Libertadores 2012 - 1a. fase - 5a. rodada - Emelec 3 x 2 Flamengo

Parece que, em Libertadores, o Flamengo se esforça sempre para levar o conceito de "vexame" a novos patamares.


* * * * * * * * * *

Joel, como eu previa, repetiu o time que escalou contra o Bangu no fim-de-semana. Fez o certo. E, daí pra frente, neste jogo, só fez errar. O Flamengo nunca chegou a jogar realmente bem, mas o segundo tempo foi dos mais lamentáveis da história do clube. E o treinador teve participação ativa nisso.

Apesar de ter terminado vencendo, o Flamengo não fez um primeiro tempo exatamente bom. O Emelec decidiu atacar com tudo mas, enquanto na frente facilitava tentando apenas chuveirinhos e chutes ruins de longe, atrás deixava muito espaço para os contra-ataques. Só não sofreu mais porque o Flamengo desperdiçou muitas chances com erros de passe. Mais: tentava forçar a jogada sempre, sem saber escolher os momentos para acelerar e os momentos para segurar a bola, trocar passes e evitar uma correria que não lhe interessava. Ao mesmo tempo, a marcação no meio-campo não era boa e, pior, o time errava sempre na marcação do jogo aéreo, com jogadores insistindo (desde o ano passado!) em só olhar pra bola, nunca para o adversário, a cada cruzamento. Dois defeitos que, no segundo tempo, seriam fatais.

Mesmo com 2x1 no placar, o Flamengo não soube ter tranquilidade para tentar esfriar o jogo no segundo tempo. Seguiu sem tentar qualquer troca de passe; começou seguindo com as tentativas de contra-ataques forçados em todas as oportunidades, mas a partir de certo momento abriu mão até disso e passou a se limitar a chutões pra frente.

O problema, claro, era no meio-campo. O time não sabia marcar para afastar o adversário de sua área, não sabia tocar a bola para diminuir o sufoco. Porém, Joel achou que o melhor a fazer era empilhar mais um zagueiro no lugar de um atacante (e tirou Deivid, melhor do time no primeiro tempo, e manteve Love, que perdeu absolutamente todos os lances de que participou). Chamou o adversário mais ainda para seu campo. E sofreu o merecido castigo.


* * * * * * * * * *

O elenco do Flamengo é cheio de falhas. Os zagueiros são ruins, não há um único meia confiável, não há atacante de velocidade para jogar pelos lados e são apostas demais em jogadores de que não dá pra esperar regularidade - seja porque são garotos ainda, seja porque seu histórico não é de consistência. Mais: gasta R$1,2 milhão por mês em um jogador de comprometimento duvidoso e nada decisivo (e que hoje pode não ter sido "o culpado", mas certamente ajudou pouquíssimo e não serviu nem pra segurar as bolas que chegavam a seus pés por alguns segundos quando o time era pressionado). Não foi um grupo formado para ter chance de ir longe numa Libertadores, nem mostrou espírito para isso até agora em momento nenhum. Fizeram tudo errado.

Mas hoje, especificamente, a derrota foi um prêmio a seu treinador. Que, forçado pelas circunstâncias, mostrou uma coragem insuspeita na escalação do time que iniciou o jogo. Mas que, depois, enxergou tudo errado e se deixou trair pela lamentável vocação retranqueira.



4/4/2012 - 22h - Emelec 3 x 2 Flamengo
Estadio George Capwell, Guayaquil (EQU)

Árbitro: Martín Vázquez (URU)
Assistentes: Carlos Pastorino e Carlos Changala (URU)
Cartões amarelos: Gaibor, Achilier (EME); Willians, Ronaldinho e Junior Cesar (FLA)

Gols: Léo Moura, 7'/1ºT (0-1); Figueroa, 33'/1ºT (1-1); Deivid, 42'/1ºT (1-2); Figueroa, 37'/2ºT (2-2); Gaibor, 45'/2ºT (3-2)

Emelec: Esteban Dreer; Morante, José Quiñones (Mina, 13'/2ºT), Achilier e Bagui; Valencia (Mena, 11'/2ºT), Gaibor, Pedro Quiñones e Giménez; Luciano Figueroa e Marlon de Jesus (Mondaini, 18'/2ºT). Técnico: Julio Marcelo Freitas.

Flamengo: Felipe, Léo Moura, Welinton, Marcos González e Junior Cesar; Muralha (Luiz Antonio, 34'/2ºT), Willians, Bottinelli (Magal, 33'/2ºT) e Ronaldinho; Deivid (Gustavo, 21'/2ºT) e Vagner Love. Técnico: Joel Santana


12 comentários:

George AFG disse...

De boa no fundo eu já esperava isso e creio q todo Rubro Negro q acompanha isso aí q chamamos de "elenco" tbm... Não fossem as multas era porta da rua pra mais de meio elenco e pra TODA diretoria...

Mauricio Carrilho disse...

Meu Caro,
pior que a lambança tática, falha na formação do elenco e tudo o mais é a absoluta ausência de espírito de luta. Eu tenho 55 anos como torcedor do Flamengo e já vi times muito piores e mal treinados em campo, porém nunca vi nada parecido em preguiça, falta de empenho, de compromisso. Fico envergonhado pelo gigante Moacir, que foi apresentado a esses muquiranas que não deram a mínima pra linda história do nosso clube. Perder faz parte do jogo, da vida. Perder a honra, a tradição, desprezar a história, é erro fatal, sem volta, que pode nos transformar em time pequeno em pouco tempo. É essa minha maior revolta na derrota de hoje: a pequenez do Flamengo de Ronaldinho, Patrícia, Joel, Wiliams, Cap. Leo e comparsas.

saulo disse...

O Mal da torcida do Flamengo é achar que porque "isso aqui é Mengão" dá pra ganhar na base do vamos lá, porra. A gt consegue levar uns carioquinhas, beliscar uma Copa do Brasil talvez até um Brasileiro na cagada como foi 2009. Mas isso é a exceção, não a regra. Enquanto o planejamento do Flamengo for dessa maneira amadora, bagunçada, ridícula, nós estaremos sempre sujeitos a esses tipos de vexame.

saulo disse...

Sinceramente eu não tô preocupado com a zoação da arco-íris, com o vexame internacional, etc. O que me deixa acabado é saber que o grupo de 2011, com um mínimo de planejamento e foco poderia evoluir bem e se tornar um dos melhores times desse ano. Elenco seria difícil, mas time, dava pra ter feito. A diretoria fez tudo errado, tudo da pior maneira possível. Acho que se botassem um Vascaíno doente lá ele não tinha feito pior. E é sempre assim, a gt toma as facadas da onde menos espera. Eu nunca imaginei dizer isso, mas eu tô cansando. O Flamengo tá se tornando repetitivo, medíocre, pequeno. De grande no Flamengo, só resta nós, a torcida. A diretoria é de várzea o elenco não tem brio, não sabe o que é Flamengo; Nós não merecemos isso. CHEGA!

disse...

André,

o que mais me incomoda neste time é bem o que o Mauricio Carrilho disse: preguiça, falta de garra, etc. Ninguém ganha uma dividida, ninguém dá um esporro, ninguém faz nada. Parece um monte de zumbi em campo.
E você reparou como o Love tava exausto no segundo tempo? O Joel meteu o cara pra jogar todos os jogos desde que ele chegou e na hora H tira a companhia do Deivid e deixa o cara morto lá na frente.
E esse lapso de retranca foi o mesmo contra o Lanus, só que lé foi empate.
Tô com medo do Joel chegar ainda vivo no Brasileiro... esse ano é torcer por um décimo lugar e pela derrota da Patrícia nas eleições.

André disse...

Todas estas reclamações foi o que já vem acontecendo há uns 15 anos.

Como o Saulo acima, eu também cansei desta merda. Não gasto mais um tostão com produtos, com viajem com nada do Flamengo enquanto a postura do clube não mudar.

Já chega de Ronaldinho ganhando 1,2 milhão. Já chega desta FRESCURA de treinador ter "autonomia". Isso é a maior PALHAÇADA do futebol !!! A maior !!!

Em QUALQUER empresa todo funcionário discute seus pensamentos, estratégias, idéias e decisões com a equipe e antes de qualquer decisão importante discute com o seu superior.

Penso que a presidência e toda a linha de gestão do FUTEBOL do clube só poderia ser ocupada por pessoas com conhecimento de futebol. Quando o treinador for fazer uma substituição PATÉTICA, BURRA E ESTÚPIDA como a do "frigobar" ontem o diretor ou o presidente deveriam VETAR na hora.

Se o técnico insistir, DEMITE!!! JUSTA CAUSA NA HORA!!! O caso de ontem foi típico de SABOTAGEM. O Joel claramente sabotou o time, o clube e a torcida.

É trilionésima vez que este cara de buldogue treina o flamengo e nunca fez nada que prestasse. Que seja a última vez dele. Que vai para a pqp!!!

Mandem junto no mesmo voo sem passagem de volta o geladeira, wellinton, Ronaldinho, Willians, David Braz...

Outro ponto que estamos vendo ano a ano é o destacado pelo Maurício: O Flamengo daqui a 10 ou 20 anos será um time de médio a pequeno. Seremos uma espécie de Roma do campeonato italiano. Boa torcida, muita tradição mas NENHUM RESULTADO.

Por último: não vou falar o que quero da nossa "ilustre presidente" porque senão vou arrumar problema para o dono do blog e para mim mesmo. Os adjetivos JUSTOS PARA ESTA PRESIDENTE E SUA ADMINISTRAÇÃO SÃO INQUALIFICÁVEIS. Que volte para sua "carreira" política que é o que ela merece junto com seus iguais.

Pagar 1,2 MM para o R10 é caso para impeachment seguido de internação no hospício para toda a eternidade.

fla_2010 disse...

Colocar toda a culpa nas costas do Joel é mole!

Antes da substituição (Deivid por Gustavo), time já estava acuado, tomando sufoco, com os atacantes incapazes de segurar a bola no ataque e defesa permitindo um escanteio atrás do outro.

Nosso elenco, graças à diretoria, é fraquíssimo! Gustavo deveria ser um dos poucos reservas pesando mais de 50kg e Emelec abusava da força nas divididas, com a concordância do juiz uruguaio.

Com o nosso banco, não dava pra fazer muita coisa. Agora, incrível como o time, mesmo com alguns jogadores experientes, é incapaz de esfriar um jogo.. Lamentável. Campanha pífia para um elenco milionário!

Eduardo H. Costa disse...

Enquanto isso, "torcedores" aguardam o time no aeroporto...

http://img21.imageshack.us/img21/2518/28326896.jpg

Freire disse...

O triste é que não haverá mudanças profundas mesmo se mandarem um Ronaldinho Gaúcho e um Joel Santana embora, por exemplo. No fim do ano, terminará o mandato da Patrícia e o novo presidente será um Márcio Braga qualquer. E os outros rubro-negros ilustres (Veloso, Kléber Leite, Dunshee, a própria Patrícia, etc) continuarão por lá, interferindo na vida do clube do mesmo jeito. Estamos fodidos.

Mas o papai aqui está mais velho e, portanto, mais sábio: assisti a apenas um jogo do Flamengo na primeira fase, o 3 x 3 contra o Olímpia. Ciente do panorama, me poupei das outras partidas, inclusive a de ontem. É fácil, basta se concentrar em outra atividade ou dormir cedo - morar em uma vizinhança silenciosa, onde pouca gente acompanha futebol, também ajuda.

Luis disse...

A culpa maior é da própria torcida, principalmente da parte que é sócia e participa das decisões e votações no Clube, que fica histérica/animadinha com contratações como a do Ronaldinho & Cia, que acha engraçadinho o folclórico Joel e sua pranchetinha, que deixa seguidas (dezenas) de diretorias fazerem um monte de loucuras financeiras por causa de política, que um dia achou legal ter Romário, Pet & Cia ganhando fortunas e que são pagas até hoje etc etc etc.

Comecemos pelo básico: fora Ronaldinho, fora Joel e fora mais um monte de malas (alguns lembrados acima). A gente se vira por um tempo com o sub-21, cai para a 2a divisão etc, mas volta de cabeça em pé.

Flávio disse...

Eu entendo perfeitamente o sentimento do Carrilho. Não tenho esse tempo todo de Flamengo, mas acompanho o time desde 77, quando tinha 9 anos e vi o Tita perder aquele pênalti na final contra os vices.
Mas esse sentimento de preguiça, má vontade de jogador eu já vi outras vezes.
Tentem se lembrar da Libertadores de 2010. O Adriano ficou diversos jogos fora e retornou depois que não foi convocado pelo Dunga.
Ele também demonstrava total desprezo pelo Flamengo.
Lembrem-se das brigas entre Pet e Edílson. Do Júlio César jantando com empresários para sair do Flamengo. Do Dimba que até se achava bonito.
Mas ano passado foi a primeira vez na vida que vi a torcida defender um treinador ruim. Nunca vaiaram ou chamaram o Luxemburgo de burro. Por quê?
Agora a coisa está voltando ao normal. Vaia pro Joel, vaia pro Ronaldinho.
Isso não pode mudar. No Flamengo tem de correr sempre.

Gabriel Folha disse...

Resultado perfeito pra quem ainda leva Joel Santana a sério.