Quem é o tal do Cleyton?

Kléberson, Gilberto Silva, Deivid, Camacho e Jorbison. Todos estes estão envolvidos neste negócio que está se fechando entre Flamengo e Panathinaikos - e todos estes nós sabemos quem são. Mas há mais um nome no meio da história toda: Cleyton. Quem seria?


Por incrível que pareça, não é a primeira vez que saem por aí notícias ligando o nome do jogador ao Flamengo. No meio do ano passado, a imprensa grega especulou sobre a transferência dele para a Gávea e alguns veículos por aqui reproduziram a notícia, mas acabou não dando em nada.

A carreira do cara é no mínimo curiosa. Começou nas categorias de base do Fluminense, mas se profissionalizou na Grécia, único país em que jogou. Atuou entre 2002 e 2006 em duas equipes da série B de lá, até chegar ao Larissa, da divisão principal. E conseguiu grande destaque na campanha do título da Copa da Grécia, além de fazer gols em competições europeias - o que o levou, em 2008, a ser negociado para o Panathinaikos por 1,5 milhões de euros.

Mas no novo time, depois de chegar assumindo a camisa 10 e ter um bom começo, foi perdendo espaço - tanto que, ao fim de sua primeira temporada por lá, já se falava em sua saída. Se realmente vier, é mais uma aposta para uma posição em que o elenco do Flamengo está bem carente: a de meia ofensivo. Obviamente, nenhum de nós o viu jogar até hoje, mas há uma sequência de vídeos no YouTube com seus melhores momentos na temporada de maior destaque de sua carreira, em 2007/2008, na qual marcou 13 gols em 45 jogos pelo Larissa. Esta aí embaixo é a primeira parte - nada de muito impressionante.




* * * * * * * * * * *

Como comentei no início, todos os demais envolvidos no possível negócio, que enquanto escrevo ainda não está confirmado oficialmente, já são conhecidos. Deixo pra dar minha opinião quando os contratos estiverem fechados.

7 comentários:

Patrick disse...

Sério que esses são os melhores momentos do cara? Note que aos 2:21 o sujeito dá um chute bizarro, será que não tinha nada melhor pra colocar no vídeo? Eu hein.

André disse...

Deve ser mais um craque de DVD...o Flamengo não aprende mesmo.

Mesmo com a tal "nova filosofia", com a "gestão ZICO" estamos contratando um ex-atleta par uma posição que não é a prioridade e ainda por cima dando em troca participação em um JOVEM jogador do Flamengo.

Vou contar, com muita tristeza, os 20 anos de glórias que alguns comentaram aqui.

Por isso que VAI CONTINUAR dando errado.

Pessoas novas, velhos problemas.

Que deixe o Gilberto Silva lá. Não precisamos também de mais craques de DVD. Aliás, pelo o que vi do Borja até agora, o cara é no MÁXIMO centroavnte TROMBADOR e com com o Lourenço escalando o cara de ponta esquerda vai se afundar igual o Souza.

O terror está instalado.

Cleber Soares disse...

E ai André, blz.
É difícil falar de um jogador que nunca vimos jogar, mas o Zico esteve por lá e deve conhecer o jogador, o mais interessante nesse negócio é a forma da negociação, ao meu ver o mengão sai ganhando é muito. Kleberson já deu oque tinha que dar, e olha que não foi muita coisa, jogou mais com o nome que realmente com o futebol que levou à seleção.
Gilberto Silva apesar da idade, é um jogador que cumpre fielmente sua posição tática, joga para o time e corre como um menino, eu particularmente gostei, até por que Maldonado parece que não vai ficar.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Marcos Monnerat disse...

Nessa jogada aí entra também um perdão de uma dívida de 700 mil reais (ou seriam dólares?) com o Panatinaikos, por conta do David. Realmente os jogadores que estão vindo não me animam em nada, mas pode ser bom financeiramente por conta do perdão dessa dívida e a renovação com o David que hoje em dia é bastante inseguro, mas acho que pode se tornar um bom zagueiro.

Bosco Ferreira disse...

Clube que não tem recursos para investir em jogadores de ponta ou promessas acendentes, precisam arriscar.
Futebol é um negócio que beneficia sempre a quem tem o capital. Quem o tem, quer sempre levar vantagem. É a lei do mercado. Precisamos vêr o futebol nessa realidade para entendermos certas operações.
O Flamengo arriscou, o Gilberto Silva sera importante para essa transição como o Pet foi para o hexa em 2009, além do mais ficamos livres de um super e inutil salário de R$200 mil reais.
Quem contrataríamos a nível do instavel mais útil Deivid no mercado atual do futebol?
Quanto ao Clayton, não espararei nada, mas se fôr útil pelo menos nessa transição sorte nossa.
Ontem mesmo nos blogs ví muita gente duvidando do futuro do Robinson e do Camacho. Hoje já acham que estamos torrando o nosso futuro. Fica muito dificil assimilar e entender essas críticas, não digo injustas, mas precipitadas, feitas antes de uma reflexão mais ponderada.
Na verdade, às vezes criticamos por só pr criticar. Isso é cultural. Principalmete quando o clube é administrado por uma mulher que em futebol só é bem vinda como animadora de torcida, musa de torcida ou Maria chuteira.

Jefferson freire disse...

Não faço a mínima ideia de quem seja. Nem sequer sabemos se a negociação realmente irá se concretizar. Mais uma vez um dirigente deu a notícia antes da hora. Lamentável. SRN

www.saudacoesrubronegras.com.br

André disse...

Apenas para concordar com o Jefferson:

Esta "contratação" do G.Silva entra para a série "novas pessoas, velhos problemas". O Flamengo não aprende mesmo.

Já estamos em 2010 e o Flamengo continua fazendo os mesmos erros faz uns 30 anos já.

Apenas para levantar uma polêmica:

A diretoria do Flamengo afirmou que não contratou o jogador Emerson Sheik porque considerou que investir em torno de USD1.000.000,00 era muito par um jogador de 30 ou 31 anos.

Questiono a todos, inclusive o ilustre owner deste blog, se este valor não se pagaria com as EVIDENTES boas atuações e muitos gols que este bom atacante faria.

Com 99,99% de certeza os valores pagos para trazer Val Baiano, Leandro Amaral, Marquinhos, C.Borja...(incluindo luvas, prêmios e salários) serão mais altos do que a contratação do Sheik, devido as suas CERTAS má atuações e derrotas e empates do Flamengo que o colocarão em péssima situação no campeonato.

Isto levará a rendas baixas, fuga de patrocinadores e por aí vai...

Eu, pelo menos, prefiro ter 1 bom atacante do que 200 ruins.