Copa Libertadores da América 2012 - Pré-Libertadores - Jogo de volta - Flamengo 2 x 0 Real Potosí

E agora, graças a Deus, o Flamengo pode começar a olhar mais pra frente.


* * * * * * * * * *

É incrível como, fora de campo, tudo no Flamengo-2012 tem que acontecer da forma mais bizarra possível. O dia do jogo do ano teve a notícia de que Deivid decidiu entrar na Justiça para cobrar o que o clube lhe deve: inacreditáveis 19 meses de direitos de imagem não pagos. É ridículo discutir se o momento que escolheu para isso foi oportuno ou não; depois de 19 meses, ele tem o direito de escolher o momento que vier à sua cabeça, sem contestação. Mas esta notícia, que fez até aparecerem boatos de que ele poderia não ser escalado à noite, não foi a mais bombástica.

Poucas horas antes da partida, o GloboEsporte.com divulgou que os jogadores já haviam sido informados da queda de Luxemburgo e sua substituição por Joel Santana. Seria, vejam vocês, uma tática motivacional para empurrar atletas que não suportam mais o atual treinador. A presidente apareceu em uma rádio negando. O técnico se recusou a falar do assunto antes do jogo, deixando-o para a coletiva que aconteceria após a decisão.

E foi neste clima que o time entrou em campo para o jogo do ano. Incrível.

Pois bem: não sei se houve mesmo o tal doping motivacional ou não. Mas, se houve, funcionou. Se não houve, fato é que ontem o time entrou a fim de jogo de uma forma que não costuma fazer. A diferença mais clara foi em Ronaldinho, que eu não lembro de ter buscado jogo desta forma desde... Sei lá, não sei desde quando. E o primeiro tempo foi muito bom: 70% de posse de bola, marcação apertada no campo do adversário, movimentação e chances criadas. Matendo a bola no ataque e os jogadores mais próximos uns dos outros, tudo funcionou melhor que o normal. O time como um todo foi bem, mas com destaque para o lado direito, com Léo Moura, Luiz Antônio e Bottinelli se entendendo bem. O 1x0 com que o time foi para o vestiário ficou barato para os bolivianos, que mal passaram do meio-campo.

Mas o esforço nada rotineiro cobrou seu preço no segundo tempo. À medida em que o tempo passava, o gás foi acabando. Faltaram pernas para que a marcação adiantada que fazia o time funcionar fosse mantida no mesmo ritmo. E, a partir de determinado momento, o Real Potosí começou a ter mais a bola e a mantê-la mais perto da área rubro-negra, embora sem criar grandes chances.

Luxemburgo percebeu e fez duas trocas no meio-campo para deixar o time mais descansado. Logo em seguida, o adversário teve um adversário expulso. E assim a desvantagem física que o Flamengo mostrava acabou. Até o final, ficou a tensão natural de um jogo de Libertadores em que a vantagem no placar não garantia nada - mas a verdade é que a partida correu tranquila, sem grandes sustos até um desagradável escanteio aos 49 do segundo tempo que poderia ter levado a decisão para os pênaltis. Ronaldinho havia feito o segundo em um contra-ataque minutos antes, aproveitando os generosos espaços que o Real Potosí dava em sua tentativa vã de pressionar o Flamengo, algo que nunca aconteceu realmente. Felipe terminou o jogo sem ter feito nenhuma defesa complicada.

Contra um adversário risível, vimos muita disposição, um bom primeiro tempo e um segundo apenas suficiente para cumprir com a obrigação. Com tudo o que o Flamengo aprontou fora de campo em menos de 30 dias de trabalho este ano, dá pra dizer que está no lucro. Tirando exatamente o esforço de ontem dentro de campo - por que não é sempre assim mesmo? -, fez de tudo pra ficar de fora da Libertadores. Não conseguiu. E deve agradecer por isso também a inestimável ajuda da sorte, que colocou em seu caminho um adversário de nível semelhante aos dos pequenos do Campeonato Carioca.

Como vão correr as coisas daqui pra frente? Vai saber. Na tão aguardada coletiva pós-jogo, Luxemburgo nos passou que, ao menos por enquanto, tudo segue nessa mesma insuportável normalidade rubro-negra. Será um ano de muitas emoções. Nem sempre agradáveis.



1/2/2012 - 22h - Flamengo 2 x 0 Real Potosí
Engenhão - Rio de Janeiro, RJ

Arbitragem: Víctor Rivera (Peru)
Auxiliares: César Escano e Raúl López Cruz.

Cartões amarelos: Léo Moura (18'/1ºT), Renato (23'/1ºT), Centurión (43'/1ºT), Alarcón (1'/2ºT), Yecerotte (14'/2ºT), Willians (40'/2ºT), David (44'/2ºT)
Cartões vermelhos: Centoríon (33'/2ºT)

Gols: Léo Moura (39'/1ºT) e Ronaldinho (48'/2ºT)

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Welinton, David Braz e Júnior César; Luiz Antônio, Willians, Renato (Muralha 26'/2ºT) e Bottinelli (Camacho 26'/2ºT); Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Negueba 38'/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Real Potosí: Lapczyk; Jiménez, Alarcón, Centurión e Rivero; Sejas, Michelena (Tudor 12'/2ºT), Ovando (Sebástian Pol 8'/2ºT), Yecerotte e Ortiz (Angola 34'/2ºT); Brittes. Técnico: Víctor Zwenger.

12 comentários:

Felipe disse...

André,

só eu que percebi como u Jr. ficou puto com a histório de que falaram com o Deivid para cobrar do Zico o valor que ele tinha pra receber?

Deu pra notar? Fiquei com essa impressão nítida no momento.

Sobre o jogo, o que mais me deixou perplexo foio gás que o time entrou... há muito tempo mesmo não vejo o Flamengo daquele jeito. Ahhh se fosse sempre assim... Infelizmente, com o R10 e seus asseclas me parece impossível, só jogam quando querem, se tiver torcida, se não estiver chovendo, ou se a chapa estiver pra esquentar para o lado deles... Uma pena, pois uma nação tão carente de ídolos adotaria facilmente ele, assim como fez (e ainda faz) com o Adriano, que por mais cheio de defeitos que seja, cravou seu nome na história do clube com um título muito importante.
Só pra finalizar, grande jogo do Léo Moura e do Luiz Antônio, como joga bola esse menino. Versátil, rápido e com uma mobilidade incrível dentro do campo. Ataca bem, chuta bem e marca em cima. Gostaria muito de ver um meio campo formado por Airton, Luiz Antônio, Muralha e Botinelli.

SRN

Felipe disse...

Postaram no Twitter um link com o comentário do Júnior, segue o link:
http://www.4shared.com/music/gvFn3WE9/Junior.html

André Monnerat disse...

Felipe, foi visível que o Júnior ficou PUTO aquela hora mesmo. Com toda razão!

Luis disse...

Não que eu tenha torcido contra, mas esse tipo de vitória é que ajuda a empurrar os problemas do Fla com a barriga. Sou contra o Luxa e o Ronaldinho Gaucho no Fla (e contra o Adriano).

Prefiro ver a astronômica dívida do Fla crescer mais um pouco com as indenizações e limpar/arrumar a casa de vez. E sem Joel (técnico para torneio de poucas rodadas e que representaria um "continuismo" no tipo de relacionamento que o Fla tem com os jogadores) ou Renato (inimigo do Fla).

Como não tem bons técnicos no mercado (só malas/professores), prefiro o Andrade e assumir que nos damos melhor com técnicos tipo "Carlinhos". E apostar de vez na garotada (nos que não tem um monte de empresários).

Mas para isso acho que a diretoria teria que cair, teria que ser feita uma "transfusão de sangue" no Conselho etc ...

George AFG disse...

Normal, eu q não conheço o Zico pessoalmente tbm fiquei p*to... E o pior foi torcedor profissional de organizada ensaiando vaias ao Deivid...

George AFG disse...

O Junior mandou uma indireta no Levy diga-se...

Ad@1LtoN disse...

Com o Luxa lá, não tenho muitas esperanças não.
O Potosi não fez mais no jogo pq é MUITO RUIM.

Luis disse...

BELEZA! O professor mala caiu!!! Agora só falta o Ronaldinho ser despachado para a Russia, Grécia etc!

Como tudo tem um downside, aí vem o Joel ...

Flávio disse...

O Flamengo tem mais de 100 anos. Já viveu tudo. Todo tipo de jogador já vestiu essa camisa e todo tipo de treinador passou por lá.
O que é inacreditável é ver que 100 anos não servem para nada.
Ninguém é capaz de criar algo novo. Por exemplo: o que vocês achariam se tivéssemos o Cantareli treinador de goleiro, o Mozer treinador de defesa e o Nunes treinador de ataque? Além deles um técnico para comandar tudo.
Se o Diretor de Futebol fosse o Leonardo ou o Raul?
Lamento muito termos de recorrer ao retranqueiro do Joel.
Como sei que nada irá mudar, torço para o Joel ver a ruindade do Deivid, do Willians, do David Brás, do Negueba e, principalmente, do Renato.

Felipe disse...

O novo esquema do Joel vai o seguinte:
3-5-2
Welington - Airton - Chileno

LM2 - Willians - Luiz Antonio - Renato - JC6

R10 - Love

vão ser 4 volantes no time. Pode anotar. E a base? Vai toda ser vendida a um preço bem camarada.

Ahh e o Toró deve estar arrumando a mala já.

SRN

Gabriel Folha disse...

É um alento ver que pelo menos parte da torcida não está super satisfeita com a vinda do Joel.

Estamos melhorando!!!

Flamengo News disse...

to seguindo o teu blog, segue o meu tbm blz.
~>http://flamengonews06.blogspot.com/

SRN!!!