Estadual 2010 - Taça Rio - 3a. rodada - Resende 0 x 4 Flamengo

A goleada foi sob medida para esfriar um pouco o clima criado pela ausência de Adriano - e parece que o caso serviu mesmo para fazer o Flamengo levar o jogo de hoje mais a sério. O time não foi muito bem no primeiro tempo, soube aproveitar as circunstâncias no segundo, mas ao menos jogou sempre concentrado, inclusive não se dando por satisfeito com o 4x0 e buscando mais gols até o final.

O gramado molhado e a formação sem nenhum armador no meio-campo fez com que o Flamengo, no primeiro tempo, tivesse dificuldade para tocar a bola. Até houve algumas chances criadas em bolas altas sobre a área, mas o gol saiu na primeira jogada do time armada pelo chão - e quem teve que dar o passe foi Vagner Love, que recuou e fez o papel que deveria ser de um meia, deixando Mezenga na cara do gol.

As coisas ficaram mais fáceis no segundo tempo. O Resende (que, é bom lembrar, é um dos mais fortes candidatos ao rebaixamento este ano - um time fraco mesmo entre os pequenos) começou tentando atacar, mas teve um jogador expulso aos 15 minutos - e, na cobrança de falta, Léo Moura fez o segundo. Aí o jogo ficou sob medida para a goleada; mesmo com um a menos, o Resende insistiu em tentar fazer seu gol e os espaços sobraram. Tanto é que os dois gols seguintes saíram em contra-ataques - e ambos com passes dos dois armadores que Andrade colocou em campo durante a etapa, Pet e Ramon. O 4x0 serviu pra deixar todo mundo mais tranquilo e, pelo segundo tempo, poderia ter sido até mais.

Tudo muito bom, tudo muito bem - mas haverá mais um teste, agora mais sério, na próxima quarta. Mas o primeiro efeito da ausência de Adriano no ânimo do time em campo foi até bom. Fica a dúvida agora do que Andrade fará para escalar o time contra o Caracas, quarta-feira, sem ele e Willians.



6/3/2010 - 19h30 - Resende 0 x 4 Flamengo
Estádio Raulino de Oliveira - Volta Redonda, RJ
Público/renda: 1.217 pagantes / R$ 29.310,00

Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Auxiliares: Vinicius da Vitória Nascimento (RJ) e Marcelo Braz Mariano (RJ)
Cartões Amarelos: Juan, Rodrigo Costa, Tiago Bastos, Tiago Bastos
Cartões Vermelhos: Nailton (14'/2ºT)

Gols: Bruno Mezenga (37'/1ºT), Léo Moura (17'/2ºT), Vinícius Pacheco (24'/2ºT), Vagner Love (32'/2ºT)

Resende: Cléber, Rodrigo Costa, Ramon e Nailton; Tiago Bastos, André Conceição (Beto - 29'/1ºT), Márcio Gomes, Léo e Felipinho (Vinícius - 31'/2ºT); Fabiano e Tuta. Técnico: Leandro Silva.

Flamengo: Bruno, Leonardo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Toró (Rodrigo Alvim - 24'/2ºT), Willians (Ramon - 31'/2ºT), Fernando e Vinícius Pacheco; Bruno Mezenga (Petkovic - 17'/2ºT) e Vagner Love. Técnico: Andrade

Um comentário:

CorVo disse...

Pois e, ganhar do Resende era previsivel, mas pelo mentos o time demonstrou mais vontade, com Juan voltando a jogar bem e Leo Moura mostrando um bom desempenho nas bolas paradas, que podera ser usado como arma na libertadores. Até que enfim o pet pode ter um poquinho mais de tempo em campo pra mostrar seu futebol, e assim o fez, fazendo um lançamento pra vinicius pacheco. Se fosse o andrade colocaria ele quarta contra o Caracas e o Vinicius no ataque!
Depois passa no Fla6
SRN!