Os pênaltis da Seleção contra o Paraguai foram dos piores momentos da história do futebol

Quem assistir às quatro cobranças que eliminaram hoje o Brasil da Copa América vai achar que trata-se de uma seleção de piores momentos ao longo de anos. Mas, acredite se quiser, aconteceram em sequência, no mesmo jogo.




* * * * * * * * * *

É isso: hoje o Brasil não ia fazer gol nem que o jogo levasse 580 minutos. E fez questão de deixar isso claro na disputa de pênaltis. Foi das coisas mais inacreditáveis e bizonhas que eu já vi na minha vida.

E no tempo normal o time até foi bem. Ficou com a posse de bola sempre, marcou no campo do adversário e criou muitas, muitas chances de matar o jogo - mesmo com mais uma atuação apagada daquele que deveria ser seu grande armador, Paulo Henrique Ganso. Mas sua improdutividade foi compensada pela partida muito boa de Robinho e pela vontade do time de atacar. Um exemplo disso: mesmo jogando com dois zagueiros e nenhum volantão daqueles que só sabe marcar, o Brasil teve seus dois laterais avançando muito, às vezes ao mesmo tempo. E isso não fez com que sofresse qualquer ameaça atrás - Júlio César poderia nem ter entrado em campo nos 90 minutos que não faria diferença nenhuma no placar.

Mas não fez o gol. Não fez porque Alexandre Pato e Neymar (que novamente esteve longe de ser o Neymar do Santos) estavam em um dia muito infeliz nas conclusões, porque o goleiro Villar estava inspirado e porque aconteceram coisas incríveis, como as duas bolas salvas em cima da linha por zagueiros paraguaios.

Na prorrogação, o time continuou tentando fazer seu gol, mas não manteve a mesma produtividade. E aí vieram os pênaltis.

E o que falar dos pênaltis? O que falar de André Santos, depois de andar até a bola e fazer aquela cobrança patética (depois de ter jogado pessimamente nos mais de 120 minutos de jogo, inclusive tentando de maneira irritante driblar todo mundo no último lance do jogo e armando um contra-ataque do Paraguai que poderia ter sido fatal, se não fosse interrompido pelo apito final do juiz), dizendo que "pênalti é loteria"? Não é loteria para um time que bate pênaltis do jeito que o Brasil perdeu hoje. Foi pior coletânea de cobranças que eu já vi na minha vida, coroada pela corrida ridícula de Fred pra bola no último chute. Inacreditável.

A atuação com a bola rolando hoje foi até boa, tirando a falta de jeito pra empurrar a bola pra dentro. Mas o que eles conseguiram fazer naquela disputa de pênaltis vai deixar uma imagem realmente horrorosa para uma Seleção que até foi à Copa América tentando (embora quase sempre não conseguindo) jogar do jeito que todo mundo pedia.

8 comentários:

Marcelo Constantino disse...

É claro que ainda tem muitos anos pela frente, mas essa Copa América confirmou o Ganso ainda é um "craque virtual" (Placar) ou que a Copa era muita areia para o caminhão dele (Dunga (!!)).

O cara sumiu em todos os jogos. Pior: ainda assim, foi o que mais deu assistências para gols no time.

Eduardo H. Costa disse...

Tenho pra mim que o Ganso ta bixando ou não está 100%. O cara não divide uma bola.

Hoje era o dia do Paraguai mesmo. Aquela defesa do além com o pé no chute do Pato e cabeceio do Fred(arght!) com zagueiro dentro do gol diz tudo.

Pra falar a verdade, perdemos uma copa que não vale nada. Perdemos quando podia perder. Agora é refletir e repensar alguns jogadores. O tal André Santos me irrita. Parece faltar intimidade com a bola. Fred não tem nada haver com essa tal renovação da seleção.

Fim de papo. Agora é esperar o que o CRF vai contratar de última hora. FUI!

Valente Filho disse...

- O Ganso tem a personalidade parecida com a do Kaká: o jogo pega fogo e ele não chama a responsa. Ele só é o "salvador" por falta de opção. Acho que o Kaká ainda volta por que tem bola. Parece incoerente e é. Ainda tem vaga na seleção.

- André Santos é fraco (penalti é competência e ele é imbecil), Lúcio já não se posiciona tão bem (fora o climinha que causou no grupo), Daniel Alves é irregular e o Fred não tem a confiança do treinador. Acabou seleção para eles.

- Espero que não encha a seleção dos volantes do Corinthians, já chega o, improdutivo na seleção, Elias.

- O 9 continua sendo o Luís Fabiano quando se recuperar. Aguardem.

- Robinho ganha sobrevida. Como pensei o problema não era ele, mas o banco fez muito bem.

#################################

Sobre Flamengo: Li em um blog que o 9 pode ser o Jonas, outra página Ariel, depois Amauri em outro lugar o Nanni do Cerro. Meu Deus!
Já basta o André que graças a ele (Deus) parece que não vem!
O Flamengo precisa de dois atacantes, mas não esses com características Dimbísticas! Haja coração! Para buscar estes caras fiquemos com o Deivid!

Se for para escolher desses que se escolham os mais baratos para não aumentar muito a dívida que já não é pequena.

Se fosse para eu escolher ficaria com o Nanni centroavante alto, que parece querer jogar aqui, tem estilo Vanderlei melhorado e pelo you tube (cuidado diretoria!) não treme no 1-para-1, além do que é relativamente barato; e o Jonas que sabe o que é pressão e não sucumbirá ao manto porque foi de quase expulso e pior do mundo no Grêmio a artilheiro do campeonato brasileiro jogando bem.

-Dos nomes ventilados o único que eu certamente faria uma força descomunal para trazer é o Nilmar poque esse resolveria o problema de vez! Tanto que eu não o citei acima. Traria somente ele!

ricardo disse...

André, terá a seleção treinado pênaltis em São Janu? Me pareceu que sim...

Podemos concordar ou não com um ou dois jogadores na seleção mas infelizmente o melhor que temos estava lá e é isso aí que temos que melhorar para 2014.

Para mim o que mais choca é a total falta de comprometimento dessa garotada.

Não vi ninguém p... da vida pela eliminação.

É como nos clubes, "temos que levantar a cabeça e continuar o trabalho com o professor".

Perder para eles é o de menos, afinal a conta continua gorda, ganhando ou perdendo.

Esse profissionalismo que criaram no futebol onde só se dão bem jogadores e seus empresários, deixando clubes e seleção aos seus pés.

Espero que essa porrada leve a uma reflexão e mudança de rumo senão o mico de 2014 será muito pior.

Guga disse...

Falando muito francamente, essa seleção está cheia de gente que não deveria estar ali, vejamos alguns nomes:

1) André Santos (insuportável);
2) Lucas Leiva (fraco);
3) Elano (insuportável);
4) Pato (até agora nada);
5) Robinho (apesar de ter jogado relativamente bem ontem, vejo ele como um grande enrolador...tem seu mérito, pois consegue "arrumar" convocações com todos os últimos técnicos);
6) Jadson (quem???).

Que maré.....

André disse...

A verdade é que esta geração é fraca. Nos acostumamos nos últimos anos com gerações muito boas de jogadores, principalmente de atacantes. Vejamos a série:

Careca, Romário, Bebeto, Ronaldo, Ronaldinho e Rivaldo.

Desde os meados de 1982 que sempre tivemos craques para compor o meio e o ataque. Nesta geração não vejo ninguém (ainda) nestes patamares.

Neymar e Ganso ainda tem que amadurecer muito para renderem bem na seleção. O Pato nunca foi bem na seleção em mais de 2 anos de convocações.

Podemos falar que os convocados para a Copa América não têm condições de jogar ma seleção ou que não devem mais ser convocados. Mas e quem os substituiria?

Ronaldinho jogou fora sua carreira, assim como o Adriano. Kaká está eternamente deprimido e contundido. Era para estes 3 estarem liderando os atuais garotos. Até o Luis Fabiano está contundido.

Inclusive o técnico é quem tem de melhor já que o Muricy refugou históricamente sua convocação.

A meu ver quem tinha de melhor foi convocado. Podemos discutir no máximo uns 3 ou 4, mas que não fariam diferença no resultado final.

JEFF disse...

André,
Ontem o Pedro Migão do ótimo blog Ouro de Tolo divulgou que 12 jogadores dessa seleção são agenciados pelo mesmo empresário do Mano - o Carlos Leite. Entre eles: André Santos e Jadson.
Pode ser só coincidência (que acompanha o técnico há muito tempo), mas, que nem a mulher de c[esar, mais do que ser honesto, é preciso parecer honesto.

Uma pena! O time nem jogou tão mal assim. Se tivesse feito um mísero gol, talvez não estivéssemos falando isto. Mas, como você disse foi bisonho demias. O mano é inteligente e educado, porém fracassou!


@IgrejaFlamengo

Gabriel Folha disse...

Alguma coisa tinha que justificar a convocação de André Santos e Jadson; ta explicado.

A geração não é fraca, a transição não pode ser feita como se imaginava justamente pela condição de Kaká, Ronaldinho e Adriano.

Os treinadores dão margem a idéias estapafúrdias. Outro dia na transmissão de Chile e outro time um espectador perguntou se o Valdívia tinha vaga na seleção brasileira. Normalmente, a resposta sem pestanejar seria "não", pq realmente não tem, mas, se o Jadson ta la, pq não?

Daqui a pouco vão pedir pra convocar o Ronaldinho, de novo, e vão estar certos, o que é pior!