Brasileiro 2010 - 18a. rodada - Cruzeiro 1 x 0 Flamengo

Temos que dar um grande desconto a Silas. Afinal, ele não fez nenhum treino pra valer antes desta estreia, mal conhece o elenco etc. etc. Mas a verdade é que sua estreia como técnico do Flamengo foi algo de pavoroso e desanimador. O time foi mal - e com o dedo do técnico. Perder apenas por 1x0, pelo que foi o jogo, já foi lucro.

Pelo que se percebeu, o pensamento inicial do treinador para aproveitar melhor Petkovic, com suas limitações físicas, é torná-lo quase que um atacante. Ao mesmo tempo, Correia posicionou-se muito recuado; talvez para "liberar mais os laterais" - a solução mais óbvia para qualquer problema do Flamengo nos últimos anos, certo? - em muitos momentos ele foi mesmo um terceiro zagueiro pela direita.

Bem: se Pet é quase atacante e Correa quase zagueiro, o que sobrou no meio-campo? Apenas Renato, que todos percebem que está longe de estar em forma, e Willians. Resultado: um enorme buraco no meio-campo rubro-negro, no qual Montillo (que teria sido um grande reforço, se sua contratação pelo Flamengo tivesse se concretizado) deitou e rolou no primeiro tempo. O espaço para os cruzeirenses avançarem com a bola dominada até a entrada da área do Flamengo era gigantesco, sempre que o time perdia uma bola na frente. E este espaço todo para o adversário correr sem obstáculos só evidenciava a diferença de velocidade entre os dois times.

E o pior é que as bolas perdidas eram muitas - por Juan, Renato, Petkovic, todos muito mal -, o que gerou diversos contra-ataques perigosos. É isso: neste primeiro jogo de Silas, o Flamengo perdeu a consistência defensiva que tinha e não ganhou muita coisa na frente, apesar da boa entrada de Diego Maurício.

No segundo tempo, nada melhorou. Ao contrário: no primeiro, até que surgiu uma ou outra chance de gol; no segundo, com o Cruzeiro mais recuado, ficou mais complicado. E a solução de Silas para melhorar o time foi tirar um atacante para colocar o lamentável Fernando - que não funciona nem como meia, nem como volante, e nunca deveria ficar nem no banco. A ideia provavelmente era diminuir a desvantagem física que o time tinha no meio-campo e permitir que Renato se aproximasse mais dos atacantes, que àquela altura eram Pet e Diego Maurício. Mas não adiantou nada, bem pelo contrário.

Pra piorar, veio a expulsão absurda de Jean, em um lance em que não cometeu nem falta. E os últimos 20 minutos de jogo tornaram-se um verdadeiro suplício para quem torcia para o Flamengo, que se tornou de vez um bando constrangedor em campo e escapou de sofrer uma goleada graças à incompetência do Cruzeiro para transformar tanto espaço em gols.


* * * * * * * * * * *

Um lance no segundo tempo foi simbólico dos problemas do Flamengo de ontem: o pique de, sei lá, 20 metros que Willians deu para dar um carrinho dentro da área e salvar um lance de perigo do Cruzeiro. O narrador grita "Wiiiiiiiliannnnnsssss!", a torcida aplaude a raça e pensa que, se o Flamengo tivesse 11 Willians em campo, estaria tudo bem. E ele é cotado até pra Seleção Brasileira, vejam vocês.

A questão é que Willians não deveria que dar um pique monstruoso como aquele. Se estivesse colocado como volante, tudo seria mais simples - ele precisaria correr menos, os espaços estariam melhor ocupados. Só que hoje Willians não se coloca como o bom volante que pode ser; preferem colocá-lo numa posição em que ele ajuda menos do que poderia na marcação, acreditando que sua correria e disposição podem ajudar na frente. Mas, ofensivamente, a verdade é que Willians sempre corre com a bola de cabeça baixa até perdê-la. A torcida gosta da raça, vê o quanto ele tenta, aplaude - mas a produtividade é zero. É difícil lembrar de dois lances de perigo real criados pelo cara desde que a Copa do Mundo acabou. A culpa não é dele, e sim de quem espera que ele faça algo que simplesmente não sabe fazer.

Mas com Pet, Renato, Juan e outros que deveriam ser os responsáveis por alguma criação repetindo atuações ruins em sequência, as pessoas realmente parecem acreditar que um pique de Willians pode ser a salvação em algum momento. É uma esperança que eu não tenho.


* * * * * * * * * * *

Marcelo Lomba voltou a ter uma boa atuação, com defesas importantes. Mas voltou também a exibir sua total falta de jeito com a bola nos pés. Cuca deve ter visto o jogo contra o Inter, em que ele também complicou-se diversas vezes, e os cruzeirenses corriam em cima do goleiro do Flamengo toda vez que a bola lhe era recuada - e foram alguns momentos tensos.

Têm que colocar o cara pra treinar isso aí, com urgência.



1/9/2010 - 22h - Cruzeiro 1 x 0 Flamengo
Parque dos Sabiás - Uberlândia, MG

Árbitro: Guilherme Cereta de Lima/SP
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis/SP e Marcio Luiz Augusto/SP
Cartões amarelos: Diego Renan, Fabrício (Cruzeiro); Correa(Flamengo)
Cartão vermelho: Jean

Gol: Robert 9'/2ºT;

Cruzeiro: Fábio, Edcarlos, Caçapa (Léo, intervalo) e Marquinhos Paraná; Jonathan, Fabrício, Henrique, Montillo (Roger, 41'2ºT) e Diego Renan; Robert (Wallyson, 10'2ºT) e Thiago Ribeiro. Técnico: Cuca

Flamengo: Marcelo Lomba, Leonardo Moura, Jean, Ronaldo Angelim e Juan; Correa, Willians, Petkovic (Leandro Amaral, 33'/2ºT)e Renato; Diego Maurício (Cristian Borja, 37'2ºT) e Val Baiano (Fernando, 10'/2ºT). Técnico: Silas

11 comentários:

Bosco Ferreira disse...

Resumindo:
1)Temos que contratar urgente um meia C10,
2)Um lateral esquerdo
3)Dizer ao Willian para passar a bola somente para quem for do Flamengo.
4)Colocar o Renato Silva? Nem no banco.
5)Da uma chance ao Fierro e ao Camacho.

Uma pergunta que não quer calar: Por que o Fernando tem tanta chance e o Fierro nunca tem uma?

Cleber Soares disse...

A verdade é que temos um bom sistema defensivo, um meio que marca mais ou menos e não cria nada e até agora não temos atacantes, tomara que Daivid e Diogo resolvam isso....
Se alguém puder me explicar eu facaria grato: como é que pode um time estar mal fisicamente bem no meio da temporada?????? é só no Flamengo mesmo..... 46 é o numero, faltam 25.

Eduardo disse...

Depois de ontem fiquei realmente preocupado. O time está completamente perdido, sem padrão nenhum de jogo. Pet e REnato juntos não dá mais, será que ninguém vê isso?
E o Juan hein? Falam que é bom lateral, mas o cara erra tudo que tenta. Não consigo ver uma boa atuação dele. Aliás, foi ele que errou a tentativa de caneta que resultou no gol?
O pior é que não vai ter tempo de treinar e vai ter que acertar assim mesmo.
Domingo precisamos ganhar!
Alerta máximo ligado

André disse...

Primeiro: Bosco Ferreira: É renato ABREU. O SIlva já dispensamos faz anos.

Segundo: INSS para o Pet já !!! Temos que aposentar o velhinho. Não tem mais condições. Chega de PET!!! É uma pena mas está se queimando por que quer. Não precisa passar por esta situação constrangedora.

Val Baiano deve ter o seu contrato rescindido por falta de capacidade técnica de exercer a sua profissão, assim como o tal Borja, craque dos DVD's. Meus amigos aqui de Porto Alegre dão risada desta contratação e do Silas.

O Silas apenas está mostrando ser o esquizofrenico que é. Imaginem: o time está perdendo por 1 x 0 e ele tira o centroavante e põe um volante para colocar um meia velho e cansado(PET) para correr na frente !???!??!?!

Renato Abreu deve ser colocado de férias e se preparar para 2011. Este ano não dá. Ele só caminha em campo.

Oremos por 2010...oremos...a segundona está perto...

Ainda me lembro dos 20 anos de glórias...grande gestão esta do Flamengo...bagunça no campo, bagunça na preparação física, bagunça tática...

A verdade é que o Flamengo é um grande NADA. Nada funciona. Aposto que os malditos jogadores estão recebendo em dia seus polpudos salários com péssima produtividade.

Flávio disse...

A estreia do novo treinador foi desastrosa. É verdade. Mas devemos reconhecer que ele tentou alguma mudança.
Liberou os laterais para criar novas formas do time chegar ao ataque.
O resultado: mostrou que Angelin pode ser um bom zagueiro no centro da área e na sobra. Mas correndo para cobrir o ala esquerdo ele teve uma atuação constrangedora.
O Renato e o Pet não têm condições físicas de jogar futebol, infelizmente.
Ontem parecia um jogo entre casados e solteiros, com casados velhos e fora de forma e solteiros voando.
O Flamengo começou bem o jogo, mas na primeira bola perdida deu para ver que seria um deus-nos-acuda total.
Não temos um tal de Alvin que prometia ser reserva do Juan? Está passando da hora dele ser titular.

Ivan disse...

Nem tanto ao mar e nem tanto a terra.
Falar que o cara foi um desastre com o pouco tempo que teve pra treinar eh um exagero. Entretanto, a entrado do Fernando foi uma péssima escolha.
Com a entrada do Diogo e do Deivid, temos boas possibilidades de montagem do time: Acho que todos 2 podem fazer o papel do 4° homem do meio de campo, inclusive o Deivid jogava nessa posição com o Zico.
Quanto ao Juan, Renato Canelada e Pet...realmente não vejo como continuarem do jeito que estão.
Meu time seria esse:

Lomba, Leo Moura, Jean (David), Angelin e Everton Silva (esse mesmo!(improvisado)), Maldonado, Willians, Kleberson e Deivid, Diogo e Leandro Amaral.
Opções: Correa, Toro, David, Pet, Renato, Camacho, Fierro e Drogbinha.
Acho que não eh o melhor time, mas dá pra brigar pelo G4.

Lívia disse...

Achei a estreia do Sulas catastrófica. Talvez, eu esteja exagerando um pouco, mas fiquei assustada. Primeiro, o treinador mete o Correa lá atrás dos zagueiros. Depois, tira o Pet e bota o Fernando, que não deveria sequer está nesse elenco, muito menos em campo, jogando. Depois, tira o Diego Maurício, o melhor atacante, para botar o Borja. Pelo que vi, o Diego Maurício não estava cansado. E por aí vai... Na boa, vai ter que melhorar muito!

Sobre o Willians, lembro rapidamente de dois lances sim!!!! O penalti que ele sofreu e o Pet converteu e um cruzamento dele ontem. Serve? Não me peça pra lembrar de mais lances porque 1 - minha memória é péssima para esse tipo de coisa e 2 - talvez não tenha lance para lembrar. :P

Eu gosto dele, acho que ele tem sido um dos melhores do time.

André Monnerat disse...

Lívia, o cruzamento do Willians que eu me lembro de ontem foi por trás do gol. Foi esse? Pra mim não é lance de perigo...

Régis Marra disse...

Estive ontem no Parque do Sabiá e deixo aqui as impressões que tive:
- O time continua mal no preparo físico, no final do jogo varios jogadores "pregados" o que foi agravado pela expulsão do Jean é claro mas não apenas por isso. Não sou especialista no assunto mas espero que não seja preciso de um prazo muito longo para o novo preparador físico melhorar essa situação.
- Renato não tem condições hoje de ser titular do time, foi um dos piores em campo e está totalmente fora de forma. Na verdade minha opinião é bem diferente da maioria da torcida, acho que a questão não é apenas física, para mim é também limitação técnica, no meu time não seria titular nem se estivesse em boa forma física.
- O Pet precisa de uma planejamento de como ser melhor aproveitado. Não dá para jogar toda quarta e domingo por 90 minutos, se poupado na medida certa ainda pode ser útil, do contrário é um a menos em campo e logo estará com alguma contusão mais séria.
- Espero que a escalação do Fernando pelo Silas seja por desconhecimento que ele ainda tem do elenco como disse o Monnerat. Ele não pode ficar nem no banco, para mim umas das piores contratações do ano, lamentável.
- Jean não pode mais voltar ao time o Silas tem que aproveitar essa expulsão e deixar ele no banco em definitivo.
- Torço muito para dois jogadores em especial retomem a forma física e técnica e aos poucos retornem ao time: O Kleberson (podem me xingar, rs) que já critiquei muito e que nos ultimos tempos realmente não jogou nada, mas para mim muito mais por uma questão de posiciomento equivocado. E principalemte o Maldonado que pode ajudar muito ainda.
- Lomba precisa participar mais dos rachões jogando na linha, com as mãos ele sabe.
- Chega de Val Baiano e Borja, já deu. Ninguém mais tem paciência para isso.
- Vamos dar tempo para o Silas trabalhar antes de cornetar o cara. Para mim ele foi mal ontem mas tem 2 dias de trabalho, não dá para cobrar muito
- E parabéns a torcida Rubro Negra de Uberlândia, mesmo o time estando mal, compareceu em maior numero que a do Cruzeiro e apoiou o tempo todo. Imagina se o time estivesse bem...
SRN

Lívia disse...

Sorry, Monnerat, escrevi errado. Não foi cruzamento, foi lançamento. Aquele lançamento que ele fez pro nosso Dunga cover (Correa), no primeiro tempo, que ficou cara a cara com o goleiro.

JEFF disse...

André Monnerat,
Com Rogério, o time jogava de forma covarde, logo a defesa tinha bons índices. Mas, não via nela segurança. Se no jogo contra o Corinthians, por ex., o Dentinho não tiuvesse se machucado.... hum, sei não... Times pequenos, às vezes, têm defesas menos vazadas, mas nem, por isto, são de qualidade. Foram eficientes e nisso eu concordo. Mas, em nome da eficiência defensiva, abrimos mão do ataque. Para mim, um absurdo! É a tal história, "quem tem medo de perder, perde a vontade de ganhar". O Silas tentou liberar mais os laterais e pôs o Corrêa de 3º zagueiro, não deu certo. Mas, fazer uma mudanças destas sem treino? Não dava para dar certo, mesmo. De bom... a vontade ganhar e o fato de ter visto que não dá para:
1) contar com Renato e Pet juntos (nas atuais condições físicas de ambos);
2) Escalar o Borja e o Fernando.

Contra o Santos, estou certo de que teremos progressos,
FLAmém
@IgrejaFlamengo
htpp://igrejaflamengo.blogspot.com