As escolhas ousadas de Joel Santana nos treinos para a cabeça-de-área

Na preparação para a estreia no Brasileiro, o treinador tem usado na proteção à zaga jogadores com características menos defensivas.



* * * * * * * * * *

Hoje é o primeiro dia de Zinho trabalhando como diretor executivo do Flamengo. Chegou, deu a primeira entrevista coletiva, falou bem. Assumiu responsabilidades, afirmou que sua função é trabalhar para dar as melhores condições de trabalho possíveis aos jogadores e esclareceu que, ao contrário do que ocorria com Zico em 2010, seu trabalho não inclui as categorias de base - embora, obviamente, vá precisar estar integrado com o que se desenvolve lá.

De primeira, realmente simpatizo com a escolha dele para o cargo. Como as coisas vão andar daqui pra frente, é esperar pra ver e já escrevi sobre os possíveis problemas que enxergo. Mas a hora é de torcer para dar certo.

* * * * * * * * * *

Nesta notícia da chegada de Zinho no site oficial, me chamou atenção a escalação do time titular no treino tático, com um meio-campo formado por Camacho, Luiz Antônio, Kléberson e Bottinelli. Não sei se Deivid deixou de participar por algum outro motivo, mas sua saída pode sugerir uma mudança de esquema (embora ele já tenha usado Bottinelli como atacante na Libertadores, uma ideia que não faz sentido).

Mas o que achei mais interessante é que Joel já andou colocando Kléberson de primeiro volante, em jogo e em treinos destas férias forçadas, e parece que tem usado agora também Camacho na cabeça-de-área. Não sei se é a simples falta volante-volante no elenco, depois da saída de Willians, ou é vontade mesmo de escalar um meio com gente de melhor passe, acostumada a jogar mais adiantada, na posição. Muralha, por exemplo, não está aparecendo nunca nas escalações dos treinos e, graças a Deus, muito menos Rômulo.

Sabemos ainda deve chegar jogador para esta posição, como o paraguaio Cáceres (e agora estão falando em Dudu Cearense, hoje no Atlético-MG). Sem contar a iminente chegada de Íbson, se o negócio não der pra trás. Então é esperar pra ver o que Joel realmente está imaginando.


6 comentários:

DANIEL SOARES PRADO disse...

TIRAR DEIVID PRA PÔR BOTTINELLI? QUEM QUE TÁ RENDENDO MAIS? BOTTINELLI ESTÁ HÁ MAIS DE 1 ANO E NÃO ENGRENA. PREFIRO DEIVID AO BOTTI

Harry Bleming disse...

Os times na Europa já estão abandonando o volante brigador. O Barça joga com Busquets, que não é um cão de guarda. O Chelsea joga com Mikel, o Real joga com Alonso e Khedira.

O segredo é interceptar os passes dos adversários e não roubar a bola. Quando o jogador intercepta a bola, ele sai com ela dominada. Quando ele tenta roubar, ele pode fazer falta, a bola pode ir pra lateral, pode sobrar pra outro adversário.

Pra que isso funcione, é preciso treinar bastante o posicionamento defensivo. É preciso fazer os atacantes ajudarem na marcação, cercar o adversário.

O Flamengo tem jogadores capazes disso. Ibson, Kleberson, Camacho, Luiz Antônio, Muralha e Bottinelli.

No Zonal Marking tem dois artigos interessantes sobre isso:

http://www.zonalmarking.net/2012/04/24/how-the-2000s-changed-tactics-1-the-fall-and-rise-of-the-passing-midfielder/

E esse:

http://www.zonalmarking.net/2010/07/30/central-midfield-role/

andrew disse...

se isso que ele tá fazendo acho muito bom e acho que ai tem lugar pra ibson pois acho que ele faz o roubo de bola e tem uma qualidade de passe então soluciona o problema, cáceres não acompnhei o trabalho dele mais quando chegar se mostrar serviço dá pra encaixar, e acho bom essa mudança de estilo tatico e como o amigo já falo a interceptação de passe tá sendo adotado e se isso occorer no flamengo de forma correta boa chance de os volantes do flamengo serem um dos melhores do Brasil, no corithians que tem os melhores volantes no momento o estilo é ralf fazendo a marcação e dando o primeiro passe ao recuperar a bola e o paulinho é o cara que vai arma o jogo dá a qualidade de passe

Tiago Cordeiro disse...

Parece que o Dudu Cearense não empolgou os dirigentes. E com a permanência do Airton, acho algo bem inútil.

Acho que ele pensa no Ibson como meia e no Camacho como segundo volante, o que é um equívoco. A falta de um primeiro volante sugere essas escalações, mas como você disse: vamos ver como será quando chegarem os reforços.

Bartolomeu disse...

Optar por volantes menos marcadores e deixar o Muralha de fora é um absurdo. Pior é que, com as chegadas de Ibson e Cáceres, sem dúvida o melhor volante do elenco (Luiz Antônio) também será afastado do time titular. Será outro crime lesa-pátria. Jogadores jovens, promissores e que deveriam receber cada vez mais oportunidades no time titular para desenvolverem o seu futebol se veem preteridos por cascudos. Desestimulante.

andrew disse...

o Luiz ANtônio vai ter toda uma primeira parte pra mostrar serviço e o caceres quando chegar deve ainda mostrar serviço, acredito eu que o muralha ainda entra no time e se mostrar serviço também ganha a vaga acredito que o ibson chegando hoje deve mudar muita coisa