Joel Santana finalmente vai usar seu esquema preferido

Três zagueiros são a resposta do Natalino a quem achou que a saída forçada do trio titular de volantes poderia deixar o Flamengo mais ofensivo. Alguém surpreso?



* * * * * * * * * *

Por mais que seja politicamente incorreto ficar festejando a tragédia alheia, foi o que vi acontecendo por aí com as saídas de Willians, Aírton e Renato por parte de muito torcedor rubro-negro. Afinal, a saída forçada do trio titular de volantes poderia fazer Joel finalmente colocar em campo um time mais, digamos, arejado, com mais gente criativa em campo servindo os homens de frente. Certo?

Bem, infelizmente percebe-se agora que só teve esta esperança quem não conhece muito bem Joel Santana. Achei que aconteceria já no jogo passado, contra o Duque de Caxias, mas não ocorreu; porém, parece que será agora, no jogo de hoje contra o Emelec pela Libertadores, que finalmente o treinador colocará em prática o esquema com três zagueiros de que tanto gosta. O problema cardíaco de Renato foi a deixa que faltava para ele apostar em seu manjado 3-5-2.

Ele, claro, se defenderá com o conhecido discurso de que "não é o número de zagueiros que torna um time mais ou menos ofensivo", dizendo que os laterais poderão apoiar muito mais e usando de escudo os títulos que já ganhou para reafirmar sua competência. Mas a verdade é que, em um jogo de vitória obrigatória, Joel preferiu ficar com um jogador a menos para criar ou atacar. É triste.

Pode funcionar? Pode. Joel realmente já ganhou títulos e conseguiu bons resultados, inclusive pelo Flamengo, usando esta filosofia. Léo Moura estará de volta, o que faz a opção fazer um pouco mais de sentido. E González chegou do Chile mais acostumado mesmo a jogar com outros dois zagueiros ao seu lado.

Mas não é o que eu faria e não me peçam pra gostar. Se o Emelec jogar recuado como se espera, dá pra prever muita dificuldade pra criar alguma coisa com esta escalação. O jogo aéreo seria uma opção - até porque levantar bolas na área é o que Ronaldinho mais faz -, mas Love não tem muita característica para aproveitar isso e será o único homem de área. Bottinelli vai precisar chamar a responsabilidade de armar como não fez, por exemplo, contra o Boavista. Mas, independente da qualidade do argentino, esta seria mesmo uma tarefa complicada para qualquer um, com tão pouca gente de frente em campo e nenhum jogador de velocidade; as opções de passe ficam mesmo muito difíceis.

Mas já sabemos: se estiver ruim, Negueba estará pronto para entrar.


* * * * * * * * * *

Para jogar contra o Boca, na Bombonera, o Fluminense escalou dois atacantes, dois meias, dois volantes. Os dois meias, Thiago Neves e Deco, são conhecidos por tudo, menos por seu grande poder de marcação.

É incrível como isso - um esquema até banal, comum, até outro dia o mais utilizado por todos os times do país - hoje parece para alguns um surto de ousadia.

6 comentários:

Luis disse...

Joel pode até dar certo contra o ÉMeleca em casa, mas é uma "filosofia"/tática muito medíocre para um time de 35M de torcedores e cheio de glórias como o Mengão.

Flávio Rafael disse...

Acabei de ver os melhores momentos de Flu x Boca e Inter X Santos e como dói ver que o nosso Flamengo não está nem perto do nível destes 4 times... Tem horas que a razão tem que falar mais alto que a emoção por isso não estou acompanhando muito o Fla até que alguma coisa mude, de fora até dentro do campo, e alguma coisa tem que mudar pro Fla voltar a ter times realmente competitivos, voltar a ser um clube grande, um dos maiores do mundo...

Flávio disse...

Prezado Flávio Rafael: de fato o Flamengo não está no nível desses 4 times. Mas em relação ao Inter, estamos muito melhor. ÔÔÔ timezinho horroroso esse do Inter.

Minha única expectativa é ver o Flamengo sem o Deivid. Botinelli, Love, Ronaldinho e Luiz Antônio é um colírio comparado a Deivid, Willians e Renato.

Vai funcionar!

Flávio disse...

Ontem escrevi que funcionaria o esquema do Joel por causa da saída do Deivid do time.
Engano total meu!
Não raciocinei que seria o Wellinton o substituto. Com esse cara o Flamengo não tem a bola nunca.
Além disse esse treinadorzinho sem vergonha deixa sempre um atacante totalmente isolado.
Noite péssima.

Arino disse...

VELOCIDADE JOEL VELOCIDADE !!!

Arino disse...

É SIMPLES SE TEM QUE BOTAR A BOLA DENTRO DO GOL QUE SE FAÇA COM VELOCIDADE, HOJE CRIATIVIDADE É PARA JOGOS AMISTOSOS.