Vasco e Palmeiras, candidatos a perrengue no fim do ano

É tradição do Brasileiro termos todo ano algum time grande se candidatando ao rebaixamento - isso quando não acaba caindo mesmo. É difícil fazer previsões agora para o que acontecerá até o longínquo fim do campeonato, com Copa do Mundo no meio, janela de transferências e tudo o mais.

Mas, pelo que se viu ontem em São Januário - e também pelo que andaram mostrando até agora na temporada -, Vasco e Palmeiras estão se apresentando como potenciais sofredores de perrengue para escapar da Série B do ano que vem.

O Vasco armou um elenco que, para criar, depende de jogadores pouco confiáveis: Carlos Alberto - que nunca joga -, o verde Philippe Coutinho e Dodô. Tem bons volantes, que servem para o time marcar bem no meio e até manter bastante a posse de bola, mas não tem quem dê o último passe ou defina os lances. E assim Gaúcho segue experimentando, como fazia antes Vagner Mancini, em busca de um jeito do time funcionar na frente.

Ontem, apesar de os jornais e sites darem a escalação vascaína num 4-4-2, o treinador imitou uns tantos que passaram pelo Flamengo e recuou um volante para a zaga. Como o time não tem um lateral direito razoável para usar, o volante Jumar jogou como zagueiro pela direita e o volante/meia Souza - que é bom jogador - se transformou em ala, jogando sempre bem aberto. Ramon fazia o mesmo papel pela esquerda, Nílton e Léo Gago eram os volantes. Formação que foi o bastante pro Vasco dominar completamente o Palmeiras desde o início, ficar sempre com a bola e chegar fácil à intermediária adversária. Porém, como continuaram faltando os homens de definição (Philippe Coutinho era o armador para a fraca dupla de ataque formada por Élton e Caíque, que eu nunca tinha ouvido falar), o time entrou pouco na área palmeirense e ameaçou mais em chutes de fora. Quando conseguiu criar lances mais agudos, errou sempre na hora de chutar a gol.

A verdade é que a partida teve um festival de passes errados e jogadas bizarras - encontrões, furadas, tropeços, o diabo. Os editores de programas esportivos de hoje se divertiram usando cenas do constrangimento de Roberto Dinamite no estádio, vendo os lances grotescos no gramado. E a culpa não foi só do Vasco, claro. O Palmeiras, que eu já havia visto ser dominado pelo Atlético Goianiense no Parque Antarctica pela Copa do Brasil, foi não só fraco tecnicamente como covarde, armando retranca sem qualquer escrúpulo. Só saiu um pouquinho da pressão vascaína a partir da metade do segundo tempo, depois que Gaúcho fez substituições que pioraram bastante seu time - em especial a de Souza por Magno.

Os dois times têm técnicos sem cacife para ocupar os cargos em que estão, sofrem com a ausência daqueles que foram seus grandes armadores nos últimos tempos - Diego Souza e Carlos Alberto - e falam muito em reforços.  O Vasco já se acertou com Zé Roberto, que tem mesmo vaga fácil neste time, mas não me parece um jogador confiável o bastante pro tamanho da missão. O Palmeiras, não sei bem quem está procurando. Fato é que os dois precisam se mexer.

5 comentários:

Bosco Ferreira disse...

O REBAIXAMENTO JAMAIS PERDOOU CLUBES MAU ADMINISTRADOS;

É bom colocarmos a nossa barba de môlho.

Abandonado a própria sorte, sem técnico a nível da competição e da tradição do clube.

Resultados pífios nos últimos jogos acrescentado a um vergonhoso maracanaço (está virando rotina os maracanaços).

Sem um diretor do departamento de futebol.

Com os craques todos ficando sem contratos e sem o interesse do clube em mante-los ou procurar outros.

Contrato com os come-e-dorme dos chinelinhos feitos na gestão KL (os quais ganham como craques) longe do término.

Uma diretoria perdida, omissa e desorganizada.

Um quadro sócio de pouco mais de cinco mil farsantes que nem todos são rubronegros e não aceitam a ampliação do quadro para se reverzarem irresponsavelmente no poder, locupletando-se do clube a revelia da nação.

É sábio quem começar mais cedo a se preocupar com o rebaixamento.

Ricardo disse...

Prezado André,

Que São Judas nos ajude, mas eu já tenho uma preocupação com o Flamengo neste mesmo perrengue, bastando para isso a desclassificação na 5a. feira, o que convenhamos é hoje o mais provável.

Nesse cenário, duvido que Adriano e Love fiquem, mesmo porque pelo que andam dizendo a OLK não pretende continuar pagando parte do salário do Adriano.

Pet, Maldonado também já disseram que a renovação tá enrolada.

Álvaro pelo que saiu na imprensa não é escalado porque o Bruno não quer e não deve ter seu contrato renovado.

Pois bem, contratações nem são comentadas e o que se vê diariamente são boas opções indo para outros clubes. O que sobrará para nós no pós copa?

Temo por um brasileiro sendo disputado por Bruno, L. Moura, Fabricio, Angelim e Juan, Toró, RÔmulo, Williams e Michael, V. Pacheco e Mezenga.

É ou não é preocupante???

Qu São Judas atue mais uma vez, porque pelo visto esta diretoria tá mas preocupada em reformar as piscinas da Gávea.

Saudações rubro-negras!!

Ricardo

voo do urubu disse...

Parabéns a um tempo pelo aniversário e pelo novo layout do blog.

Saudações rubronegras!

Camilo disse...

Fala André,
Acho q sua análise sobre o Vasco está perfeita. Estive sofrendo sozinho no domingo em São Janú já q os velhos guerreiros (Miguel e Tiaguinho) nem se prestam mais a isso. Acho q o problema do Vasco é principalmente “intelectual”. São vários jogadores esforçados, alguns até com alguma qualidade, mas q não tem nenhuma capacidade de raciocínio. Nem mesmo quando o CA está em campo este problema deixa de existir já que ele mais briga do q pensa no jogo. Pedir isso ao Philippe Coutinho é até maldade dada a juventude do garoto. Qdo muito poderia ser opção para o segundo tempo. Some-se a isso um técnico que tb tem suas limitações intelectuais e estamos indo pra vala de novo. Acho q o caminho para tentarmos uma zona intermediária é contratar uns dois jogadores que cadenciem mais o jogo e um treinador de verdade. O desespero é tão grande q até Cuca eu to topando amarradão.
Qto ao seu Flamengo, tenho visto ele tão “Flamengo” ultimamente q chego a acreditar bastante numa classificação na quinta-feira.
Parabéns pelo blog e grande abraço,
Camilo

André Monnerat disse...

Fala, Careca!
Espero que você esteja certo sobre o Flamengo na quinta, vamos ver.

Nos vemos lá no sábado!