Uma boa opção que Rogério parou de usar. Por quê?

Um defeito óbvio deste time do Flamengo é a enorme dependência de Petkovic, que não aguenta mais o ritmo necessário para quem deveria centralizar toda a criação. Porém, não há outro meia pronto pra entrar; Renato pode até melhorar o time, mas não é este homem. Por isso, não é absurdo que o sérvio ainda seja titular e descobrir como aproveitá-lo da melhor forma é parte importante do trabalho de Rogério - que ele não tem feito bem.

Mas, pra isso funcionar, algumas condições são necessárias. É preciso um esquema em que ele tenha que se esforçar o mínimo possível para ocupar espaços na marcação; também seria bom que o time tivesse alguma outra opção de jogada - uma boa saída pelas pontas, por exemplo -, para que o adversário não tenha que se preocupar apenas com ele para anular o Flamengo. Hoje, estas duas condições não estão sendo atendidas.

Outra: em minha opinião, Pet só deve jogar enquanto aguentar. Que ele se condicione o melhor possível e, quando em campo, jogue no máximo de intensidade que conseguir, enquanto tiver fôlego - como fez contra o Grêmio, em sua melhor atuação no ano. Quando este gás acabar, que saia.

Rogério tem feito o contrário: de modo geral, deixa Pet em campo os 90 minutos sempre (o jogo de ontem foi exceção), esperando um lampejo do craque enquanto o time sofre com um jogador sem condições em campo. Pois eu vi Zico no fim da carreira - e Pet não é Zico - sendo substituído em todos os jogos, atuando só enquanto aguentava. É o que devia ser feito agora.

Para usar esta estratégia, claro, seria bom que houvesse no banco alguém da posição, que fosse capaz de ao menos tentar fazer a mesma função de Pet. E finalmente, depois de toda esta enrolação, chego onde queria: acredito que Rogério tem um jogador no elenco que poderia tentar fazer este papel, e ele até já foi bem quando testado - mas o treinador agora não anda nem relacionando ele pros jogos, sequer o escalando no time reserva nos coletivos. Trata-se de Camacho.


* * * * * * * * * * *

Atenção: não estou dizendo que Camacho é craque. Nem afirmo que será um grande jogador - é preciso vê-lo mais em ação pra isso. Tampouco acho que ele deva ser titular do Flamengo agora, mesmo com o time carente de um armador como está; ele não está pronto pra isso, é pedir pra queimar o cara. Apenas vejo bom potencial e acho que poderia ser mais bem aproveitado - e mais bem preparado para um dia, quem sabe, poder ter seu lugar no time.

Sei que muitos lendo isso já estão torcendo o nariz. Já li por aí uma porção de comentários irônicos sobre o garoto, sempre que alguém fala que gostaria de vê-lo entrando em campo num momento ruim do time. Não vou ficar aqui tentando convencer ninguém com palavras, pois quem já tem sua opinião dificilmente irá mudá-la assim - mas decidi colocar alguns vídeos aqui dos poucos jogos em que Camacho jogou neste Brasileiro.

Todos viram o festival de passes laterais e pra trás com que o time nos brindou ontem; todos sentiram uma enorme falta de alguém no meio-campo capaz de jogar com um mínimo de objetividade, de dar um toque um pouco mais vertical para seus companheiros. Por isso, peço que olhem estas jogadas, em especial os passes, e me digam se viram muitas semelhantes na partida insuportável - na qual, novamente, Camacho não foi relacionado para o banco de reservas. São todas jogadas que terminaram em gol ou em lance claro de perigo.


Flamengo x Grêmio Prudente
Foi a primeira partida dele no campeonato. Com o time desfalcado, Rogério o lançou como titular. Fez um primeiro tempo muito bom, sofreu muitas faltas e acabou substituído no segundo.

Neste lance, ele faz o passe, corre pra receber na frente, invade a área e quase faz o gol:



E no início deste vídeo, sofre o pênalti que deu no primeiro gol do Flamengo na vitória por 3x1:




Flamengo x Fluminense
Foi seu segundo jogo seguido como titular. Mas o time teve um meio-campo escalado com Rômulo, Toró, Fernando e Camacho - difícil, não? No segundo tempo, Rogério bizarramente recuou Camacho para jogar como segundo volante, enquanto Fernando se adiantava como armador. Foi uma atuação muito ruim do time.

Mas, neste lance, Camacho enfia para Ramon invadir livre a área - e decidir cruzar em vez de chutar a gol, desperdiçando o lance.




Flamengo x Grêmio
Foi a pior atuação de Camacho - no único jogo em que atuou junto com Petkovic. Não deixa de haver uma explicação: Rogério escalou o time num 3-5-2 em que ele era o segundo volante. Jogando fora de posição, sempre longe do gol e tendo que marcar muito, não criou nada demais.

Flamengo x Goiás
Entrou no intervalo e melhorou demais a atuação do time. Junto com o primeiro tempo contra o Grêmio Prudente, sua melhor atuação.

Neste lance, ele enfia para Léo Moura fazer a jogada de ultrapassagem que acaba em gol de Toró:




Mais uma enfiada pela direita. Pacheco chega à linha de fundo, cruza e Mezenga quase completa pro gol:




Rouba a bola, parte com ela dominada puxando contra-ataque e entrega para Diego Maurício perder na cara do gol:




Estes quatro jogos foram todos em que Camacho atuou antes da Copa. Na volta, entrou apenas nos últimos minutos contra o Botafogo e no meio do segundo tempo contra o Avaí - no lugar de um atacante, num momento em que o time era pressionado e ele ao menos ajudou a reequilibrar a posse de bola (o que acabou não sendo muito consolo, já que o Avaí acabou empatando num gol de falta de muito longe).

O time sofre sem criação e sem opções para melhorar o time durante as partidas, mas ele não tem entrado e nem ficado no banco nas últimas rodadas. Nos coletivos, não fica nem no time reserva.

Pra mim, um grande erro de avaliação do treinador.

12 comentários:

André Amaral disse...

Essa escalação do Camacho como volante é sem noção. O muleque tem que jogar na frente, pode ser uma boa opção de passe e jogar com velocidade.

Rogério fala que o time não tem velocidade no contra-ataque, pô, vai ter como jogando com Pet, Kléberson Val Bulani e Borja?

Agora vc postar esses vídeos são de doer. Esse empate contra o Goiás até agora não dá pra aceitar.

Mas eis aí mais uma boa opção, mas Rogério escolhe sempre as piores.

Paulo Sales disse...

"Pra mim, um grande erro de avaliação do treinador."

Mais um, André, dos muitos que ele vem demonstrando desde que chegou ao clube. Ontem ficou ainda mais evidente: qual a justificativa para manter Rogério como treinador?

André disse...

Excelentes observações sobre o "destrabalho" do Rogério como técnico do Flamengo.

Deixar este cara no comando do time significa a aprovação com a queima em série de jovens jogadores.

Fabrício, Diego Maurício, Rômulo, Camacho...quem será o próximo?

Será que ninguém da comissão técnica e/ou da diretoria está enxergando isto?

Outro erro da diretoria: o responsável pela contratação do Val Baiano deveria encostar no técnico e no preparador físico para avisar que escalar este jogador com este preparo físico significa jogar o investimento feito neste atleta no ralo. Jogar assim apenas vai fritá-lo junto a torcida.

Mais um ponto que eu vejo como erro da diretoria: para que jogar com aquela camiseta HORRÍVEL azul e amarela??? Deste jeito estamos DESTRUINDO o nosso maior PATRIMÔNIO que é a MARCA FLAMENGO.

Estamos dando aula de como destruir a imagem de um clube...

Renato Cavallera disse...

Sabe o que mais me da raiva no Rogério?

Ele é o treinador que veio da base, que cuidou da seleção de jovens do Brasil e do Flamengo, que ajudou a construir futuros craques e quando ele tem a chance para aparecer no time profissional simplesmente vira a cara para os juniores como se eles fossem abaixo dele e tivessem que continuar lá para ele se sentir ainda melhor que eles.

A perda do Fabrício foi idiota, estamos sem zagueira e ele simplesmente barra o cara e deixa ele ser vendido. Com o Romulo foi a mesma coisa, chama ele pra ser titular em uma partida e na outra nem mais reserva é! Isso é a chance que tem? Diego Maurício está jogando mal, mas mesmo assim é muito melhor que o Vinícios Pacheco, mas quem entra sempre no segundo tempo?

Uma coisa que eu não adimito é alguém dizer que Rogério Lourenço é técnico, ele pode ser um entusiasta de futebol, mas um completo idiota no gerenciamento da equipe.

Tiago Cordeiro disse...

É, mas esse jogo do Avaí muita gente xinga o Camacho porque tomamos o empate depois dele. Eu concordo contigo: a posse de bola melhorou com ele em campo.

Também acho que o garoto podia ser usado mais vezes até pra pegar experiência. Foda que se ele entrar no lugar do Pet sempre a torcida vai queimá-lo. POde escrever.

Tiago Cordeiro disse...

O Rogério tem essa mania estranha de usar uns garotos e depois sumir com eles. O que podia ser uma virtude acaba sendo um defeito. Ele ressuscita o Rômulo e depois encosta, o Antonio surgiu do nada e não duvido que nem no banco fique e por aí vai.

Incoerência não é bom pro técnico, especialmente porque gera um clima ruim no elenco. Caio Jr. era mestre disso.

The Dog disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
The Dog disse...

Fugindo do post faço uma pergunta aqui... Renato Mauricio Prado responde aos interesses de quem? Ele só corneta o Zico, é impressionante, e sabendo das correntes contrarias ao Galo na Gavea é dificil nao achar que esse senhor está em uma dessas correntes. Nada melhor do que colocar a torcida contra atraves de um jornalista flamenguista influente, não é mesmo?

Nunca gostei do sujeito, agora então me da nojo.

Pedro disse...

Perfeito, André. Sua leitura de futebol é muito boa. e o rogério é uma besta! porra, camacho de segundo volante, borja de ponta, dupla de ataque com borja e val baiano (um é reserva de outro)... tá foda

Flávio disse...

Mais do que substituir o Pet, o Camacho pode jogar com ele. Não são apenas os atacantes que estão isolados no time, o Pet também. Quem é que pode fazer uma tabela ou deixar o Pet na cara do gol hoje no Flamengo?
Quem pode fazer uma jogada para o Pet?
Nós não temos treinador, essa é a verdade. E o pior é que ele parece ser muito vaidoso, lembrem-se do caso Fabrício.

JV INFOTEC disse...

Concordo com tudo que falaram, mais tem mais uma opção otima Galhardo joga bem no meio campo o garoto, não sei porque não é aproveitado, ai é vendido pra fora e volta para outro time, ai arrebenta e você pensa, era do flamengo esse jogador...tenso, vamos aproveitar o que temos e não descartar as revelações...Rogerio é medroso em não tem opnião pra nada, sempre o flamengo jogou bem, o maracanã é dificil de jogar por causa de cobranças...
Dificil amigos

Régis disse...

Concordo totalmente com seu post Monnerat. Ele evidência mais uma vez o despreparo do Rogério, ele me parece fazer tudo sem muita convicção. Apareceu ressusitando o Romulo para depois sumir com o cara, e vez o mesmo com o Camacho. Também acho que o garoto podia ser melhor aproveitado, mas pelo amor de Deus, não como segundo volante como vez o Rogério... Haja paciência.