Os primeiros reforços do Flamengo - a diretoria tentando fazer o possível no início do trabalho

Não existe milagre. Mas já existe muito trabalho sendo feito em menos de 10 dias de mandato.



Com a falta de notícias e a enorme expectativa por mudanças imediatas do tipo água pro vinho após a entrada da nova diretoria, já tinha gente achando absurda a demora de uma semana para a chegada de reforços para o Flamengo. Mas eis que, no oitavo dia, eles começaram a chegar.

É significativo que elas só tenham sido anunciadas no mesmo dia em que a diretoria conseguiu colocar em dia todos os salários dos jogadores que já estavam lá, além dos dois meses devidos ao time de basquete. Deve ter pego bem com o grupo. Mas isso não quer dizer que a situação financeira do clube já esteja mais tranquila: os pagamentos foram feitos graças a grandes adiantamentos que não poderão acontecer toda hora, e as penhoras seguem ameaçadoras com qualquer dinheiro que ameaçar pingar na conta. Tenho o palpite - só palpite - de que talvez não estejam com tanta pressa assim para assinar com novos patrocinadores por saber que seus pagamentos poderiam ser imediatamente travados pela Justiça.

A situação lá dentro é muito, muito difícil, por diversas situações complicadas deixadas por anos de gestões bem aquém do que o Flamengo precisa. São contratos esquisitos, compromissos inexplicáveis, falta de estrutura e material, falta de registros, o diabo. Além, é claro, de não haver dinheiro. Não foi possível ainda nem entender completamente o panorama; ele deverá ficar mais claro quando se encerrar, daqui a uns três meses, o trabalho encomendado à Ernst & Young - uma das Big Four, as quatro maiores empresas de consultoria e auditoria do mundo. Só de terem decidido investir nisso para que realmente a situação do clube fique clara, já dá pra ter mais forte a esperança de que as coisas serão feitas de maneira mais racional daqui pra frente.

Depois disso, sabendo o que se deve e a quem se deve, será possível sentar pra negociar corretamente com todo mundo, mudar o perfil da dívida e planejar o fluxo de caixa já prevendo o que deverá ser desembolsado todo mês para pagar os compromissos. Se tudo der certo, a partir daí a vida vai começar a correr um pouco melhor, ao menos com as coisas mais previsíveis. Mas é um trabalho que ainda vai durar um bom tempo.

Por enquanto, reparem que os reforços anunciados chegam por empréstimo, com a ajuda de investidores. É o que dá pra fazer. E as notícias falam em opções de compra de percentuais dos direitos destes jogadores pelo Flamengo para daqui a alguns meses. Ou seja: não deu pra gastar algum agora nisso, mas se garantiram e se planejaram para um momento não tão distante em que isso poderá ser possível. Parece bom.


* * * * * * * * * *

Se eu fosse a pessoa a fazer escolhas no elenco do Flamengo, minhas prioridades para reforçar o time seriam um armador, um atacante e um lateral esquerdo, todos em condições de serem titulares.

Elias, o mais caro e famoso dos reforços, não é de nenhuma destas posições. Chega para disputar lugar, na verdade, exatamente onde o elenco está mais bem servido. Sua chegada está sendo encarada como uma questão de "oportunidade" - um bom jogador, de nível mais alto do que os que já estavam no elenco, que se apresentou como um negócio possível neste momento. Pode ser, e realmente acho que ele é melhor do que seus concorrentes, será titular e vai ajudar o time. Só torço para que o investimento nele, em um momento de dificuldade financeira, não torne mais difícil a chegada de jogadores para as funções em que o time está mais carente.

Ah: não é verdade que Elias tenha sido "pouco aproveitado" em Portugal. Na temporada 2011-2012, entrou bem no time e foi visto como importante para embalar uma sequência de 10 vitórias consecutivas, o que o fez ganhar o apelido de "O Profeta". Mas o Sporting vive um momento considerado como dos mais complicados de sua história e, depois daquelas dez partidas, entrou em nova crise. De qualquer forma, ele sempre foi titular na temporada passada; na 2012-2013, de 16 partidas disputadas, foi titular em 9. É fato que, em meio aos grandes problemas do time, trocou muito de posição e não correspondeu à expectativa gerada por sua contratação, a mais cara da história do clube. Mas nunca foi "encostado" até o momento em que se decidiu que era o momento de deixá-lo procurar outro lugar para jogar.


* * * * * * * * * *

Gabriel, meia ofensivo que chega do Bahia, já é um jogador que chega para ajudar o time em uma de suas grandes deficiências, a criação no meio-campo. Foi considerado uma das maiores revelações do Brasileiro passado e realmente, quando o vi jogar contra Flamengo e Fluminense no segundo turno, achei um bom jogador, embora muito fraquinho fisicamente. A aposta é boa, mas é ainda um garoto que se destacou em apenas uma temporada. Não dá pra achar que, com sua chegada, os problemas do setor estão resolvidos e ele nem é exatamente um armador - Pelaipe sabe disso. Mas ao menos ajuda Dorival Júnior a não depender tanto dos ainda mais novos Mattheus e Adryan para ter uma esperança de criatividade por ali.

* * * * * * * * * *

João Paulo é que, confesso, não vi jogar. Mas o lateral esquerdo que veio da Ponte Preta teve a maior média de notas da posição no Troféu Armando Nogueira do ano passado, no qual jornalistas da Rede Globo e do Sportv dão notas aos jogadores a cada partida. Isso deve querer dizer alguma coisa, acho. Ouvi falar até que fazia muito ponto no Cartola, o que talvez tenha tanto valor quanto. Sei lá.

Fato é que não precisa de muito para ser melhor que Ramon, péssima contratação feita para a posição no ano passado. Deve chegar para ser titular imediatamente. Tomara que tenham acertado nesta.

* * * * * * * * * *

Felipe, Léo Moura, González (Alex Silva), Renato Santos e João Paulo; Cáceres, Elias, Renato e Gabriel; Nixon (Hernane) e Vágner Love. Não é o que eu escalaria. Mas imagino que, sem chegar mais ninguém, seja este o time titular de Dorival Júnior para o início do Estadual.

12 comentários:

Lucas Lubrial disse...

Tem um errinho aí. Gabriel joga adiantado, como segundo atacante. Até o Dorival deu entrevista hj falando que ele não faz essa função de Camisa 10. Nessa escalação que você postou, acho que entra Amaral na vaga do Cáceres, Cléber Santana na meia e Gabriel no ataque ao lado do Love.

André Monnerat disse...

Lucas, quando vi o Gabriel jogando, ele não estava de atacante não. Li que ele chegou a jogar também assim - do meio pra frente, circulou em algumas posições. Eu não estou considerando o Cléber Santana no elenco, acho que vai sair - mas mesmo que fique,não creio que seja titular porque o Dorival já sinalizou que quer um time mais veloz. E não creio em Amaral titular também não.

Paulomarcus Ferreira disse...

Pelo que o dorival falou , o Gabriel deve jogar no ataque . Acho indispensável a contratação de um meia , senão vai ficar complicado.
Quando liberaram o bottinelli fiquei com a impressão que iriam contratar um meia gringo, tendo em vista o limite de três estrangeiros por partida e que o cárceres e o Gonzales vem ser titulares , mas parece que vai ser o Carlos Eduardo que eu acho jogava mais como atacante pela esquerda , não tenho certeza .o fato êh que achar um bom meia armador eh difícil

costabrito disse...

Agora a bola esta com o Dorival,chegou a hora de justificar o alto salario.Em 2012 sua atuaçao pode ser considerada apenas regular,algumas açoes foram muito ruins :
Utilizar pouco o Caceres.Utilizar o Paulo Sergio,lançar o Fernandinho na fogueira ,queimar o Thomaz e o Negueba e umpouco menos o Luis antonio !!1

Gabriel Folha disse...

Gabriel não vai dar em nada. Nixon não existe! Elias é um Ibson, nem melhorado nem piorado.

Vinicius pacheco kappaun disse...

Cara todo mundo que escala o Mengão esse ano, tá colocando o Ibison no banco, inclusive eu, mas eu torço pra ele dar a volta por cima e queimar minha lingua. SRN

Marcelo Andrade disse...

Belo post André, parabéns ...

Concordo com tudo que você disse e assino embaixo.

Finalmente temos uma gestão profissional, que inspira em nós torcedores uma esperança cada vez mais crescente.

Tudo que está sendo feito, é fruto de um trabalho conduzido por pessoas competentes, que de fato entendem daquilo a que se propõem a fazer, ao contrário do que, infelizmente, vivenciamos em praticamente todas as gestões passadas(pelo menos que eu pude ver, desde que comecei a ter algum entendimento além das quatro linhas).

Sabemos que a grande maioria dos torcedores são impacientes, querem para ontem um título de expressão, ídolos e nomes de peso no elenco.

Mais uma dura missão dessa nova diretoria que, além de "colocar ordem na casa", terá que administrar essa pressão sem perder o foco e objetivo principal, que é, resumidamente, fazer do Flamengo um clube sério, que honra com todos os seus compromissos que são assumidos de acordo com a sua realidade financeira.

Responsabilidade e seriedade, esse sim, é o nosso maior reforço.

Abraços,

Marcelo Farofino

LuksAlves disse...

Na hora em que você falou que a posição menos carente no elenco é a de volante, me bateu uma tristeza... mas é verdade. E baseado nisso, e no que você comentou (que Dorival sinalizou que deseja mais velocidade) acho que ele vai acabar botando Amaral e Cáceres na contenção, e Elias junto a Gabriel, V. Love e mais outro (C. Eduardo quem sabe, ou um dos meninos). E também essa dupla de volantes de mais contenção serviria pra suprir o desgaste físico de L. Moura, e liberar mais o Elias (coisa comum nas cabeças dos técnicos brasileiros de hoje). Espero no máximo uma vaga ali no G4 pra fazer um 2014 mais forte (futebolisticamente) esse ano me parece que vai servir só para pagamento de contas, e essas contratações (sobretudo a de Elias, já que os outros são apostas) são mais para satisfazer os torcedores mais agitados que não estão nem ai para a saúde financeira do clube. Enfim... o que sair de bom (por menor que seja) esse ano, já vai ser lucro.

Parabéns à diretoria pelo belo inicio de trabalho.

George AFG disse...

Se vier mesmo o Carlos Eduardo ou alguém com suas características, me parece q na verdade o time vá jogar num 4-2-3-1 ou num 4-3-2-1 (acho esse mais provável), mas vamos ver se o Dorival adere a um esquema com 2 atacantes.

www.andrewmilton.com disse...

Até o momento estou gostando do trabalho desta nova diretoria, estão realmente se dedicando a recuperar as finanças do flamengo, que covenhamos está horrivel a situação e pelo que tomei conhecimento muito devido a dividas que não deixam entrar dinheiro no clube, e além disso não estão querendo fazer loucuras entrando em leilões, estão conscientes procurando contratar sem custo e que pode ser contratado futuramente em definitivo.
Quanto aos reforços considero ambos muito bom, e que vão acabar chegando pra ser titular, inclusive o lateral, já que o Ramon deixa a lateral uma avenida, mas todos concordam que ainda precisamos de um camisa 10, pode ser o Carlos Eduardo, pelo que foi divulgado, mas também pode ser um meia estrangeiro pelo que ouvi em alguns lugares também.

Paulomarcus Ferreira disse...

Liberaram o Vagner love para o cska?????????????????

Paulomarcus Ferreira disse...

Parece que entre direito de imagem atrasados e os que vencerão até o final do contrato o Flamengo teria que pagar Vagner R$ 18.000.000,00( dezoito milhoes ) , mas o salario que esta na carteira de trabalho.

Sem falar na divída com o CSKA que é de 7,5 milhoes de euros , mais ou menos 21 milhoes de reais .

Ou seja até dezembro/2014 o Love custaria ao Flamengo aproximadamente 40 milhoes de reais !!!!!!!!!!!!!!!!!!!! , mais ainda o salario da carteira.