É triste: os tempos de jogadores cobrando pagamentos do Flamengo voltaram

Pra quem não lembra, o primeiro título brasileiro do Flamengo em 17 anos veio justamente em um raro momento em que todo mundo tinha seus salários pagos em dia



* * * * * * * * * *

O título brasileiro de 2009 foi parar na Gávea por uma soma de um monte de fatores que apareceram mais ou menos ao mesmo tempo. Dá pra incluir entre eles as mudanças táticas feitas por Andrade, que tirou o time do esquema de três zagueiros em que ele jogava havia muito; a inesperada grande fase de Petkovic; a chegada de Maldonado e Álvaro, dando uma segurança que a defesa não tinha; a boa forma de Adriano, que voltou tinindo de sua primeira convocação para a Seleção naquele ano e, a partir dali, deslanchou de vez. Tudo isso tem diretamente a ver com o trabalho dentro do campo.

Mas houve mais um fato de grande influência, extracampo, que poucos lembram de mencionar na hora de analisar aquela campanha: os salários em dia por meses, algo que era raríssimo de acontecer no Flamengo nos nem sei quantos anos anteriores. Em junho daquele ano, o Conselho de Administração aprovou a criação de uma linha de crédito junto a uma instituição bancária, garantida por determinadas receitas do clube, destinada exclusivamente ao pagamento dos salários. E, a partir dali, começaram a aparecer notícias inclusive de salários sendo pagos antecipadamente.

Com isso, os jogadores puderam se concentrar apenas em seu trabalho. Mais: a diretoria pôde começar a cobrar os jogadores, com medidas como multas por expulsões tolas ou brigas em treinos - algo que, antes, não era possível. Claro, atrasos e faltas de Adriano não entravam nisso, mas aí já seria pedir demais.

No fim de 2009, vocês sabem, houve eleição e a diretoria mudou. Porém, a linha de crédito continuou valendo e passamos o ano seguinte sem ouvir falar em salários atrasados. E a situação, em tese, tendia mesmo a melhorar; afinal, 2010 foi o primeiro ano em que o Flamengo passou inteiro recebendo o contrato com a Olympikus, muito melhor que o anterior com a Nike. Os patrocínios fechados para aquele ano também foram em nível bem melhor, impulsionados pelo título brasileiro.

Ainda assim, a situação financeira do Flamengo na verdade piorou de lá pra cá. Pelo menos, é isso que mostra o balanço de 2010. Se os gastos com o futebol até diminuíram, os do restante do clube dispararam. E a dívida, inclusive de curto prazo, aumentou em proporção maior que a receita do clube, prejudicando a capacidade de manter seus compromissos imediatos em dia.

Não vimos ainda o balanço de 2011. Porém, os sinais de que as contas estão complicadas estão aparecendo, inclusive na dificuldade do clube fechar contratações, apesar do novo contrato milionário com a Globo (algo que eu já imaginava que fosse acontecer). O pior de todos é este: os tempos de jogadores reclamando publicamente de pagamentos atrasados voltaram.

Já sabíamos que Deivid tem milhões a receber e, hoje, surgiu mais uma notícia triste de ler. A situação de ver Alex Silva cobrando o clube já através de advogados, ao mesmo tempo em que faz a pré-temporada para se preparar para um dos jogos mais importantes do ano, é inacreditável. Dizem que foi por isso que ele se atrasou na apresentação, embora o jogador negue. Independente de ser verdade ou não, o fato é que o zagueiro não está indo trabalhar com a cabeça voltada apenas para o que deveria. Ao mesmo tempo, não deve ser bacana para quem está sem receber ler notícias sobre planos para gastar dezenas de milhões em novas contratações. E será que jogadores sondados para virem para o clube gostam de ler sobre estes atrasos? Isso os incentiva a acertar com o Flamengo?

Tem quem ache que isso "é o de menos". Afinal, estes jogadores ganham muito, têm dinheiro guardado. Eu não sou um destes. Pra mim, uma das diferenças entre o time de 2009 e outros tantos que o Flamengo montou, recheados de nomes famosos que deixaram o clube sem títulos importantes e às vezes até lutando contra o rebaixamento, foi justamente esta: aqueles jogadores campeões podiam ir à Gávea treinar com tranquilidade para se concentrar em seu trabalho.

7 comentários:

Flávio Rafael disse...

É impressionante como 2012 já foi pro buraco com apenas 8 dias corridos... mas não dava para esperar muito de uma gestão que envolva Luiz Augusto Veloso, SUper Helinho e a revelação Michel Levy (pelo menos eu ainda não tinha o desprazer de conhecer esse cara). Fora o nosso profexô que pelo visto continua perdido (visto as recomendações de craques como Itamar e Zé Love e Bolivar e Juan em plena e acelerada decadência física e sim, técnica)... Ainda tem uns manés se iludindo e convocando torcida para ir para Potossi, por mim, fico no aguardo de 2013.

Felipe disse...

Hoje da pra ver que o grande erro dos sócios do Flamengo aconteceu em 2009: eleger a Patrícia Amorim presidenta do Flamengo e não o Delair.

Na época parecia ser o melhor para o Flamengo...

Hoje dá pra ver que não foi.

Dani Souto disse...

É sempre muito importante realçar essa questão de pagar em dia para cobrar, inclusive com aplicações de multas, as obrigações.

E sinto falta disso hoje em dia.

Como vc vai multar o cara se vc não o paga?

Murdock disse...

Aí vem aquela piada famosa em chão de fábrica: o Flamengo finge que paga e a gente finge que joga.

lussiannosousa disse...

E o ano começa bem...

Freire disse...

É a nossa sina: assistir vídeos, ver entrevistas e ler livros sobre 1981 para o resto da vida.

Danilo Silva dos Santos disse...

Querido amigo, é com muito pesar que leio estas tristes palavras sobre o tão merecedor do meu apreço o "Flamengo", inacreditavel, como um time que tem uma das maiores torcidas do mundo, pode ser desrespeitado desta maneira, indignado e constrangido fico o torcedor, pobre sofredor, de tantos casos e acasos quem em rodas dos amigos tem que aturar chacotas dos rivais e ver que seu time anda sem direção. È ineguavel aceitar esta situação de que as pendecias financeiras projudicam tantos nós torcedores, como os jogadores, pois nao se deve enganar a pensar que ha ali alguns que joguem por amor a camisa, são meros trabalhadores que merecem rebecer seus salarios para serem cobrados....exigimos Respeito, fora a mediocridade....