Estadual 2011 - Taça Rio - 8a. rodada - Flamengo 1 x 1 Macaé

Um jogo bastante ruim para fechar o fraco desempenho do Flamengo nesta fase inicial da Taça Rio.


* * * * * * * * * *

No primeiro tempo, taticamente o Flamengo até jogou mais arrumado. Renato, desta vez, ficou mais recuado, deixando Fierro, Bottinelli e Ronaldinho Gaúcho mais à frente, aproximando-se de Deivid. Pelas duas laterais, as duplas Fierro-Galhardo e Ronaldinho-Alvim se entendiam bem e faziam jogadas de ultrapassagem como não se viu em outros jogos. Mas isso não foi suficiente para criar muitas oportunidades realmente claras de gol. O time sentiu muito a péssima atuação de Bottinelli, que deveria ser o meia criativo centralizado do time, mas nunca encontrou seu lugar em campo e pareceu mesmo fugir do jogo - não só pegou pouco na bola como, quando pegou, apressou-se sempre a fugir da responsabilidade de tentar uma jogada mais decisiva.

No segundo tempo, já sabendo que o Vasco estava se complicando no outro jogo e que bastaria vencer para enfrentar o Olaria na semifinal, Luxemburgo decidiu lançar Thiago Neves sem tirar Ronaldinho e colocou Diego Maurício pra jogo. O ímpeto inicial serviu para criar algumas boas chances mas, com o tempo, fomos vendo que o time piorou taticamente. O trio da frente (Ronaldinho, Thiago e Diego) isolou-se do meio-campo, em que Maldonado, Renato e Fierro (ou Galhardo, que andou trocando de posição com o chileno) ficavam muito recuados. O gol rubro-negro só saiu num escanteio, e graças à bobeira do zagueiro do Macaé que colocou a bola pra dentro. E, depois disso, a verdade é que o Macaé, que ameaçara pouco no primeiro tempo, criou no segundo pelo menos tantos lances de perigo quanto o Flamengo - e ficou claro o quanto é inviável ter o péssimo Jean na zaga, ainda mais se deixarem o cara exposto a marcar no mano a mano. Não seria nenhum absurdo se o Flamengo tivesse perdido o jogo, até porque houve um gol mal anulado do Macaé.

No final, o juiz ainda inventou um pênalti em cima de Diego Maurício (que, aliás, entrou muito mal - não dá nem pra dizer que tenha sido melhor que Deivid, que já não tinha ido bem no primeiro tempo). Mas Ronaldinho bateu um field goal e desperdiçou a chance de colocar o Flamengo num caminho teoricamente mais fácil para o título estadual.

Claro: o jogo de ontem teve jogadores poupados, não valia muito e foi encarado mais como "cumprir tabela", por mais que no meio tenha se percebido que a vitória seria mais importante do que se pensava. Não dá pra cravar grandes conclusões definitivas por conta de uma partida como esta. Mas, fazendo uma análise sem se prender a este empate específico, a verdade é que o Flamengo fez uma campanha bastante fraca nesta Taça Rio. Não conseguiu nenhuma vitória sem sufoco contra os pequenos (tropeçou contra Cabofriense, Madureira e Macaé, passou muito perrengue contra Olaria, Bangu e Duque de Caxias), fez um clássico muito ruim contra o Fluminense (no jogo que marcou a saída de Muricy) e passou bem apenas pelo Botafogo, que vive momento mais do que complicado. O time está invicto, claro, e pode até ser campeão nos próximos dois jogos. Mas, depois de tantos jogos e dois períodos intensivos de treino fora do Rio de Janeiro, não mostrou bom futebol em momento nenhum, nem parece estar em evolução.




17/4/2011 - 16h - Flamengo 1 x 1 Macaé
Estádio Raulino de Oliveira - Volta Redonda, RJ

Árbitro: Philip Georg Bennett (RJ)
Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartões amarelos: Maldonado, Fierro e Felipe (FLA); Bruno Luiz (MAC)

Gols: Jean 12'/2ºT (1-0) e Hyantony 33'/2ºT (1-1)

Flamengo: Felipe, Rafael Galhardo (Fernando 29'/2º), Jean, Ronaldo Angelim e Rodrigo Alvim; Maldonado, Fierro, Renato Abreu e Bottinelli (Thiago Neves - Intervalo); Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Diego Maurício - Intervalo) - Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Macaé: Everton, Johnatan (Marcos Tamandaré 29'/2º), Eduardo Luiz, Ciro e Bill; Gedeil, Osmar, André Gomes e Danilo; Robson (Marcelo 40'/2º) e Bruno Luiz (Hyantony 32'/2ºT). Técnico: Toninho Andrade.

5 comentários:

Luis disse...

É difícil dizer o que é/foi pior: as escalações/teimosias do Luxa, a capacidade de armação do meio de campo, a zaga ou o penalti batido pelo Ronaldinho.

Invicto ou não, com Ronaldinho ou não, esse time é fraco.

saulo disse...

Esse time realmente não está jogando o que pode. Mas duas coisas me acalmam:

A primeira é pensar no padrão(ou falta de) do time no ano passado. Se pensarmos no time só esse ano não dá pra ver muita evolução. Mas se comparado com ano passado dá pra reconhecer evolução sim.

Outra foi a ótima entrevista do luxa no redação Sportv. Ficou muito claro que ele não está nem um pouco satisfeito com o que o time tem feito. E que sabe que não dá pra contar com esse elenco pro Brasileiro sem reforços. Ele chegou inclusive a adimitir que jogou a toalha em relação aos laterais esquerdos, que a zaga não é boa mas não é tão pior do que as outras brasileiras (concordo) e que pro ataque, as chances do Deivid tão acabando e ele tá na expectativa do Love. Aguardemos!

Régis Marra disse...

Na verdade pelo que ouvi da entrevista do Luxemburgo depois do jogo, ele só colocou o Thiago Neves no lugar do Bottineli porque o argentino sentiu o tornozelo. Se não fosse isso o TN teria entrado no lugar do Ronaldinho. Pelo jeito Luxemburgo não acreditava nem um pouco na vitória do Olaria sobre o Vasco.

Bosco Ferreira disse...

Copa do Brasil:

Um bom teste para o Fla. Ou ele goleia o Horizonte no Rio, e na cidade de Horizonte-Ce para delírio de sua torcida nordestina, ou esse time vai nos deixar muito incucado. O Horizonte é melhor que o Náutico Timbú? Teoricamente não.

R10, seguramente ganha muito mais dinheiro do que merece.

Será que o Love aceitaria ganhar menos que ele? Duvido. Acho que não seria justo ganhar menos.

Bosco Ferreira disse...

Horizonte mostra que o futebol nordestino não pode ser medido pelo Náutico ou pelo Bahia.Rs.

Esse time é o terceiro do campeonato cearense e nem sabe se se classifica para o quadrangular final.

Venceu o Fortaleza décimo primeiro colocado no cearense por 3x0 no campo adversário.

Agora que esse R10 é uma merda não tem quem discorde.