Brasileiro 2010 - 22a. rodada - Grêmio Prudente 1 x 2 Flamengo

Kléberson era odiado por 90% da torcida do Flamengo e, depois dos dois gols contra o Vitória, passou a aparecer na escalação ideal de todo mundo. Depois de hoje, Kléberson já deve ter sido dispensado do elenco por quase todos e é capaz de começarem a escalar o Maldonado de camisa 10 e imaginar a dupla de ataque Diego Maurício e Toró. Faz parte, nessas horas todo mundo quer se apegar ao que resolver. Mas a verdade é que foi mais uma atuação ruim - em especial no segundo tempo, em que esteve com um a mais o tempo inteiro.

No primeiro tempo, o Flamengo falhou em marcar muito de longe o adversário, esperando apenas que o Grêmio Prudente errasse para retomar a bola. Mas como eles realmente erravam sempre, o rubro-negro foi pouco ameaçado e dominou a maior parte do jogo, até sendo mais perigoso. Porém, insistiu demais em cruzamentos altos, quase todos da intermediária - e, de maneira curiosa, sempre pela esquerda, mesmo com Juan fora e Léo Moura em campo. E não dá nem pra falar que isso aconteceu graças a uma boa atuação de Rodrigo Alvim. Bem longe disso, aliás.

De qualquer forma, o jogo era de baixo nível, mas parecia sob controle do Flamengo até o gol do Prudente, no finzinho do primeiro tempo. Léo Moura desistiu da jogada no meio do caminho, o que deu espaço para um cruzamento tranquilo - e aí veio a falha lamentável de Jean, mal colocado, saltando em falso, permitindo que a bola caísse às suas costas para a cabeçada tranquila do adversário. Angelim também não foi bem no lance, mas Jean foi, novamente, decisivo.

O juiz resolveu ajudar o Flamengo, dando um cartão vermelho pra lá de rigoroso pela comemoração do gol e deixando o Prudente com um a menos por todo o segundo tempo. Mas o time voltou do intervalo ainda pior; a entrada de Pet não aumentou o repertório e insistiu-se mais ainda em chuveirinhos da intermediária. E, à medida que o tempo passava, a confiança do time foi sumindo de vez e tudo ia ficando pior, com erros cada vez mais feios. Diego Maurício entrou, o efeito foi pequeno. Deivid foi recuando pro meio sem muito sucesso, Diogo ia cada vez pior. E aí, pra resolver o problema de criação, Silas tirou um coelho da cartola: Maldonado.

Tá certo, Renato não produzia nada, como de costume. E eu acho Maldonado um excelente cabeça-de-área, muito bom mesmo. Mas naquele momento, quando vi que o treinador pretendia conseguir a virada no finzinho do jogo, com um a mais, colocando mais um volante em campo, pensei: "tá de sacanagem!". Deu vontade de mudar de canal, e até agora não entendi bem o que diabos ele quis com aquilo.

Mas eu entender ou não entender não faz a menor diferença. Fato é que Maldonado entrou bem e deu bons passes - inclusive o que deu no primeiro gol, de Diego Maurício. E aos 49 do segundo tempo, num rebote de escanteio, Toró - que eu teria tirado no intervalo - fez o segundo num chute pra lá de improvável, que provou que eu não devo entender mesmo nada desse negócio.

A essa altura, os três pontos são mais que bem vindos. Eram mesmo vitais. Mas espero que Silas e os demais jogadores poupem a torcida do discurso de que "o time está evoluindo". Na boa: não, não está. Tomara que comece a partir de domingo.

8 comentários:

Régis Marra disse...

A verdade é que não há nenhuma unanimidade sobre quais deveriam ser os titulares do Flamengo, alguns jogadores mal fisicamente outros tecnicamente e outros ocilando demais no rendimento, por isso a cada partida surge um para crucificar e outro para encher a bola. Mas algumas coisas acho cada vez mais claras:
- Não dá mais para a torcida ficar gritando "Pet" aos 20 minutos do primeiro tempo, ele pode entrar em determinadas situações e pode ajudar mas não é mais o jogador para resolver os problemas.
- Chega de Jean, David Bras precisa voltar ao time com urgência.
- Maldonado não aguenta os 90 minutos, mas tem que ir entrando nos jogos para pegar ritmo, será muito importante. Como volante é claro.
- Diego Maurício tem futuro.
Meu time para o Classico seria: Lomba, Léo moura, Angelim, David Bras, Juan, Correia (ou Maldonado se tiver condições físicas), Willians, Kleberson, David (mais no meio), Diogo e Diego Maurício.

Fernando Almenara disse...

Realmente o time jogou muito mal e não podemos nos deixar enganar com essa vitória, principalmente os jogadores.

Entretanto, esses três pontos tiram um peso das costas do time o que deve ajudar para a próxima partida!

Murdock disse...

O que vi do segundo tempo pelo menos foi que o Flamengo tomou mais a iniciativa do que o Prudente, que se denfendeu tendo um a menos e tentou algo no contra-ataque.

Ivan disse...

Além dos problemas técnicos notórios, tipo o nosso zagueirão "boaca aberta" "Loide" (Jean), e os problemas físicos, o que tá faltando no Fla é PEGADA. O time joga extremamente burocrático...dá nojo de assistir aos jogos.
Eu torço por uma mudança mais drástica.
Meu time: Lomba, Leo, David, Angelin e Everton Silva, Maldonado (mesmo fora de forma), Correa, Galhardo e Diogo, Deivid e Diego Mauricio.
Barração imediata do Jean(não sei o que vêem nesse bosta), Juan, Pet e Renato!
Bom, tomara que essa vitória tire um pouco da ansiedade do grupo e permita que o Silas faça algo de diferente com o time.

Abs,

Marcos Monnerat disse...

A expulsão do jogador do Prudente nos ajudou. Passamos a ter apenas dois a menos e não três como no começo da partida. Essa foi a minha sensação vendo o jogo.

A lentidão do Renato é constrangedora. O time do Flamengo fisicamente é muito, mas muito pior do que os outros. Não tem a menor condição. Angelim, Renato, Correia, Leo Moura, Pet, Deivid... São muitos jogadores fracos fisicamente e/ou velhos para jogarem juntos. O time tem que ser modificado considerando esse fator até que todos entrem em plena forma.

mborges disse...

A atuação do time realmente não foi boa, mas acho que a vitória foi muito importante. Se vencermos o clássico de domingo, ganharemos moral pra tentar fugir de vez do rebaixamento e podermos sonhar com algo a mais. Acho que o nível da maioria dos times é muito parecido. Se os jogadores que temos entrarem em uma fase um pouco melhor, não ficamos devendo nada pra grande maioria dos outros times.

Quanto à expulsão, achei justa, já que está bem claro na regra que o que o cara fez é pra amarelo e ele já tinha. Logo, vermelho nele. Assim como foi justa a expulsão do Diogo contra o SP.

Lívia disse...

Torcedor é extremamente passional mesmo. Um jogador passar de amado a odiado, idolatrado a execrado em 90 minutos.

Não dá para nos iludirmos com essa vitória. Também não entendi o que Silas quis fazer com a entrada do Maldonado. Acho que quis recompor o sistema defensivo para não levarmos mais gol, porque só tínhamos o Toró de volante. Pra mim, em forma ou fora de forma, Maldonado tem que ser titular sempre!

Assim como Diego Maurício e David. Inadmissível o Jean ser titular e ainda ser um dos líderes (?) do time.

Mas, como clássico é clássico, acho que, contra o Flu, iremos ganhar!

Lívia disse...

Torcedor é extremamente passional mesmo. Um jogador passar de amado a odiado, idolatrado a execrado em 90 minutos.

Não dá para nos iludirmos com essa vitória. Também não entendi o que Silas quis fazer com a entrada do Maldonado. Acho que quis recompor o sistema defensivo para não levarmos mais gol, porque só tínhamos o Toró de volante. Pra mim, em forma ou fora de forma, Maldonado tem que ser titular sempre!

Assim como Diego Maurício e David. Inadmissível o Jean ser titular e ainda ser um dos líderes (?) do time.

Mas, como clássico é clássico, acho que, contra o Flu, iremos ganhar!