O que mostra a pesquisa do Ibope que aponta "empate entre as torcidas de Flamengo e Corinthians"?

Antes de reclamar do estudo, é melhor esperar um pouco para conhecê-lo. Ele pode trazer dados até bons para o Flamengo.



* * * * * * * * * *

É o tipo de notícia que vai cair como uma bomba nas redes sociais, criar muita polêmica, mas que demanda mais informações para se comentar melhor: uma pesquisa do Ibope teria registrado empate em tamanho entre as torcidas de Flamengo e Corinthians. Com certeza vai ter muito corintiano comemorando e muito rubro-negro revoltado com um estudo que indicaria que a torcida corintiana está crescendo mais que a do Flamengo, chegando até a igualá-la. Será que é isso que a pesquisa diz mesmo?

Nenhuma série histórica de pesquisas de tamanho de torcida, inclusive do Ibope, indicou isso pra valer até hoje. O que me parece é que esta é uma pesquisa diferente das outras: segundo a matéria do GloboEsporte.com, que traz pouquíssimos detalhes, o Ibope levantou a preferência clubística daqueles que buscam informações sobre esporte na Internet e na TV, restritos a doze regiões metropolitanas. Reparem: isso é bem diferente de medir tamanho de torcidas em todo o país. O estudo não pega os consumidores de esportes em revista, rádio e jornal, ou quem está fora das regiões metropolitanas estudadas e a matéria do GloboEsporte sobre ele não consegue nem mesmo listar quais são todas estas regiões analisadas. Então, pra entender realmente o que diz a pesquisa, é preciso ter mais informações sobre ela.

Mas na verdade, em se falando de Internet, já dava mesmo pra intuir que as torcidas de Flamengo e Corinthians tenham tamanhos parecidos, ao olharmos as audiências de seus sites e o número de seguidores dos perfis oficiais nas principais redes sociais, como Twitter e Facebook. Nenhuma grande surpresa aí.

É possível até que, tendo este estudo completo em mãos, o marketing do Flamengo possa usá-lo a seu favor. Reparem que ele exclui regiões onde sabidamente os rubro-negros são maioria esmagadora para se concentrar apenas "no que interessa ao mercado", as partes economicamente mais relevantes do país. Ainda assim, o Flamengo está empatado com o Corinthians, que tem a vantagem de estar sediado na cidade de longe mais importante de nossa economia. O argumento corintiano para se colocar em vantagem em relação ao Flamengo sempre foi este: sua torcida é mais importante onde importa.

E é um argumento que tem dado resultado, já que o Corinthians hoje realmente arrecada mais com seus contratos de patrocínio que o Flamengo. Mas se as torcidas pelo menos se equivalem entre quem consome mídia esportiva no país, isso faz sentido? Se o marketing rubro-negro souber ler os números que lhe forem interessantes nesta pesquisa para possíveis parceiros - e juntar a eles outros dados objetivos que mostram como a torcida do Flamengo segue sendo mais importante mesmo em questões de consumo, como números de vendas de camisas, assinaturas de pay-per-view, audiência em partidas na TV fechada ou mesmo apostas na Timemania -, isso pode até lhe ajudar a levantar um tanto sua arrecadação.

Tenho certeza que o Ibope levantou uma porção de informações interessantes sobre hábitos de consumo de mídia dos torcedores de cada clube, com os quais dá pra aprender muita coisa. Mas o que sabemos desta pesquisa, por enquanto, ainda é muito pouco. Bastante apenas para saber que está medindo algo bem diferente das que nos acostumamos a ver por aí para saber de "tamanho de torcida".

13 comentários:

KellCos disse...

Pena que o marketing do Flamengo ainda não foi alfabetizado.

Marcos Monnerat disse...

O maneiro é que a manchete simplesmente diz: "Pesquisa nas 12 maiores capitais aponta Fla e Timão iguais em torcida". Aí, como a maioria absoluta das pessoas só lê a manchete, vi chover maluco dizendo que a torcida do Fla não é maior que a do Corinthians, bla bla bla... Totalmente ridículo da parte do globoesporte.com colocar um título desses. Lamentável.

Thiago Oliveira disse...

Globo / Ronaldo / Corintians / CBF... quem sabe até o Ibope entrou nessa tb... relaxem, essa notícia só serve mesmo para gozações nas redes sociais, só isso...

lussiannosousa disse...

Marketing do Flamengo?? Que marketing?? O que eu tenho visto são ideias de terceiros sendo aproveitadas. É surreal isso.

Gabriel Folha disse...

A queda na qualidade da imprensa é proporcional a velocidade da informação.

Cada vez mais irritante ler, ver ou ouvir qualquer coisa sobre futebol.

Guilherme Santana disse...

Na matéria do Lance eles detalham melhor a pesquisa, algo muito importante que eles mencionam é que o estado de SP foi representado por duas cidades, São Paulo e Campinas, que sabidamente possui uma maioria Corinthiana.

"O resultado não significa, porém, que a torcida do Corinthians tenha se igualado à do Flamengo em termos nacionais. Essa pesquisa dá um peso desproporcional ao estado de São Paulo, o principal reduto corintiano, por estar representada duas vezes nos 12 locais pesquisados, sem falar no tamanho da população da Grande SP.

As regiões metropolitanas pesquisadas foram as de Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Distrito Federal, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo."

Eduardo H. Costa disse...

Concordo com todos comentários acima.

Rachei o bico com o primeiro. kkkkkk

Off-topic:
Foi ridículo essa jogada da CBF em preservar o Mano bancado esses dois jogos boquetas com duas "seleções" B com desculpa de jogo nível A. Com apoio da Globo, que teve que se virar com jogos horríveis, com o fim de enganar o povo brasileiro e sua audiência e os grandes clientes e suas publicidades.

Se fosse o Dunga, naquela época do abafa vexame de 2006, ele já tinha caído. Mas o Mano deve ter os seus esquemas com o Teixeira.

Lembro que no pós Copa 2006, o Juninho Pernambucano disse nunca mais defenderia a seleção brasileira. Alguma maracutaia das grandes ele deve ter presenciado na CBF.

Pronto, já dertupei demais o tópico. FUI!

Murdock disse...

É preciso ir atrás dessa torcida que não foi mapeada mas será que eles tem grana para se tornarem economicamente relevantes?

Luis disse...

Lamentavelmente é só uma questão de tempo o Corinthians passar o Mengão em tamanho de torcida. O apoio informal da imprensa, da CBF e dos patrocinadores de TV etc é muito forte e aos poucos a imagem do Corinthians vai se firmando em regiões em que o Mengão reinava. Além disso, apesar do crescimento do RJ nos últimos e próximos anos, a economia paulista é muito mais forte. Mas a imagem ruim dos jogadores, da comissão técnica e dos dirigentes não ajudou muito o brand do Mengão nos último anos.

flages disse...

Murdock, esta torcida que não foi mapeada não foi excluída com base em critérios econômicos, mas sim por não fazerem parte das 12 maiores regiões metropolitanas. Então, sim, podem ter grana, sim. Claro que, dependendo da renda per capita da região à qual pertencem, podem ter mais grana. Ou menos.

flages disse...

Aliás, Brasília não está entre as 12 maiores regiões metropolitanas, embora seja o quarto maior município brasileiro. Será que é por não se incluir no conceito de "região metropolitana"? Afinal, sozinha, estaria em décimo lugar.
E renda Brasília tem, ninguém pode negar.

André Monnerat disse...

Pelo que li em alguma matéria, Brasília foi incluída no estudo.

Mas parece que a escolha não foram "as 12 maiores regiões metropolitanas" - ou Florianópolis, por exemplo, não teria entrado. Pelo que entendi, pegaram "as 12 regiões metropolitanas onde há mais torcedores", ou algo parecido.

Como escrevi, a gente tem que conhecer melhor a pesquisa pra poder comentar o que ela realmente mostra.

thais disse...

André, tudo bem?

Enviamos um PI e um peça pra você tem uma semana e não obtivemos retorno. A campanha já deveria estar no ar.

Por favor, poderia retornar com urgência?

Obrigada e abraços,

Thais Ghion Rebechi
Coordenadora de Tráfego
E-mail: thais@allmatch.com.br
MSN: thaisghion@hotmail.com
www.allmatch.com.br
R. Dr. Cardoso de Melo, 1608 - 6º Andar – Vila Olímpia
São Paulo • SP - Cep: 04548-005
Tel: (11) 2050-0046