Na Taça São Paulo, Flamengo bate o segundo grande

Cruzeiro e São Paulo foram testes mais fortes para o potencial dos garotos da base rubro-negra

* * * * * * * * * * *

Primeiro o Cruzeiro, ontem o São Paulo. Depois de se classificar em segundo lugar na primeira fase, em que enfrentou clubes de menos nome, o Flamengo eliminou no mata-mata dois grandes seguidos. Continuo não ligando muito para a conquista do título - nas categorias de base, o objetivo não deve ser este -, mas contra adversários mais fortes, o desafio dos garotos pra mostrar que levam jeito é um pouco maior.

Ontem, por exemplo, um jogador que havia me agradado antes foi muito mal: Adryan, que insistiu em jogadas individuais e perdeu quase todas. Mas foi apenas um jogo e o cara é muito novo, não dá pra tirar conclusões definitivas. Outro que dá muitos sustos é o goleiro César; no fim do jogo, o bom comentarista Carlos Eduardo Lino, do Sportv, o elogiou dizendo que "o legal dele é que não tem medo de ser diferente" - um elogio no mínimo duvidoso para um goleiro. César é alto e tem bons reflexos, mas é muito inseguro e tem problemas de colocação e técnica. Pra se tornar um bom goleiro no profissional, tem que melhorar muito.

No geral, as maiores apostas em minha opinião são Muralha e Rafinha, além do já citado Adryan. Lorran, de que falam muito, não me impressionou tanto, e Negueba ainda me parece mais marra do que futebol. Os dois laterais, Alex e Anderson, tiveram bons momentos, e ao menos Anderson pode ser aproveitado logo, devido à carência do elenco profissional na posição. É pena que os zagueiros já não tenham passado tanta segurança, pois o time de cima também está precisando.

4 comentários:

André Amaral disse...

Um comentário também do Lino que foi interessante: "O César gosta de emoções fortes".

Aquela caçada de borboleta no escanteio foi doidera, mas no final salvou um chute depois do cruzamento, milagre.

Precisa melhorar, e muito.

Eliminar dois times grandes é pra dar moral, e agora é tentar uma final contra Inter x Santos.

Ka e Bilon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ka e Bilon disse...

Concordo com os nomes que vc citou como aproveitaveis... Nao assisti o jogo de ontem, mas o Adrian parece ser realmente diferenciado. O Negueba, acho muito mascarado pra o que joga, ainda não vi futebol nenhum nesse cara pra luxemburgo apostar tanto nele.

Flora disse...

Eu não sei se ele é isso tudo, é cedo pra saber, mas é má vontade reclamar do futebol apresentado por ele. O moleque sempre é decisivo, sempre fazendo jogadas que acabam em gol.
Pra mim ele é o melhor do time na copinha.

E o Adryan é muito novo. Esse time do Flamengo é /93, o moleque é /94.
Quando pegou times mais encorpados teve mais dificuldade. Normal.

Agora o rafinha é muito bom. Um absurdo ele ser reserva. Me pergunto se não é coisa de empresário. Tenho certeza que se fosse titular iria ser o destaque do time.