Torcida organizada faz sua parte na transparência da campanha do tijolinho

No final do mês passado, o marketing do Flamengo criou uma ação para dar impulso à venda de tijolinhos da campanha Rubro-Negro Para Sempre: concursos envolvendo escolinhas, torcidas organizadas e embaixadas do clube, que deveriam se mobilizar para comprar tijolos em troca de prêmios. Eis que uma das concorrentes acabou meio que dando uma lição no próprio clube.


Uma das promessas da campanha é que todo o processo seria feito com a maior transparência possível, com prestação de contas no site e até mesmo uma webcam transmitindo online o andamento das obras no CT. Espero e imagino de verdade que isso ainda será feito, quando esta fase da campanha se encerrar – mas fato é que, até agora, a prática não está batendo muito com o discurso. Não está havendo uma divulgação eficiente do dinheiro arrecado, nem está sendo esclarecido o uso desta receita. Patrícia Amorim, por exemplo, já andou falando que as obras no Ninho do Urubu “estão adiantadas”; e aí, o dinheiro dos tijolos já está sendo usado neste adiantamento todo? Adiantadas como? O que já foi feito? Assim, a situação acaba até gerando insegurança em gente que já comprou seus tijolos e ainda não recebeu seus certificados (alguns torcedores já andaram reclamando disso aqui mesmo, no espaço de comentários do blog).

Mas bem: enquanto a transparência do clube não chega – de novo: realmente acredito que farão algo neste sentido, mas não está sendo feito no nível que se espera hoje em dia, com todas as facilidades da Internet -, a Urubuzada dá o exemplo, dentro de suas limitações, usando as ferramentas mais simples do mundo. A torcida organizada se mobilizou por doações de seus membros para tentar não só ajudar o clube, que prometeu dar como prêmio à torcida que mais comprar tijolos o direito de indicar um bar de sua preferência para ser “vestido” de Flamengo pela Ambev. E, no seu site oficial, a Urubuzada vai prestando contas de todo o dinheiro arrecado e seu uso.

Neste pdf, eles disponibilizaram a relação de todos os doadores, o valor que cada um depositou, o total arrecadado e os recibos de compra dos tijolos correspondentes. Entre dinheiro do caixa da torcida e doações de torcedores, foram R$1512,00, correspondentes a seis tijolos, até o dia 20/12. A campanha iria até 18/12, mas teve seu prazo ampliado e nova prestação de contas ainda será feita. Enquanto isso, eles conseguiram que Romário doasse uma camisa autografada que está à venda em leilão no MercadoLivre, com receita a ser revertida para a compra de mais tijolos.

5 comentários:

Fernando Almenara disse...

Sensacional a iniciativa da URUBUZADA. Eles estão de parabéns!!

rnagato disse...

E o primeiro lote de 5 mil já foi: http://www.flamengo.com.br/site/noticias/noticia.php?id=11535. Quem diria? Mas... e a prestação de contas?

André disse...

Eu reclamei do atraso nos certificados mas aproveito o espaço para dizer que acabei de receber o meu certificado que, aliás, pretendo colocar na parede da minha casa.

Espero em dezembro de 2011 fazer uma visita ao RJ e tirar uma foto ao lado do meu tijolo, como está prometido no contrato.

betania disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
betania disse...

oi meu nome e maria betania olha o flamengo nos desepsono de novo mas eu ainda sou tosedora dele mais os jogadores do flamengo tem que se esforsa mais um pouco para eles ganha o campeonato BRASILEIRO amo vc flamengo.