Copa do Brasil - 2a. fase - Fortaleza 0 x 3 Flamengo



Flamengo teve tranquilidade na defesa e aproveitou basicamente todas as chances que criou para construir uma vitória tranquila


* * * * * * * * * *

Depois de tanta explicação sobre seu esquema sem centro-avante e as comparações com o Barcelona, Luxemburgo surpreendeu e escalou o Flamengo com Wanderley no comando do ataque. A alteração, no entanto, não fez o time criar mais nem tornou os cruzamentos sobre a área mais perigosos. Ronaldinho Gaúcho voltou mais pra buscar a bola, participou mais do jogo, mas esteve sempre cercado por dois ou até três marcadores e tinha dificuldades pra criar. Não foi desta vez que o jogo ofensivo do Flamengo fluiu com naturalidade.

Porém, atrás, o time conseguiu sempre controlar o Fortaleza, que embora tenha conseguido tomar a iniciativa e ter a posse de bola em diversos momentos, nunca ameaçou pra valer - nem no primeiro tempo, nem no segundo. E dá pra dizer que o grande mérito do Flamengo ontem foi o altíssimo aproveitamento das chances criadas: tirando um chute por cima de David numa jogada de bola parada e um ou outro chute de longa distância, não me lembro de nenhuma conclusão realmente perigosa do time ao longo de toda a partida, além dos três gols. Mas isso não deixa de ser um mérito.

Ronaldinho, afinal, apesar de tão marcado, participou dos três gols - a jogada do primeiro, com belos passes dele e de Thiago Neves e uma improvável bomba de direita de Renato, foi a mais bonita e deu tranquilidade para o resto do jogo. Wanderley fez seu gol, em que teve o mérito de ficar atento e não se deixar cair em impedimento, mas no resto da partida não fez mais nada de destaque. Já Diego Maurício, que teve pouco tempo pra jogar, fez um gol típico de centro-avante e mostrou que deveria ser ao menos testado na posição, em vez de entrar sempre de ponta direita, como o treinador o vinha utilizando.

Uma vitória sem sustos, tranquila e incontestável, ainda sobre um time que é tradicional e tem torcida, mas atua apenas na Série C do Brasileiro. Na próxima fase, também não dá pra esperar problemas contra Guarani ou Horizonte. Com a vaga na final do Estadual garantida, Luxemburgo vai continuar tendo tempo para fazer os acertos que precisa no time antes dos confrontos realmente mais complicados chegarem. As circunstâncias estão todas a seu favor - é só saber aproveitar.




16/3/2011 - 21h50 - Fortaleza 0 x 3 Flamengo
Castelão - Fortaleza, CE

Árbitro: Nielson Nogueira (PE)
Auxiliares: Erich Bandeira (PE - Fifa) e Jossemmar José Diniz Moutinho (PE)
Cartões amarelos: Roniery, Fulano (FOR); David, Egidío (FLA)

Gols: Renato, 20'/1ºT (0-1); Wanderley, 14'/2ºT (0-2); Diego Maurício, 46'/1ºT (0-3)

Fortaleza: Fabiano, Roniery, Gilmak, Plínio e Guto; Marcos Paulo, Régis, Luciano Henrique (Adriano Pimenta - 16'/2ºT) e Bismarck (Eduardo - 35'/2ºT) ; Reginaldo Jr. e Léo Andrade (tatu - 13'/2ºT). Técnico: Flávio Araújo.

Flamengo: Felipe, Léo Moura, Welinton, David, Egídio (Ronaldo Angelim - 10'/2ºT); Maldonado, Willians, Renato, Thiago Neves (Diego Maurício - 38'/2ºT), Ronaldinho Gaúcho; Wanderley (Dario Bottinelli - 23'/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

6 comentários:

Paulo Sales disse...

Achei que houve uma evolução. Mesmo sem jogar bem, Wanderlei buscou o jogo e em alguns momentos serviu de pivô. E quando Ronaldinho volta para buscar jogo o Flamengo ganha mais opções. Renato também foi mais efetivo e Thiago Neves foi bem. O destaque negativo, para mim, foi Maldonado, o que é uma pena.

Luis disse...

Fortaleza = Madureira.
Não fiquemos animados.

Dan disse...

Concordo com os pontos levantados. O Fortaleza não ameaçou, muito por mérito do Flamengo do que propriamente deficiência do time cearense. Sempre teve o controle do jogo e quando forçou o ritmo um pouquinho, marcou seus gols.

Vejo comentários muito rancinzas sobre o time e sua atuação, por parte da torcida. Acho que o pessoal tem que lembrar que ainda estamos invictos no ano e se não jogamos o fino da bola, jogamos bem o suficiente para não ser derrotado, mesmo nos classicos, onde também controlamos os jogos.

DM tem que ser titular na vaga do Wanderley e espero que algum dia Botinelli entre na vaga do Renato.

abs

André disse...

Impressionante: 2 gols de centroavante...será mera coincidência????

Bosco Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bosco Ferreira disse...

Extranho que blogs rubronegros e a imprensa carioca não faça couro com a imprensa cearense que não aceita as explicações do presidente do Fortaleza e da Federação Cearense de Futebol que, segundo o Fla, deram um baita calote, diminuindo artificialmente a renda e o publico do jogo para diminuir o valor dos 60% que o Fla tem direito por despachar o timeco colorido de terceira divisão.

O Fla mesmo sem o apoio da torcida e da imprensa carioca, negou-se a assinar o borderô, não recebeu a merreca e entrou com uma queixa na CBF contra a federação cearense de futebol e o Fortaleza esporte Clube por suspeita de calote.

A própria imprensa cearense colocou nariz de palhaço em um programa de TV, diante das inacreditaveis descupas do presidente do Fortaleza. Segundo a imprensa cearense o público não foi inferiror a 45 mil pagantes enquanto o presidente do Fortaleza informa 21 mil pagantes.

O comentarista de uma TV local chamou o anuncio do público e da renda pelo Fortaleza, de molecagem. Ele aposta que havia no mínimo 45 mil pagantes. O ingresso custou cinquenta reais. A renda anunciada foi pouco mais de siscentos mil reais. Pode? Vejam a repercussão na imprensa e nos torcedores cearenses com esse fato.
http://blog.opovo.com.br/gol/transparencia/comment-page-1/#comment-72546