E a estrela de Ronaldinho não brilhou

A não participação de Ronaldinho na ação do patrocinador ontem parece sintoma de que a situação envolvendo ele, o clube e a Traffic é mais complicada do que querem fazer parecer.


* * * * * * * * *

Ontem, antes de partir para o Engenhão, recebi um presente mais que simpático do pessoal da Procter & Gamble: uma camisa oficial do Flamengo, ainda por cima autografada por Adílio. Era parte da ação da Duracell para ativar seu patrocínio ao clube, comemorando os 30 anos do título mundial conquistado em Tóquio pelo melhor time rubro-negro da história.

Claro, não ficaram só no relacionamento com blogueiros como eu; a parte mais visível da ação ficou para o campo de jogo, com os jogadores usando uma camisa em que a estrela alusiva ao título brilharia, com energia fornecida pelas pilhas. Bem bolado, não? É o tipo de coisa que os patrocinadores de clubes no Brasil precisam aprender a fazer mais, para que seu retorno vá além da simples exposição da marca no uniforme. E o sucesso de ideias assim ajuda a valorizar a parceria e aumentar o que se pode arrecadar com este tipo de contrato. Por isso, é bom para o Flamengo ter parceria com empresas que tomem este tipo de iniciativa em conjunto com seu marketing.

E os responsáveis pela ideia devem ter vibrado ao ver, na transmissão do Sportv, a ação sendo mencionada com destaque no momento em que o time saía do vestiário, com as câmeras mostrando bem de perto os uniformes com as estrelas brilhantes e o narrador Luiz Carlos Júnior explicando do que se tratava, até mesmo fazendo a relação com o patrocinador. Porém...



Pois é: Ronaldinho foi o único a não participar. Assis, cinicamente, explicou que "nem estava sabendo" da ação e que talvez o irmão não tivesse sido avisado. Patrícia Amorim minimizou o episódio, disse que nenhum jogador era obrigado a usar a camisa. O site oficial do clube publicou uma nota oficial da Procter & Gamble dizendo-se satisfeita com a ação e negando qualquer problema.

Mas é mais do que óbvio que justo Ronaldinho não participar da ação não foi acaso, coincidência ou distração. Todos sabem que a parte de seus salários que deveria ser paga pela Traffic está atrasada há meses. Traffic esta que briga com o clube para rever o acordo em torno do jogador motivada muito justamente pelo patrocínio fechado com a Procter & Gamble sem sua participação.

E, no fim da tarde, a notícia enguiçada voltou a ser publicada: nova reunião entre Flamengo e Traffic não foi suficiente para que o contrato finalmente seja assinado. E Ronaldinho segue sem saber quando voltará a receber.

Há algum tempo saiu na imprensa que a presidente tinha a intenção de anunciar exatamente no aniversário do clube o novo contrato de patrocínio para 2012. Pois o aniversário passou e, como vocês sabem, nenhum anúncio do gênero foi feito. É claro - mesmo que a Procter & Gamble esteja interessada em alongar o compromisso, como o contrato poderia ser assinado sem ninguém saber quanto vai ficar pro clube, pra Traffic e pro Ronaldinho? E sem saber como pode ser a participação da agência de marketing esportivo que cuida da conta da empresa?

Por mais que os dirigentes do Flamengo tentem fingir que está tudo bem, é cada vez mais óbvio que não está. A contratação de Ronaldinho foi feita para ter impacto não apenas no time, mas em toda a vida do clube. Mas, aparentemente, não só o acordo inicial não foi bem costurado (ou não estaria até agora sendo rediscutido, inacreditavelmente sem um contrato assinado), mas também a maneira como a situação foi tocada até o momento foi a pior possível, com esta situação bizarra explodindo justamente no momento decisivo do campeonato mais importante da temporada. E com a negociação sendo tocada, pelo lado da Traffic, justamente pelo cara que cuidava disso no início do ano pelo lado do Flamengo - Harrison Baptista, ex-diretor de marketing do clube, que trocou de emprego no meio do ano. Só eu acho a situação no mínimo incômoda?

Lembrando: o contrato de Ronaldinho com o Flamengo vai até 2014. Em tese, são mais três anos, invadindo o próximo mandato, lidando com esta relação com a Traffic e as amarras que ela causa nas mais diversas negociações de contratos de marketing do clube (é bom lembrar: sem que ninguém lá dentro, de conselho nenhum, saiba exatamente como é este acordo - isso nunca foi realmente esclarecido). Tenho certeza que a presença de Ronaldinho no clube ajuda a divulgar sua marca no Brasil e no mundo, mas até agora o retorno financeiro disso tem sido bastante limitado. E se seu rendimento em campo já está sendo contestado agora, alguém é capaz de apostar que estará melhor daqui a um, dois ou três anos?

Não sei o que há de realidade na tal investida do príncipe árabe pra levar Ronaldinho pra Grécia - se vai acontecer mesmo, quanto dinheiro ele estaria disposto a desembolsar, quanto sobraria pro Flamengo, o que caberia à Traffic. Não acredito muito que realmente vá pra frente. Mas não consigo achar ruim neste momento a ideia de um caminhão de dinheiro aparecendo milagrosamente agora para encerrar toda esta situação complicada.

De qualquer forma, no momento o mais importante é apagar o incêndio. A três rodadas do final, tudo o que o Flamengo não precisava era este tipo de problema extra-campo com seu principal jogador para interferir no famoso projeto Libertadores.

12 comentários:

Eduardo H. Costa disse...

Pois bem, se tudo der certo nessa zona que é o Flamengo, estaremos na liberta... ai eu me pergunto: Com esse time? Jogando desse jeito?

Esqueci que a ex-nadadora não entende NADA de futebol e o que lhe interessa é mesmo a sua carreira política dentro e fora do CRF.

André disse...

Fracasso é a única palavra que define esta administração.

Fracasso porque não melhorou a situação administrativa do clube e fracasso porque não teve resultados.

A meu ver só existem 2 meios de se considerar bem sucedido no futebol: Ou você torna o seu clube bem adminitrado e proporciona lucros ou você gera resultados.

Esta administração da "nova filosofia" não deixa como herañça nem boa administração nem resultados...

Agora...temos o César Cielo...somo campeões da piscina!!! Viva a P]piscina...Ahhhh...também fomos campeões do basquete (na verdade nem sei se foi na administração da "nova filosofia")...legal hein!?!??!?!?!

Outro mérito de suma importância: Temos campeões na ginástica...legal hein!? Puxa vida...Vejo o quanto todos estão felizes com estas conquistas...

Estou rezando para o tal "principe árabe" desembarar no RJ assinar o "checão" de 30 milhas e levar a família Assis Moreira para a Grécia...essa seria a melhor saída para esta que deve ser a negociação mais mal conduzida da história do futebol.

Conseguiram deixar o financiador "a ver navios", conseguiram deixar o "produto" (Ronaldinho) desmotivado por falta de pagamento e por isto queimamos mais um importante parceiro para futuras negociações.

"Nova filosofia" é IGUAL A FRACASSO E INCOMPETÊNCIA!!!

Podem falar o que quiser...Márcio Braga isso, Márcio Braga aquilo...pelo menos ele nos deu alguns títulos brasileiros...

André disse...

Não estou me contendo. A revolta é grande. Quanto mais leio as notícias do Flamengo pior fico.

Por acaso a presidente acha que somos otários? Ela acha que somo estúpidos?

Olhem a diálogo com o Ronaldinho publicado no globoesporte.com:

"Você está bem? - indagou Patricia no abraço.

- Estou - respondeu Ronaldinho.
- Ah, então também estou bem - completou a presidente."

Então está tudo certo né Patrícia?

Como é lindo este amor todo entre o dentuço e a nadadora!!!

Para piorar segue a matéria:

Patricia disse que Ronaldinho não era obrigado a participar da ação de marketing bolada pelo patrocinador principal do clube.

"- Era uma homenagem (pelos 30 anos do título mundial). Fui ao vestiário tranquilamente e deixei os jogadores à vontade para usar ou não a camisa. O Ronaldinho nesse ponto é diferente, tem uma outra visão. Era uma decisão pessoal. Claro que seria importante que ele usasse, mas não era uma obrigação. Talvez não tenha ficado à vontade para usar por haver uma turbulência - disse, numa referência aos três meses de salários atrasados do jogador (cerca de R$ 2 milhões)"

É assim que você espera conseguir patrocínio de 30 milhões ou mais para a camisa, Patrícia???

Quem hoje em dia em sã consciência faria tal investimento no clube sem que sua principal estrela, sem seu maior garoto propaganda participe???

Qual o retorno que "CRAQUES" como Renato Abreu pode dar??? NENHUM!!!

O que ocorreu no jogo contra o Figueirense foi a gota d'água no copo que já estava entornando.

Recentemente o dentuço pilantra não apareceu no evento promocional do Maurício de Souza, que pasmem, criou um personagem "ronaldinho" Para piorar: a presidente convocou o dentuço e nem assim ele apareceu.

O recado está dado: ou o pilantra recebe os 2 milhões ou ele não vai jogar mais nada e não vai participar de campanha alguma em claro sinal de SABOTAGEM ao clube.

obs: Que fique claro que ENTRAR EM CAMPO E TREINAR NÃO SIGNIFICA JOGAR. Como profissional, e isto vale para TODOS NÓS, não devemos apenas bater o ponto as 08:00 na entrada e sair as 17:00. Isto não significa que cumprimos com as nossas obrigações. Além de estar presente no local de trablho, temos que dar nossos MELHORES ESFORÇOS em prol da entidade que nos emprega e nos paga pelo nosso esforço.

Portanto, presidente, o dentuço não está cumprindo EM NADA com sua parte na relação de trabalho entre empregado e empregador. Ou você vai ter a CORAGEM de dizer publicamente que o Ronaldinho está "dando seus melhores esforços" em prol do Flamengo???

Ele está se esforçando em campo??? Nem correndo ele está mais, como no início... Vai ter a coragem de dizer publcamente que o Ronaldinho está "promovendo a imagem do clube ajudando a melhorar as receitas"???

Acha que somos burros ou otários???

Luis disse...

Eu achei que ele estava literalmente bêbado em campo ......

Juan disse...

André, o clube não está cumprindo com as obrigações - como cobrar que ele cumpra?

lussiannosousa disse...

O que tá me parecendo é que a Traffic tá querendo pular fora do negócio esticando a corda cada vez mais até o Flamengo ceder e arcar com o custos do R10 sozinho. Visto que os números estipulados do patrocínio não chegaram nem perto do que se esperava e não parece melhorar pra próxima temporada, a Traffic continuaria perdendo dinheiro. Ela deve tá exigindo metade de tudo que o Fla conseguir pra continuar. Chama o príncipe!!!

Pedro Concy disse...

Se a traffic é responsável por 75 por cento dos vencimentos do Ronaldo, em eventual negociação, André, só caberia 25 por cento do montntante ao Fla? Consegue descobrir isso?

André Monnerat disse...

Pedro, ninguém sabe, ninguém viu esse contrato, não sei nem se há contrato que tenha colocado no papel este tipo de coisa. Não tenho ideia de como seria uma possível participação da Traffic nos direitos econômicos dele.

André disse...

Olha...como só posso saber o que sai na imprensa, para mim o Flamengo está 100% em dia com o seu empregado (Ronaldinho-R$200.000,00 mensais), logo este deve 100% do seu empenho nos treinos e nos jogos para justificar a relação de trabalho.

Caso alguém tenha alguma informação diferente por favor compartilhe.

Mas a questão principal é que era um negócio bem feito com boa estratégia mas como toda aposta envolveu riscos. Perderam a aposta e junto com isto veio a imcompetência total da Traffic em conseguir contratos para o clube e do Flamengo em ter todos os contratos que envolvem as partes prontos no momento do anúncio do acordo.

Empurraram com a barriga, ficaram meses discutindo valores e cláusulas e o fato é que até hoje o Ronaldinho não tem um contrato com a Traffic assinado.

Acho muito justo que a Traffic não cumpra com sua parte já que não assinaram nada.

Por outro lado acaba se justificando a "pualda fora do barco" do Ronaldinho dos projetos de markeitng, DESDE QUE SEJAM AÇÕES DA TRAFFIC. Acho uma sacanagem ele não participar das ações individuais do clube, visto que se o clube for bem melhor para ele também, além de ele ser EMPREGADO DO CLUBE. Estou assumindo que possui contrato assinado com o Flamengo, porque senão nem teria registro na CBF.

O que pode estar acontecendo também é o Ronaldinho estar forçando a barra para o Flamengo parar de fazer ações independentes à Traffic para que esta possa ser dona de toda a publicidade do clube e assim poder pagar o "MILHÃO" mensal para o R10.

Ou seja: está ocorrendo uma grande disputa de quem pode mais e o único prejudicado é o Flamengo que viu seus objetivos (títulos e libertadores) indo para o espaço.

Isto tudo indica mais uma pilantragem do pilantra que deixa seus problemas contratuais prejudicarem o o clube que paga seus salários. Isso é pilantragem e ponto final.

flages disse...

Ué, mas quer dizer que depois de todo aquele lero-lero, aquela disputa pelo melhor contrato, quem pagava mais ou dava mais vantagens, etcetera e tal, o R10 e o Assis fecharam o negócio com a Traffic e o Flamengo SEM CONTRATO????

Não acredito, seria muita incompetência. Ou... outra coisa que faz as pessoas esquecerem a prudência é a ganância...

Se Ronaldinho está até agora sem contrato com a Traffic a culpa é DELE, ou de seu irmão. Que aliás, é conhecido por ser um empresário bem esperto. Acho que não combina, mas se for verdade, a responsabilidade pela confusão é tanto deles quanto da Traffic. Não posso acreditar que um empresário safo como o Assis tenha fechado um acordo "no fio do bigode".

Se o Flamengo está em dia, o problema de R10/Assis é com a Traffic, e se eles estão sem contrato, A CULPA É DELES.

André Monnerat disse...

flages, não é por aí não - o problema não é só Traffic-Ronaldinho. A Patrícia mandou essa um tempinho atrás, mas é claro que não é por aí.

Se fosse, não estariam discutindo agora quanto de percentagem de contrato de publicidade fica pra Flamengo, Traffic e Ronaldinho - e isso está sendo colocado na mesa.

Bosco Ferreira disse...

Como memoria de torcedor é sempre curta, quero aqui relembrar um fato importante, quando ganhamos o título brasileiro de 2009, depois de anos e anos sem ganhar um brasileiro, estavamos sob a direção do presidente Delair sopa de letrinhas, ele já estava reorganizando o clube, equacionando as nossas dívidas. Mas a nossa arrogância misturada a uma esperança que agora sabemos ser ingloria, tiramos quem vinha bem na administração das dívidas e bem no futebol, coisa dificil de acontecer, colocamos uma vereadora demgoga que sempre se elegeu as custas da torcida, para agora assistir o nosso clube afundar em dívidas como vem mostrando os balanços, e ainda ter que aguentar na gestão do clube um monte de togloditas que se dizem chefes de torcida, e ex diretores que se notabilizaram em gestões estapafurdias no passado. Na verdade, alguns deles, como disse o Mardio Braga, ou são aspones da dita cuja, ou seus principais cabos eleitorais. O que vemos hoje é um viva o mandato de vereadora dela e f... - se o nosso clube.