O que esperar do Vasco no jogo de domingo

Até que vi bastante o Vasco jogar este ano - mas só antes da Copa. Não assisti a nenhum dos jogos com PC Gusmão no comando e o time ainda vai mudar mais ainda com a estreia dos reforços neste domingo. Pra saber o que esperar do adversário do Flamengo neste domingo, decidi pedir ajuda a quem acompanha o Vasco de perto.


Leiam então o texto de meu grande amigo Felipe Thiroux, titular do twitter @sobrevasco (de onde ele tirou inspiração para este nome, meu Deus?) e de um blog ainda virgem de mesmo nome. Relevem um tanto a empolgação do rapaz com seu time, beleza?


* * * * * * * * * * * * * *

Acredito que falo em nome de todos os vascaínos quando digo que a ansiedade para ver se concretizar tudo aquilo que esse novo time do Vasco pode ser é grande. Depois de um primeiro semestre bem abaixo da expectativas, o novo time dirigido pelo PC Gusmão, ainda invicto sob seu comando, e a iminente estreia dos reforços está deixando o torcedor eufórico.


É fato que o time voltou da Copa bem melhor do que todos esperávamos. Só para ilustrar, fizemos em 3 jogos com Gusmão o mesmo número de pontos que tinhamos levado 7 partidas para obter. O time já mostrou um padrão tático bem melhor do que antes do Campeonato Mundial e todos os meninos campeões estaduais de juniores que foram puxados pro time principal corresponderam às expectativas, se mostrando boas promessas. É um time que se mostra aguerrido, aplicado, mas onde falta talento. Bem, faltava. O esperado é que com a volta de Carlos Alberto e a estréia de Felipe e Zé Roberto ele fique sobrando.


A imprensa especializada vê com descrença os reforços do Vasco. Não costuma citar o clube quando fala dos times que mais se reforçaram nessa parada e quando perguntados explicitamente sobre ele se mostram reticentes quanto aos reforços. A grande incógnita é mesmo Felipe, há seis anos isolado nas arábias; ninguém sabe o quanto ainda pode jogar, quanto tempo levará para se readaptar ao futebol brasileiro e qual será a sua postura em campo.


Acredito muito que o time dará liga, mas estou meio reticente quanto ao jogo de domingo. Será que o PC vai mandar a campo todos os reforços de uma vez? Será que assim o time não sentirá a falta de entrosamento e irá se perder em campo taticamente? Pelo que se lê parece que é isso que ele pretende fazer, mas eu ainda custo a crer. Acho que, pelo menos nesse primeiro momento, ele não abrirá mão do esquema com 3 volantes, sob o risco de entregar muito o meio para o adversário. O time viria então com Fernando Prass; Fágner, Titi, Dedé e Carlinhos; Nilton, Rafael Carioca, Rômulo e Felipe; Zé Roberto e Nunes. Seria taticamente o mesmo time dos últimos jogos, mas com Felipe no lugar que vinha sendo ocupado por Fumaghalli /Jefferson, o que, por pior que o playboy possa se encontrar, já é uma melhora considerável. Na frente, o promissor Jonathan daria lugar ao Zé. Só num segundo momento, dependendo da sua leitura do jogo, PC Gusmão lançaria o Éder Luis ou o Carlos Alberto, caso esse último se encontre em condições físicas.


Acho também que a torcida irá em peso, disposta a apoiar o tempo todo. Acredito que podemos até vir a ser maioria, porque não vejo no torcedor rubro-negro nem um décimo do entusiasmo que hoje tem o torcedor vascaíno. Mas isso aí já é coisa pro titular desse blog comentar.


* * * * * * * * * * * * * *

Pelo que andam comentando sobre a venda de ingressos para o clássico, parece que o palpite dele sobre a proporção das torcidas no Maracanã pode se conformar.

Mas, depois de me enviar o texto, Thiroux ainda me mandou um complemento, depois de ler sobre o que PC Gusmão andou treinando...


* * * * * * * * * * * * * *


Bem, pelo o que o time do Vasco vem treinando, vai entrar bem diferente do que propus. Irrazabal treinou na lateral direita e quase não subiu ao ataque. No meio do treino, PC trocou o lateral esquerdo Carlinhos pelo Jumar, que é volante, pra fechar aquele setor também. E no ataque aposta em dois atacantes mais abertos em detrimento de um enfiado na área. Parece clara sua preocupação com os laterais rubro-negros. Por um lado vai reforçar a defesa pelo setor, por outro, vai tentar explorar o buraco em suas retaguardas no contra-ataque. Deve deslocar um homem para marcar exclusivamente o Pet e assim vai tentar anular os pontos mais perigosos do Fla.

3 comentários:

André disse...

Isso é o que dá fazer um post falando do Vasco. Nenhum comentário até agora.

Tenho uma sugestão de post: Escrever sobre as possíveis razões da falta de participação da torcida Rubro-Negra em todas as campanhas de associação e semelhantes.

Pode aproveitar e publicar os números de sócios do Flamengo e dos participantes no programa cidadão rubro-negro fazendo a divulgação de quantos estão em cada modalidade (bronze, prata e ouro).

Certamente você tem informações que poucos tem acesso, principalmente aqueles que moram fora da cidade do RJ.

Com tanto assunto no Flamengo falar sobre o Vasco...puts...quero mais que "se explodam".

Outra sugestão poderia ser as razões que levam a grupos empresariais de PORTE a investirem pesado e com regularidade em determinados times. Este é o caso do grupo SONDA no Internacional de Porto Alegre e da UNIMED no Fluminense, também me lembro da Parmalat e Pirelli no Palmeiras.

Nunca vi um apoio deste tamanho no Flamengo que sempre teve que "se virar" meio que sozinho.

Quais seriam as razões para isso? Por que alguém investiria no Inter (antes do excelente período de glórias nos últimos 3 anos) ou no Fluminense que AINDA não ganhou NADA e continua com investimento PESADO da Unimed? Por que não existem interessados em fazer a mesma coisa no Flamengo que é o atual campeão brasileiro, tem a maior torcida do Brasil (logo o maior mercado consumidor e publicitário potencial). mais títulos nacionais e estaduais...acho que daria uma grande coluna e com muita participação dos leitores.

Apenas sugestões e uma crítica construtiva.

Abraço xará!

André disse...

Apenas para cornetear: Mais um gol do Emerson e mais uma vitória do Fluminense...vamos ver como vai ser o nosso "magnífico" ataque amanhã...

Bosco Ferreira disse...

Esse blog é do André Monnerate. Blog é como um diaário. Lembram quando a gente tinha um diario escrito no caderno e todo dia escrevia sobre o que dava na telha? Pois o blog é alogo parecisdo. Algo muito pessoal.

Mudando de assunto, gostei do tema, é sempre muito bom de vez em quando a gente saber sobre os nossos adversários de uma maneira desapaixonada. Futebol de vêz em quando tem que abrir uma brecha para o debate meio analitico e sem paixão.

Gostei dessa análise e da análise que fêz sobre o Flôr.