O que o caos no Rio de Janeiro tem a ver com Olimpíadas, Copa do Mundo e até com o Brasileirão*

É legítima a preocupação dos rubro-negros com o desfecho do Campeonato Brasileiro e as chances de rebaixamento do Flamengo. Mas, pra quem mora no Rio de Janeiro, a maior preocupação neste momento não é esta, e sim a situação da cidade com tudo o que se viu nos últimos dias. Mesmo assim, o campeonato não para, certo? Será que as autoridades estão pensando nisso?


Não sei como as coisas vão se desenvolver nos próximos dias e não gosto de contribuir com alarmismo. Nós, cariocas, já estamos recebendo e-mails demais alertando para o apocalipse que vem por aí - ou mesmo para o que já teria começado, com arrastões fictícios em shoppings, bombas inexistentes em túneis e por aí vai. Mas as autoridades devem saber que é melhor prevenir do que remediar.

O jogo do Flamengo, neste domingo, é em Volta Redonda. Porém, ao mesmo tempo, o Botafogo joga no Engenhão. Não sei sinceramente qual a expectativa de público para esta partida, mas teremos de qualquer forma milhares de pessoas se reunindo por lá, com um monte de ônibus lotados rumando para o mesmo ponto e uma quantidade razoável de policiais deslocados para fazer a segurança do evento. Isso num momento em que até mesmo os policiais que normalmente fazem serviço burocrático estão sendo mandados às ruas com armas nas mãos.

Não sabemos mesmo quanto tempo estas operações de bandidos e Polícia irão durar. Mas já sabemos que domingo que vem o Fluminense enfrentará o Guarani com o Engenhão lotado. Após a partida, é possível que milhares de tricolores saiam às ruas para comemorar um título brasileiro, criando aglomerações em diversos pontos das cidades com as quais os policiais terão que se preocupar.

Enfim: espero que isso esteja sendo bem analisado pelas autoridades, para que encontrem a melhor maneira deste Rio de Janeiro de hoje conseguir conciliar tanta coisa acontecendo.



* * * * * * * * * * *

No meio de todos estes problemas, surgiu - claro - a preocupação com os efeitos disso nas Olimpíadas e na Copa do Mundo. Eu já penso um pouco ao contrário: nos efeitos da Copa e das Olimpíadas no que está acontecendo agora.

O governo sabe que tem até 2014 para a cidade estar numa situação em que não haja a iminência de algo assim voltar a acontecer. Pra isso, me parece que há dois caminhos.

Ou eles tentam realmente seguir em ações que limitem o poder do crime organizado, que esteve encastelado em determinadas regiões da cidade por tantos anos sem que o poder público realmente tentasse retirá-lo; ou entram num acordo com os bandidos, o que não seria nenhuma novidade. E é nisso que os bandidos apostam - tanto que já deixaram num ônibus queimado uma mensagem do tipo "com UPP não tem Olimpíada".

Vamos ver no que vai dar. Espero que tomem as melhores decisões para a população.


* Texto da coluna semanal publicada no FlamengoNet

5 comentários:

Elisa Maria Campos disse...

André, não sabia que vc tinha esse blog! Tem que divulgar mais! Logo um blog rubronegro! Mas realmente acho que essas ações já são em função da copa/olimpiadas. O Cabral não dá ponto sem nó. Ele só não pode admitir, pq se der errado... E sobre os jogos do fim de semana...se for pra ter atentado vai se no jogo do Flu,né? Titulo em jogo e uma torcida toda de classe média branquinha... rs E ainda vão falar que é coisa de flamenguista, aposto. rs Beijocas!!! Parabéns pelo trabalho!

Bosco Ferreira disse...

Acordo com bandidos? Isso cheira mau. Principalmente quando percebemos que a situação do Fla hoje está assim graças a acordos que foram feitos e agora teram que ser cumprido.

Bandidos não negociam sem vantagens ao arrepio da lei.

Você poderia explicar melhor esse acordo que você propõe e principalmente os que você mencionou que ja fizeram?

Seria algo em torno de fecha os olhos para o tráfico e continuaremos a distribuir drogas para seus filhos, ou, soltem todos os chefes e paramos com isso?

Não se faz acordo com criminosos, nem se eles tivessem uma bomba nuclear.

Na Ítalia, em cinco anos conseguiram acabar com a poderosa e endinheirda máfia que matava até juizes.

Quanto a atentados nos jogos não crêio, há bandidos de todas as côres. Aliás, no horário dos jogos estarão aonde estiverem os seus respectivos clubes.

André Monnerat disse...

Bosco, eu não proponho acordo com bandido nenhum. Isso não é uma proposta minha. Só digo que são os dois caminhos a serem escolhidos: ou enfrentar, ou fazer um acordo - que é o que eles normalmente fazem.

O que eu estou colocando é exatamente isso: se, por precisarem ter um clima de paz em 2014, estarão dispostos a enfrentar a situação até o fim, correndo o risco de ter problemas durante o evento - ou se preferirão a "saída mais fácil", que foi utilizada até hoje.

Quanto a atentados nos jogos, pra ficar claro: eu não estou dizendo que vão haver, não sei se pensam nisso ou não - sei lá, não tenho informações sobre isso, não sei se eles agem com este tipo de pensamento.

Mas, independente disso, um contingente de policiais terá que ser deslocado pra fazer a segurança do evento, com 40 mil pessoas reunidas no mesmo lugar. Isso num momento em que estão colocado todos os policiais disponiveis e indisponíveis para trabalhar no combate à situação que estamos vivendo.

André disse...

A única solução agora é irem até o final passando a patrola por cima de todos os que não se renderem.

Estou aprovando todas estas invasões desde que VÃO ATÉ O FINAL.

Começo a ficar preocupado quando leio notícias que o deputado Marcelo Freixo, o presidente da OAB e a Anistia Internacional estão preocupados com um possível banho de sangue. Pelo amor de DEUS!!! Direitos humanos de novo??? Sinceramente...e os NOSSOS DIREITOS HUMANOS???

Por acaso o "nobre deputado" vai me escoltar quando eu estiver a caminho do Maracanã para ver o jogo do Mengão??? Onde a OAB estava quando NÓS (lembre desta episódio André?) fomos assaltados na sáida de um jogo do Flamengo (em frente a uma delegacia!!!) na Gávea, ainda crianças??? Onde está anistia internacional quando estes marginais fazem arrastões nas nossas praias???

Se for para mandar bala nestes malditos traficantes que mandem!!!

Quanto a Copa e Olímpiadas, é EVIDENTE que estas operações realizadas, agora, fazem parte do planejamento para realização destes eventos com a maior segurança possível.

Vamos torcer para que, desta vez, acordos não sejam feitos, para que os discursos inflamados dos Srs José Maria Beltrame, Mário Sérgio Duarte e Alan Turnowski não sejam apenas discursos. Vamos torcer para que estes discursos se convertam em ações que pacifiquem a nossa cidade maravilhosa.

Aproveito também para repudiar a cobertura ao vivo que as emissoras de TV, principalmente Globo e Record estão fazendo. É notório que as transmissões ao vivo da frente de combate INIBE as medidas necessárias que devem ser tomadas.

Afinal, o que vocês acham que aconteceria com o traficantes que estavam fugindo da Vila Cruzeiro para o Complexo do Alemão, se não existisse uma transmissão ao vivo?

Aposto que mandariam "NAPALM" neles e metade do trabalho já estaria feito.

Vamos torcer para irem até o fim!!!

Bosco Ferreira disse...

Fraquícia Amorim já deu o ultimato ao Lixo burro, ou a ganha a vaga da SA ou vai para a lata do Lixo com oitenta por cento do elenco.

Que bom se ela própria já estivesse lá com o seu staf de incompetentes.