, diz que a marca seria a Olympikus Tube. Mas traz uma informação meio truncada, de que ainda haveria uma disputa entre Olympikus e Coca-Cola, dando até a possibilidade de vermos uma camisa da Nike com o patrocínio da Olympikus - algo que não vai acontecer. Ao que parece, a Coca-Cola pode é surgir como a nova patrocinadora a partir de setembro. Mas este é só mais um dos tantos nomes que já foram especulados por aí.


* * * * * * * * * * * * * *


A cifra de R$20 milhões está surgindo em todas as notícias sobre o acerto com a Olympikus como nova fornecedora de material, mas os torcedores não devem se animar com a chuva de dinheiro sendo despejado na Gávea - não é bem assim.

Primeiro: não é tudo em dinheiro. Neste total, já está incluído o valor do material esportivo a ser fornecido pela Olympikus (e o total solicitado para o Flamengo a cada ano não é mixaria: um mínimo de 106 mil peças, incluindo os esportes olímpicos, mais de 30.000 peças para o futebol profissional e de base e perto de 30 mil para um programa de sócio-torcedor).

Segundo: já foi feito um adiantamento de R$10 milhões no ano passado - ou seja: pra ter mais dinheiro agora, só se for por novo adiantamento, o que vai fazer faltar mais à frente. Dentro deste valor também está incluído o pagamento mínimo de royalties sobre as vendas de produtos do clube; o Flamengo só passa a receber uma percentagem da venda de camisas e outras peças se o valor ultrapassar este mínimo previsto no contrato. 

De qualquer forma, é um contrato muito bom, divulgado como o melhor do país. Não há o que reclamar - apenas não se deve esperar que a situação financeira do clube mude da água pro vinho de uma hora pra outra.

Alguns pontos que devem estar no novo acordo, se tomarmos como base o edital de concorrência lançado em março - feito já baseado no que tinha sido acertado com a Olympikus:

- O Flamengo passará a ter um terceiro uniforme, além do rubro-negro e do branco;

- Foi pedido esforço para o desenvolvimento de uma réplica da camisa oficial, a ser vendida pelo menor preço possível;

- A Olympikus passará a custear, com um mínimo de 25 mil reais por mês, o site oficial do Flamengo;

- Fora o site, mais R$300 mil por ano para bancar as despesas do Departamento de Marketing do clube;

- Também ficará responsável por abrir uma grande loja na Gávea e pelo menos outras dez Fla Shops no Norte, Nordeste e Centro-oeste;

- Do valor de royalties a serem pagos pela Olympikus por conta destas lojas, serão adiantados R$8 milhões para a construção do famoso Museu do Flamengo na Gávea. Se os royalties a serem pagos pelas lojas não alcançarem este valor durante o tempo do contrato, o Flamengo não precisa devolver nada do dinheiro adiantado;

- Deverão ser desenvolvidos produtos a serem comercializados exclusivamente nas Fla Shops, virtual e físicas, tanto as administradas pela Olympikus quanto as da Roxos e Doentes, nas regiões que não entram no contrato com a nova parceira.


* * * * * * * * * * * * * *

Agora: os caras da Olympikus devem ser muito rubro-negros, né não? Oferecem o melhor contrato do país, muitas vezes superior ao do antigo fornecedor; embarcam de cabeça naquela confusa história da rescisão com a Nike, inclusive com a história esquisitaça das três interrogações na camisa; ao que parece, bancam a maior parte do contrato de Adriano (embora o tal patrocinador do Imperador não tenha sido ainda anunciado oficialmente); e, pra completar, ainda colaboram dando uma graninha pra ajudar o caixa do clube enquanto não fecham um patrocinador novo.

Isso é que é parceria!


* * * * * * * * * * * * * *

E fica a curiosidade pra ver como serão as novas camisas, já apresentadas aos conselheiros na reunião de ontem. Ultimamente, pro meu gosto, a Nike vinha acertando bem com o design dos uniformes, indo por uma linha simples e baseada em modelos clássicos. Já gostava muito do uniforme anterior, baseado nos anos 80, e também acho muito bonitas as camisas atuais - exceto pelos dispensáveis detalhes dourados -, que ficam melhores ainda vendo ao vivo do que pela TV.

11 comentários:

Max disse...

estou em pulgas (conhece essa expressão? estou com a impressão de que a inventei agora) para ver a nova camisa.

E fiquei com algumas dúvidas:
1) acertado o novo patrocinador (vamos dizer, Olympikus Tube, pelos próximos 3 meses), isso quer dizer que teremos camisas Nike com a marca Olympikus estampada até o final de junho?
2) continuam as negociações para que a Vulcabrás seja a patrocinadora oficial depois desse patrocínio-tampão?
3) o Flamengo tem alguma obrigação de divulgar a íntegra do contrato, ou isso é de foro íntimo das partes?

André Monnerat disse...

Max, acho que você inventou agora essa expressão aí! :)

1) O patrocínio da Olympikus é só a partir de julho, já sem a Nike.

2) Acho que não estão considerando isso da Vulcabrás ficar em definitivo não. Mas isso é achômetro meu - acho que não faria sentido pra eles.

3) Não tem obrigação nenhuma de divulgar íntegra do contrato não. Mas o pessoal do Conselho deve ter tido acesso a ele pra poder aprová-lo, presumo eu.

Marcos Monnerat disse...

Se o patrocínio de três meses é só a partir de julho, quer dizer que o Flamengo garante que ficará com a camisa limpa por mais um mês inteirinho né...

Eu não entendo porque a Nike dá o mole de não colocar elas pra vender nas lojas.

robson disse...

Não sei se seria prudente o clube deixar nas mãos de uma só empresa duas das principais fontes de receita de seu futebol. Vai que essa empresa quebra? Ficaríamos a ver navios e aconteceria novamente o que vimos com a ISL. Seria mais seguro fechar com a Coca cola, pois afastaríamos esta hipótese. Mais vale um pássaro na mão que ....

Robson Levy disse...

Ta muito bom e espero q uma das Flashops que serão construídas seja aqui em Natal.
Só OLK agora galera...

Kiko Ribeiro disse...

A Olympikus não perde por esperar, a maior torcida do mundo "a nação rubro negra" sabe ser grata e vamos fazer da Olympikus a maior marca de materiais esportivos do Brasil.
De que forma?
Comprando tudo que eles colocarem pra vender com a marca Flamengo, já é a maior parceria do país.. Adiante Olympikus e Flamengo "O maior".

BLOGdoVASCO disse...

É impressionante a ignorância da famosa "Nação Burro-negra".

estão comemorando uma farsa!!

Como é que o contrato é o melhor da américa latina??

A Olympikús vai pagar por um contrato de material esportivo e vai ganhar o espaço do patrocinador master, que era da Petrobrás.

o fornecedor de material esportivo não tem direito a espaço na camisa seus imbecis, ele somente coloca sua logo do lado direito e nas costas junto do número.

Eles enfiando no cú de vcs!!!!

ahuauahh, que manés!!!!

BLOGdoVASCO disse...

AHAUAHAUAHAUAHAUAH

André Monnerat disse...

Vascaíno, valeu a audiência!

Mas perceba o seguinte: o contrato do material esportivo é separado do de patrocínio na camisa. O de material esportivo é mesmo o maior do Brasil, provavelmente da América Latina.

O de patrocínio é de coisa de 1 milhão por mês, por apenas três meses - em outubro, no máximo, a marca Tube sai da camisa, a não ser que alonguem o acordo por mais dinheiro. É um valor a mais que está sendo pago pela Vulcabrás, além do contrato de fornecimento de material que já havia sido acertado.

Estás mal informado, meu caro.

BLOGdoVASCO disse...

A questão da "audiência" é puramente para corrigir uma distorsão nas informações da "mídia" ou do próprio clube: o melhor patrocínio de material esportivo da américa latina??

é bem a cara dos "burros-negros", afinal vcs são megalomaníacos por natureza!!

Outro item citado por Monnerat:
"O de patrocínio é de coisa de 1 milhão por mês"

Vc faz um "achismo" na frase acima, a palavra "coisa" prova que o desinformado é vc e não eu.

e tem mais, um patrocínio de 1 mi por e meses?? quer dizer que estão pagando ao clube R$ 300 mil mensais de patrocínio.

será que dá pra pagar pelo menos a cachaça de Adriano????

Deixem de enganar a sua "torcida".

Os ladrões do nosso clube já tiramos, quando vão expulsar os de vcs???

André Monnerat disse...

BlogdoVasco, desculpa, você está mal informado mesmo.

O patrocínio da camisa, pra colocar a marca da Olympikus Tube, é separado do de fornecimento. Vale por dois meses, com a possibilidade de ampliação por mais um, caso seja de interesse do clube. E vale um milhão por mês - ou seja, de dois a três milhões. E não 300 mil por mês.

É claro que o foco do site aqui não é pra você (embora eu fale bastante do Vasco por aqui também, inclusive falando bem da nova administração, do trabalho do marketing e até do time). Mas se a sua audiência por aqui fosse mais constante, você conheceria melhor os detalhes dessa nova parceria do Flamengo com a Olympikus. Dá uma olhada nos arquivos, na tag "Administração e marketing" - você vai encontrar bastante coisa. É um contrato grande, envolve muitas áreas. É mesmo o maior do Brasil. O que é até natural, já que é o clube com maior público consumidor do país.

E desculpe - sobre este contrato, eu não estou nada mal informado não.

Quanto à observação de "tirar os ladrões" - se tem algo que eu não faço aqui é me enganar quanto à diretoria do Flamengo. De novo: dá uma olhada nos arquivos. Fui um dos que puxou uma campanha reunindo mais de uma dúzia de blogs rubro-negros convocando as pessoas a se associarem e poderem interferir na vida do clube. Faço aqui a campanha constante pelo choque de ordem - envolvendo o lado financeiro, de estrutura, de administração, de organização, de disciplina e tudo o mais.

No mais - até tentei clicar aí no seu link pra ver o que seria o "blog do Vasco", mas cai numa página de "perfil não disponível".