Brasileiro 2008 - 34a. rodada - Botafogo 0 x 1 Flamengo

Os resultados da rodada não ajudaram. Mas o Flamengo fez a sua parte pra se manter perto do G$ e depender só de si pra conseguir a vaga na Libertadores. Ainda não foi desta vez que o futebol convenceu - mas, a essa altura, mais importante que tudo é mesmo o resultado.

O primeiro tempo foi duro de assistir. O Flamengo até conseguiu marcar melhor no meio do que vinha acontecendo, graças à presença de Aírton realmente à frente dos zagueiros, e não em linha com eles como Toró vinha jogando. Assim, o Botafogo não conseguiu criar basicamente nada - mas o Flamengo também não. Sambueza era o mais lúcido do meio-campo quando participava do jogo, mas ele foi meio vaga-lume, aparecendo e sumindo da partida. Até houve momentos em que ensaiava um bom entendimento com Juan, mas foram poucos lampejos - e todos os outros em campo erravam passes demais.

Na falta de alguém pra criar, Marcelinho jogou mais na meia do que nunca; e ele realmente consegue aparecer e chamar o jogo como ninguém desse time. O problema é que, quando recebe a bola, é sempre lento demais pra se movimentar com ela e decidir o que fazer, amarrando o ritmo do time. E, à sua frente, só havia Maxi no ataque. O argentino até pode ser útil ao time, mas em situações em que a defesa adversária está mais aberta. Quando falta espaço, ele não dá sequência às jogadas, cai o tempo todo e quase não produz. 

Caio Júnior percebeu isso e colocou Josiel no segundo tempo. O time até cresceu, principalmente graças ao crescimento de Juan - que chamou a responsabilidade e criou boas jogadas, desta vez sempre aberto pela esquerda, sem fechar tanto pela meia como andou fazendo contra a Portuguesa, por exemplo. Íbson e Sambueza caíam por ali o ajudando e parecia que seria este o caminho para o gol - até o momento em que Juan saiu machucado.

Além de perder seu melhor jogador, a torcida ainda via Caio Júnior substituí-lo por Kléberson - em quem eu ainda aposto, mas que desperta a antipatia de muita gente mesmo. Parecia que o jogo ia acabar se arrastando para um zero a zero, até pela timidez do técnico em lançar o Flamengo ao ataque. Mas o que aconteceu é que, em seu primeiro lance, Kléberson resolveu o jogo, colocando Íbson na cara do gol para sofrer o pênalti. A partir daí, o time até andou dando moles incompreensíveis, dando ao Botafogo chances nos últimos minutos que não tinha dado em toda a partida. Mas a falta de capacidade de definição do Botafogo, que apareceu mesmo durante todo o campeonato (mesmo em seus melhores momentos, raríssimas vezes o time conseguiu fazer mais de um gol em uma partida) acabou garantindo a vitória rubro-negra.

Há agora uma semana até o próximo compromisso, uma verdadeira decisão. Fica a curiosidade para saber com quem Caio Júnior poderá contar - os dois laterais, grande base do time, estão machucados e não se sabe como será a sua recuperação. Além disso: Sambueza e Aírton ganharam de vez a vaga no time? Ou Kléberson pode ter recuperado seu lugar ao decidir a partida? Obina voltará como titular?



A seguir, cenas dos próximos capítulos.

9/11/2008 - 19h10 - Botafogo 0 x 1 Flamengo
Maracanã, Rio de Janeiro - RJ
Renda/público: R$ 437.406,00 - 27.038 pagantes

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Ediney Mascarenhas (RJ) e Wágner de Almeida Santos (RJ)
Cartões amarelos: Carlos Alberto, Diguinho, Renan, Andre Luis (BOT); Aírton, Juan, Sambueza (FLA)
Cartão vermelho: Eduardo (BOT), 46'/2ºT)

Gol: Kleberson, 38'/2ºT (0-1)

Botafogo: Renan, Thiaguinho (Fábio, 27'/1ºT), Renato Silva, Andre Luis e Triguinho; Leandro Guerreiro (Lucas Silva, 41'/2ºT), Túlio, Diguinho (Eduardo, 44'/2ºT), Lucio Flavio e Carlos Alberto; Jorge Henrique. Técnico: Ney Franco.

Flamengo: Bruno, Jaílton, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Luizinho, Aírton, Ibson, Sambueza e Juan (Kleberson, 34'/2ºT); Marcelinho Paraíba (Fierro, 28'/2ºT) e Maxi (Josiel, intervalo). Técnico: Caio Júnior.

2 comentários:

Marcos Monnerat disse...

O Globo de hoje diz que o Sambuieza tá suspenso. É impressionante como os jogadores do Flamengo sempre estão pendurados, mesmo os que não jogam nunca!

Imagino que ele vá de Fierro desde o início contra o Palmeiras.

Sobre o Futebol Carioca disse...

quase que o kleberson perde o penalt