Grande notícia: Zico de volta ao Flamengo! Ahn?!?

Eis que recebi ontem, pela primeira vez desde que me associei ao Flamengo no ano passado, uma publicação oficial do clube. A revista se chama FlaNews e, ao contrário da revista oficial do Flamengo que chega às bancas pro público em geral, é voltada mesmo para os sócios. Mas o que mais me impressionou foi mesmo o grande destaque da capa: a volta de Zico! O que fica ainda mais curioso com a chamada "De volta para o futuro". Alguém por lá realmente deve estar querendo uma máquina do tempo pra poder consertar essa aí.

Um dos destaques da revista, que dedica bastante espaço às melhorias realizadas nestes últimos meses na sede da Gávea, é uma entrevista com Patrícia Amorim, em que ela fala do orgulho por ter trazido Zico de volta e da certeza de que, com ele, o Flamengo viveria momentos de glória graças ao trabalho de longo prazo que se iniciava. Pois é.



Na entrevista, Patrícia fala também da prioridade que dará para a construção do tão sonhado Centro de Treinamento. Assim que chegou, Zico providenciou a encomenda dos conteineres que deveriam servir como instalações provisórias do Ninho do Urubu, enquanto as definitivas não eram erguidas. Mas ele deixou o cargo de Diretor Executivo sem que o clube tivesse conseguido viabilizar o seu uso.

Agora, tão pouco tempo depois, parece que finalmente eles estão prontos para serem utilizados - e alguns usam isso para fazer uma contraposição entre a "eficiência" de Vanderlei Luxemburgo e a "ineficiência" de Zico. Por favor, não caiam nessa. Alguém realmente acredita que foi Luxemburgo quem colocou a mão no telefone e providenciou ligação de energia elétrica ou água para que os tais conteineres ficassem à sua disposição?

Não é por aí. O que aconteceu foi tão previsível que até eu mesmo escrevi aqui que aconteceria, antes mesmo de Luxemburgo dar sua primeira entrevista falando em Centro de Treinamento. Com o filme queimado após a saída de Zico, a melhor maneira de Patrícia Amorim tentar limpar sua barra é fazer com que o CT, bandeira principal de seu ex-diretor, finalmente saia do papel. Assim, rapidamente deram um jeito de resolver as questões que emperravam a parada e que estavam a cargo de uma vice-presidência de Patrimônio criada especificamente pra este tipo de coisa.

É claro que Luxemburgo pode sim ter sua importância na formatação do projeto, assim como participou deste tipo de coisa em outros clubes. Mas não será seu trabalho colocar a mão na massa para as obras em si acontecerem - o que não faria sentido nenhum.

E tomara que o CT seja mesmo construído.


* * * * * * * * * * * * *


Na saída de Zico, Patrícia Amorim explicou que ele não tinha a autonomia que queria em seu trabalho graças ao estatuto. E é mesmo lugar-comum dizer que o estatuto do Flamengo precisa ser modificado para o clube andar. Mas afinal: tem que ser modificado em quê? Alguém aí sabe?

Bem: o estatuto está aqui. Vocês já podem lê-lo, mas quem sabe em algum momento eu não começo a publicar por aqui o texto (ou os textos) em que tenho pensado sobre ele.

7 comentários:

Iara disse...

Oiii
Voce que é mais por dentro do flamengo, existe alguma pessoa ou coordenador de categorias de base??
Porque esse, ao meu ver, seria o excelente cargo pro Zico, dirigir o futebol é algo que fica muito a merce de muita ‘boa vontade’de muita gente no flamengo.

André Monnerat disse...

Existe o cargo sim. Não sei dizer o nome exato agora de cabeça, mas existe.

Mas não se engane: este cargo também mexe com muitos, muitos interesses e também depende de muita boa vontade de muita gente no Flamengo. Tanto é que as grandes "denúncias" levantadas contra o Zico foram exatamente em cima das categorias de base.

André Amaral disse...

Que susto rapaiz, quando li a chamada do post pensei que o Zico estivesse de volta.

Trabalho a longo prazo é? Que pena..

E segundo Zico no programa do Juca na ESPN, o Carlos Noval é o diretor executivo da base.

Acho curioso o quanto ele está durando ainda na base, segundo Zico, é um cara de responsabilidade e vem fazendo um bom trabalho.

Iara disse...

Tipo assim, se eu tivesse um filho e ele quisesse jogar no Flamengo, como faria??
Lembrando que nao moro no RIO.
obs: nao tenho filho, apenas uma hipotese;

Nunca soube como o Fla arruma essas promessas das categorias de base...

JEFF disse...

André,

Gostei da ideia de debater o estatuto. No entanto, a pergunta principal não seria O QUE mudar, mas COMO conseguir mudá-lo? Sonho com um futebol autônomo, com dirigentes remunerados, onde a torcida poderia ter alguma forma de participação ou até tornar-se acionista.
Jorge Farah @jeffarah @igrejaflamengo

André disse...

Grande André! Estou de volta das minhas férias. Saí no mesmo dia da saída do Zico.

Luxemburgo era o menos pior dos técnicos disponíveis e com o Silas o rebaixamento era uma certeza.

Pelo o que vejo não param de aparecer fatos que apenas pioram a situação da "diretoria da nova filosofia". Essa foi a piada do ano!

Pelo amor de Deus!!! Como que alguém permite a publicação de uma revista para os sócios do Flamengo com uma capa como esta??? O responsável por isto deveria der demitido sumariamente!!!

Quanto a saída do Zico, andei pensando nisto nas horas vagas e, realmente, foi uma pena. Pelo o que você já publicou aqui, ele estava tentando realizar algumas mudanças estruturais importantes, mas do lado da administração do TIME (contratações, gerenciamento do grupo e da comissão técnica)ele foi realmente muito mal. Contratou mal (ou aprovou mal as indicações), permitiu que jogadores completamente fora de forma continuassem jogando (era seu dever, SIM, intervir junto a comissão técnica) entre outros.

Talvez o cargo e a função ideais para o Zico fosse outra. A verdade é que foi perdida uma excelente chance para dar uma virada no Flamengo.

Espero que os motivos da saída do Zico tenham uma resposta a altura para que façam uma limpa nos inimigos íntimos que o Flamengo criou dentro de si mesmo.

Andei lendo matérias sobre como o tal "capitão Léo" chegou ao conselho fiscal do Flamengo e fiquei apavorado. São informações comprometedoras da sua época de líder de torcida organizada e de como estas se "apoderaram" do poder no Flamengo.

Não sei se o Flamengo tem jeito. Acho que só "explodindo" e começando de novo.

Luis disse...

Zico foi o melhor jogador de todos os tempos do Mengão, um dos 5 maiores jogadores do Brasil e um dos 15 ou 20 maiores do mundo. Foi/é um técnico razoável. Como executivo, por enquanto é medíocre (vide Governo Collor, cargo c/ Zagallo/Parreira na Copa e agora no Mengão). Não dá para dizer que ele é inexperiente (não só pela idade, mas principalmente por já ter passado pelo Governo Federal etc) e ser uma pessoa do bem e naïf não justifica o desempenho ruim. Em outras palavras, boa intenção apenas não basta. É necessário ter competência. E em temas administrativos/políticos o Zico só tem dado bola fora.