Brasileiro 2011 - 34a. rodada - Coritiba 2 x 0 Flamengo

Atuações individuais ruins, erros do técnico, um gol repetido imperdoável - e as chances de título ficaram muito reduzidas.


* * * * * * * * * *

O futebol é um dos raros esportes em que uma partida pode ser resolvida em um único lance. Um time pode ser melhor que o outro em todos os aspectos em 99% da partida e, ainda assim, ser derrotado por ter vacilado em uma só jogada. É por isso que é tão apaixonante. E é por isso que o cuidado com detalhes tem que ser redobrado para uma equipe que quer ser vencedora.

Após a goleada da última rodada sobre o Cruzeiro, banquei o chato escrevendo que, apesar da boa atuação, quase tinham colocado tudo a perder por conta da bobeira no gol mineiro. Depois do 1x0, o time passou alguns minutos de pane em que levou uma bola na trave e cedeu um pênalti ao adversário. Se o Cruzeiro tivesse aproveitado, o jogo poderia ter ido pro brejo naquele breve momento. E, se o Flamengo quisesse ser campeão mesmo, não podia se dar ao luxo de repetir aquele tipo de mole.

Pois repetiu. Igualzinho. Reparem nos lances do gol do Cruzeiro, na rodada anterior, e o primeiro do Coritiba, ontem. Prestem atenção especialmente no camisa 9 adversário, desde o início do lance, e vejam quem é que o está marcando.





Os dois lances são exatamente iguais. Á primeira vista, até parece que o desvio no primeiro pau "matou a defesa" - e isso costuma acontecer mesmo. Só que, na verdade, nos dois gols o centro-avante adversário (logo o centro-avante!) está parado no meio da área, desde o início da jogada - e quem o marca é o goleiro do Flamengo. Na hora da cobrança, o goleiro recua para sua posição mais perto do gol e o camisa 9 fica livre, sem nenhum defensor responsável por sua marcação. Sem precisar se deslocar um centímetro, só tem o trabalho de empurrar a bola pro gol. Em entrevista no intervalo do jogo de ontem, o autor do gol do Coritiba, Leonardo, comentou o lance até meio rindo.

Se já tinha sido ridículo levar este gol no Engenhão, é muito mais ridículo levar outro igualzinho logo na partida seguinte. Ninguém assiste VT dos jogos no Flamengo pra corrigir este tipo de coisa? Não treinam?

Isso não é coisa de time que quer chegar em algum lugar não.


* * * * * * * * * *

O Flamengo já não jogava bem quando sofreu o 1x0, apesar de ter tido uma grande chance de abrir o marcador em jogada de Thiago Neves. Porém, a diferença definitiva para a partida anterior aconteceu pelo que se seguiu ao gol-replay: desta vez, o adversário aproveitou o momento, não desperdiçando a chance que teve logo em seguida para fazer 2x0. E Luxemburgo tratou de enterrar as chances de reação ao substituir Thomás por Willians. Reparem: o time perdia por 2x0, tinha que vencer, e ele trocou um meia ofensivo por um volante grosso, voltando ao esquema irritante de três cabeças-de-área que não deu certo nunca este ano.

Thomás não jogava bem - principalmente por cair demais no gramado, talvez por não estar com as chuteiras adequadas, como Júnior comentou na transmissão da Globo. Mas a substituição foi absurda ainda assim e mostrou que eu estava certo ao temer que ele entrasse em campo ontem já com os três volantes, já que ele teve esta recaída ainda com 30 minutos do primeiro tempo, mesmo perdendo, mostrando que não estava mesmo seguro de sua escolha.

Depois Luxemburgo foi tentando corrigir a besteira que fez com outras trocas - no final, o Flamengo tinha Deivid como principal armador do time, vejam vocês. Mas o Coritiba, já em vantagem, soube cozinhar o jogo sem sofrer muitos riscos. Pelo contrário, até teve chances mais claras de ampliar o placar no contra-ataque.

* * * * * * * * * *

Não foi apenas nas trocas durante o jogo que Luxemburgo foi mal. Ele já tinha se arriscado demais na escalação inicial, colocando em campo um excesso de jogadores lentos na marcação - Renato de volante e Angelim na zaga, principalmente. Isso foi fatal contra um time que tem como característica principal justamente ter muitos jogadores rápidos na frente.

Pra piorar, os jogadores de armação no meio não estavam bem. Além de Thomás, Ronaldinho também não conseguia dar sequência a jogada nenhuma, perdendo bolas demais em mais uma atuação muito ruim. O Coritiba forçava uma marcação pressão, recuperava muitas bolas e partia em velocidade pra frente, pegando a defesa do Flamengo, que já era lenta pela escalação, sempre desarrumada. Por isso conseguiam levar mais perigo ao gol do Flamengo. E foi assim que saiu o segundo gol do Coritiba, em uma das bolas perdidas por Ronaldinho ao ser pressionado.

Era preciso mesmo corrigir, colocando alguém mais rápido na marcação atrás. Mas não trocando um dos meias por um volante a mais. Especialmente já perdendo de 2x0.


* * * * * * * * * *

Dá pra entender por que Muralha foi punido pela grande atuação na última rodada, perdendo seu lugar até mesmo no banco de reservas?

* * * * * * * * * *

Ah sim: houve um pênalti absurdamente ignorado pelo juiz, em cima de Ronaldinho, logo após o 2x0 do Coritiba. Seria o primeiro a favor do Flamengo no campeonato. Não foi desta vez.

O Flamengo passou longe de merecer resultado melhor neste jogo e não se pode dar ao direito de culpar ninguém além de si mesmo pela derrota - ainda mais depois daquele primeiro gol ridículo. Mas, como escrevi, futebol é um esporte em que partidas são muitas vezes resolvidas em lances isolados. Vai saber o que teria acontecido se o Flamengo tivesse feito 2x1 naquele momento.



13/11/2011 - 17h - Coritiba 2 x 0 Flamengo
Estádio Couto Pereira - Curitiba, PR
Renda e público: Não divulgado

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Silva Teixeira (BA) e Adson Marcio Lopes Leal (BA)
Cartões amarelos: Everton Costa, Leandro Donizete e Lucas Mendes (COR); Ronaldo Angelim, Renato e Felipe (FLA)

Gols: Leonardo 29'/1ºT (1-0) e Maranhão 35'/1ºT (2-0)

Coritiba: Vanderlei; Maranhão, Jéci, Emerson e Lucas Mendes; Willian, Léo Gago, Rafinha e Davi (Everton Costa 20'/2ºT); Marcos Aurélio (Leandro Donizete 34'/2ºT) e Leonardo (Bill 28'/2ºT) - Técnico: Marcelo Oliveira.

Flamengo: Felipe; Léo Moura (Jael 26'/2ºT), David Braz, Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Airton (Fierro - Intervalo), Renato, Thomás (Willians 36'/1ºT), Thiago Neves e Ronaldinho; Deivid - Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

7 comentários:

Paulo Sales disse...

Está explicado por que Luxemburgo sempre disse que o Fla disputava a Libertadores, e não o título: ele abdica da vitória quando mais precisamos dela. A escalação do time ontem é, sob qualquer aspecto, inaceitável - como mostrou Monnerat na ótima análise acima. A ausência de Muralha e a substituição de Thomáz não se justificam, elas são a prova cabal de que temos um técnico perdido em campo - e que já planeja uma excursão milionária na pre-temporada. Ou seja, ele é dono do clube. Só sai se quiser.

Marcos Monnerat disse...

Não tenho medo de falar que temos um dos piores técnicos do campeonato e que, até mesmo Caio Junior, ainda estaria disputando o título de verdade nesse momento do campeonato.

Passamos o campeonato inteiro com um time mal escalado e pessimamente treinado. Chegamos a ficar 10 partidas sem vencer e mesmo assim ainda estamos a apenas 6 pontos do líder faltando 4 rodadas para o fim. No barato foram 12 pontos entregues por esse técnico incompetente e picareta que além de tudo suga 600 mil reais por mês dos cofres do clube...

LuksAlves disse...

Agora, é meio estranho o time de melhor ataque do campeonato, faltando 4 jogos pra o fim não ter um pênalti a seu favor, mas não se pode botar a culpa do desastre de ontem nesse pênalti.
Luxemburgo parece que gosta de perder o cara não escala o time certo, e ainda substitui errado, sou critico do Wellington mas reconheço que ele tem suas qualidades a principal dele é sua velocidade, dai o cara bota a zaga com um semi-aposentado e um cara que erra em fundamentos básicos contra uma equipe muito rápida.
Como disse o Paulo Sales ele é o dono do clube, porque agente tem uma presidente sem pulso pra peitar o técnico, e um técnico mandão.
E segundo atacante caro jogando de centro-avante prefiro muito mais o Vagner Love.

Eduardo H. Costa disse...

Reflexões:

1 - Como almejar uma vaga na liberta se continua burro e covarde no Brasileiro? Isso a 3 pontos do lider...

2 - Aqueles 10 jogos sem vencer... maluco... esse champs era pra ser nosso...

3 - A Patricia que não sabe NADA de futebol achou que estava fazendo o negócio da China ao entregá-lo pro Luxa.
Agora ela ta vendo a vaga na liberta se complicando, a proposta do TN pode não vingar... salário atrasado do R10... a reeleição fica mais difícil.

Enfim... ALL IN no Luxa!

Pablo Alcântara disse...

perfeito. Todo mundo sabe que o Coritiba é rápido. Mas o Luxemburgo escala Renato no time. Aì, vai e coloca a culpa no Thomas.

Bosco Ferreira disse...

A Patricia Amorim deveria se espelhar na presidenta Dilma e demitir logo esse ex treinador Luxa, o qual se julga dono do clube. Deve haver algo de podre ali dentro para ele ser tão incompetente e ainda se manter como dono do clube.

André disse...

Realmente agora o o Lexemburgo passou de todos os seus limites.

Porra...por que esse "tesão" todo pelo Renato??? Será que o nosso técnico não consegue enxergar que este jogador não contribui em NADA para o time??? Não existe mais a qualidade dos chutes de longa distância. Alguém se lembra da última vez que este jogador acertou o gol? Não falo em fazer gol mas em ACERTAR o gol? Eu não lembro.

Além disto a sua contribuição paara a parte ofensiva é mínima. Acerta algumas boas viradas de jogo, mas é extremamente lento e previsível. Aliás estas são as mesmas características que comprometem TOTALMENTE a sua participação no sistema de marcação do meio de campo, já que qualquer jogador com um mínimo de velocidade e movimentação consegue superar sua marcação e estão SEMPRE no mano a mano com nossos zagueiros.

Nossos zagueiros que aliás estão sempre sobrecarregados devido a marcação frouxa do meio campo e da falta de qualidade deste mesmo setor que faz com que o adversário esteja sempre rondando a nossa defesa aumentando a probabilidade de uma falha, o que não é incomum.

Além de sobrecarregados todos os nossos zagueiros são limitados técnicamente e tirando o Wellinton, todos são lentos.

Ronaldinho está definitivamente de sacanagem, provavelmente devido a falta de grana (coitado, deve estar passando fome com seus R$200.000,00 do Flamengo...) e agora entendo porque ele não participa de nenhuma campanha do Flamengo. Está sem contrato.

Tirando todas estas deficiências ainda temos que aturar o técnico QUEIMANDO nossas melhores revelações: Muralha e Tomás.

O Muralha foi EXEMPLARMENTE punico por ter feito a melhor atuação da sua carreira. Marcou bem e deu 2 assistência contra o Cruzeiro. Além disto é rápido e possui vigor físicoa para dar sustentação a marcação do meio campo. É assim: Jovem, jogou bem, ameaçou os líderes do grupo vai para a geladeira. Agora entendo também porque todos os jovens do Flamengo saem correndo do time...

Tomás: Era só trocar a chuteira e ele pararia de cair...2 x 0 tirar o único jogador rápido e colocar um volante burro que não acerta nenhuma jogada ofensiva beira a estupidez e penso que é motivo para JUSTA CAUSA, ou no caso do Luxemburgo como é prestação de serviço para recisão de contrato por falta de competência, o que leva a não pagamento da multa.

Presidente: agora você resolveu cobrar o elenco com medo de não ir nem para a Libertadores??? Agora é tarde...a cobrança deve ser toda a semana, todos os jogos!!! A diretoria tem que avaliar as decisões da comissão técnica em TODOS os jogos!!! Avaliar quem relaciona para o banco, avaliar escalação, avaliar treinamentos táticos...futebol é PROFISSIONAL. Em todas as empresas todos são cobrados. Mas não, no Flamengo tudo é amador...por isso somos esta porcaria que nunca dá certo e só ganhamos alguma coisa quando as conjunções planetárias nos ajudam como foi em 2009...