O Flamengo que inicia o ano

Alguns que estiveram no ano passado ainda podem se reintegrar ao grupo; outros pode chegar de outros clubes. Mas hoje já é a reapresentação do elenco e, por enquanto, é este o grupo com que Andrade pode contar para 2010:

Goleiros - Bruno, Marcelo Lomba e Paulo Vitor

Com o título nacional e as belas atuações na fase de arrancada do time rumo ao Hexa, Bruno deixou pra trás, ao menos por agora, todas as contestações que surgiam - inclusive minhas - por conta de determinadas atitudes dentro e fora do campo. Tecnicamente, é sem dúvida um dos melhores do Brasil e o time está mais do que bem servido. As dúvidas ficam quanto às opções no banco; sinceramente, nunca vi nem Marcelo Lomba nem Paulo Vitor jogarem o bastante para ter uma opinião. Nos últimos tempos, Diego até andou se saindo bem quando foi necessário - caso de dois Fla-Flus no Estadual e do pólo aquático contra o Inter, no Beira-Rio. Mas, sinceramente, não sentirei saudades agora que está a procura de novo emprego.

Os três goleiros têm contrato até dezembro de 2012.


* * * * * * * * * * * * * * *


Zagueiros - Álvaro, David, Fabrício, Marlon e Wellinton

Eis uma posição com que se preocupar. Angelim não está na lista, por não ter ainda renovado seu contrato, mas deve continuar; no entanto, os outros dois mais aptos a serem titulares - Álvaro e David - têm seus contratos encerrando-se em 30 de junho deste ano. Nenhum dos outros três, todos formados na base, me passaram qualquer segurança quando os vi em campo; parecem intranquilos tanto no combate direto quanto na hora de sair com a bola, apelando sempre para os chutões. Fabrício andou falando que deixaria o clube, mas por enquanto está no grupo e tem contrato até novembro de 2013; Marlon tem contrato até o fim deste ano e o compromisso de Wellinton vai até o meio de 2014.

Seria importante que se acerte a permanência de Angelim e se defina as situações de Álvaro e David a partir do meio do ano - ao contrário de Álvaro, que não tem contrato com nenhum outro clube que impeça sua renovação, David está emprestado e me parece ter a permanência mais complicada. Especula-se sobre a vinda de Lima, que está na Espanha, vem de um período de contusão, mas do qual ouvi falar bem sobre o tempo que passou no Atlético-MG. Seria bem vindo, mas é bem provável que o Flamengo precise de mais algum reforço para a posição.


* * * * * * * * * * * * * * *


Laterais - Leonardo Moura, Éverton Silva, Rafael Galhardo, Juan, Jorbison e Egídio

Na lateral direita, o Flamengo está bem servido. Léo Moura conseguiu se readaptar à posição depois da chegada de Andrade, teve algumas atuações bastante boas no fim do Brasileiro e está no nível do que há de melhor no país; e Éverton Silva está mais do que bom para ser seu reserva. Do menino Galhardo falam muito bem, mas com a renovação de Éverton Silva (as notícias falam em um contrato de 4 anos), deve ainda esperar mais tempo por uma chance maior nos profissionais. Ele ainda tem apenas 18 anos, mas talvez fosse interessante procurar um Avaí da vida para emprestá-lo e começar a pegar alguma experiência - seu contrato vai até julho de 2012. Léo Moura tem contrato até o fim de 2011.

Na lateral esquerda, a situação já é mais complicada. Juan, que já foi visto como o jogador mais decisivo do time, teve uma temporada complicada, incluindo o período contundido, e terminou o ano jogando bastante mal; vai ter a pré-temporada para se preparar e recuperar. Em outros anos, aliás, muito se falou sobre uma possível transferência de Juan; mas, como seu contrato vai só até o fim deste ano e no momento não aparecem interessados nele, é difícil que o negociem até o final da temporada. Falta ainda um reserva que passe segurança e até mesmo faça Juan ter alguma sombra; Jorbison (com contrato até fevereiro de 2012) até foi bem quando entrou durante o ano, mas precisa de muito trabalho físico pra realmente poder aguentar o ritmo dos profissionais. Há ainda a volta de Egídio (contrato até dezembro de 2012) , que estava emprestado ao Figueirense - onde nunca conseguiu se firmar como titular durante a disputa da série B, na qual seu time terminou na sexta posição. Dependendo de como Andrade o avaliar na pré-temporada, é provável que procurem algum time que o aceite por empréstimo também nesta temporada.


* * * * * * * * * * * * * * *


Volantes - Maldonado, Willians, Toró, Lenon, Rômulo, Pecka, Antônio e João Vitor

Como se vê, há uma profusão de volantes no elenco - oito, para apenas duas vagas como titular. E isso sem colocar Kléberson na briga por uma delas. A maioria destes vem da base e é provável que parte volte às categorias de baixo durante a temporada e parte seja emprestada para outros clubes.

Pela lógica, os titulares, com a saída de Aírton, seriam Maldonado e Willians. Mas o chileno só deve voltar de contusão em março (e, é bom lembrar, só tem contrato até agosto deste ano). O mais óbvio é que se abra uma vaga de titular para Toró (cujo contrato vai apenas até outubro de 2010), mas eu realmente espero que Andrade aproveite o Estadual para começar a dar chance a quem ele achar mais promissor dos garotos. Deles, aliás, alguns aparecem na CBF com contratos se encerrando em breve - são os casos de Rômulo (agosto de 2010 - não acredito que vá ser aproveitado nesta temporada, deve ser liberado logo), Pecka (abril de 2010) e Antônio (junho de 2010). Os dois últimos estão sendo integrados aos profissionais agora e devem ter contratos com cláusulas que alonguem sua duração ou algo assim, ou não faria sentido nenhum que estejam sendo cogitados para o time de cima.

É uma posição em que a grande prioridade é renovar com Maldonado. Reforços, apenas se realmente nenhum dos jovens não for capaz nem mesmo de pegar banco, o que seria uma enorme decepção.


* * * * * * * * * * * * * * *


Meias - Petkovic, Kléberson, Fierro, Camacho, Erick Flores, Renan Silva, Léo Medeiros, Willian Amendoim, Vinícius Pacheco

Mais uma posição em que a quantidade de nomes é grande demais para o número de vagas. E esta é uma em que dá pra levantar muitas dúvidas.

Será que Petkovic vai conseguir fazer uma temporada em alto nível? O gringo jogou muito mesmo em sua melhor fase de 2009, mas foi por um período curto de tempo. Por sua idade, pelo rendimento nas últimas partidas do ano e por suas temporadas anteriores, dá pra ter uma pulga atrás da orelha. Lembrando: ele só tem contrato até junho deste ano. Para permanecer além disso, as conversas sobre as condições financeiras agora serão bem diferentes das do ano passado, que vocês devem lembrar quais foram.

Será que Kléberson é capaz de aliviar o lado de Pet na armação? Acho que ter um segundo volante, ou até terceiro homem, com sua qualidade de passe sempre é um alívio - mas ele não me parece mesmo ser aquele camisa 10 que o time precisa quando o gringo não está em campo (ou quando está mal). Eu chutaria que Andrade vá testá-lo de início na posição que andou sendo ocupada por Willians - um meia aberto, com liberdade de chegar ao ataque, dando também alguma ajuda na marcação. Kléberson tem contrato até 2012 e, quando voltou à Seleção ano passado, chegou-se a falar em uma possível venda para a Europa.

Quando Pet não jogar, o que fazer? Há o garoto Camacho, que tem características para a posição - o que é muito raro hoje no futebol brasileiro, o que faz com que seja até difícil pensar em possíveis nomes que poderiam reforçar o time nesta função. Ele completa em março 20 anos, tem contrato até 2013 e a hora de ver se ele pode ou não dar em alguma coisa é agora. Não sei mesmo se ele pode ter algum futuro; mas realmente espero que Andrade pense na melhor maneira de aproveitá-lo nesta temporada, principalmente neste início, em que o Flamengo terá pela frente o Estadual e os times mais fracos da primeira fase da Libertadores.

Além de Camacho, está sendo promovido outro meia da base - Renan Silva, que já tem 21 anos e foi o último da fila para subir pros profissionais. Imagina-se que, se o seguraram tanto lá embaixo, deva ter parecido menos promissor do que os que subiram antes - Camacho e Erick Flores. Este, aliás, teve especulada a ida para o Internacional, o que poderia ser bem interessante para sua carreira (embora o Inter esteja bem servido de meias).

Há a questão Fierro. O que fazer? Eu tendo até a simpatizar com o chileno, especialmente quando joga na função de meia/atacante aberto pela direita. Sem Éverton e Zé Roberto no elenco, ele pode ter mais espaço para jogar como titular, apesar da volta de Kléberson. Mas é bom lembrar que seu salário é alto e o contrato vai apenas até agosto de 2010. Se acharem lá na Gávea que ele tem chance de dar certo - o que é algo, digamos, polêmico -, a hora de apostar em mantê-lo por mais tempo, até mesmo pensando em uma possível valorização por ir à Copa, seria agora. Fico curioso de saber o que a diretoria pensa a respeito.

Vou me abster de maiores comentários sobre os demais fantamas do elenco na posição - Léo Medeiros, Vinícius Pacheco (ambos com contrato até o fim do ano) e William Amendoim (ate dezembro de 2011). Este último, nunca vi jogar. Os outros dois, torço para não voltar a ver.


Enfim: o ideal seria o Flamengo trazer um bom reforço para a posição, capaz de ao menos cumprir bom papel quando Petkovic não estiver em condições - de preferência, com nível até para ser titular. Parece que Marcos Braz e companhia até têm esta opinião também, por terem tentado trazer Marquinhos do Avaí. Mas é difícil encontrar bons nomes, viáveis, por aí. E a posição que foi um diferencial decisivo para o Hexa pode acabar sendo um ponto fraco para 2010.


* * * * * * * * * * * * * * *


Atacantes - Adriano, Obina, Dênis Marques, Gil, Mezenga e Paulo Sérgio

A vinda de Vagner Love, a esta altura, parece difícil. Mas, fora eu não simpatizar com sua vinda, também não me parece tão necessária; acho que o time está mais do que bem servido com Adriano de centro-avante e, para o banco, Obina (de volta, com contrato até o fim do ano) está de bom tamanho. Mas é preciso resolver a questão contratual com o Imperador - seu compromisso atual vai apenas até maio e ele e Gilmar Rinaldi parecem estar se coçando para voltar à Europa.

Mas, imediatamente, o maior problema é quem pode atuar ao lado de Adriano na frente. Dênis Marques, mesmo com contrato até o fim do ano, nem se apresentou hoje, segundo o site oficial do clube - não se sabe se vai continuar e, de qualquer forma, além de ter jogado sempre muito mal desde que chegou, já disse ele mesmo que joga melhor na posição que já é do Imperador. No esquema 2009 de Andrade, o time precisaria de outros dois jogadores capazes de atuar pelas pontas e dar uma força na recomposição do meio-campo; hoje, ainda mais na ausência de Éverton, eu só seria capaz de chutar que ele escalasse Fierro e Kléberson - nenhum dos dois atacante de origem, e mesmo com esta solução meio estranha faltariam opções pro banco. Ou seja: tá faltando gente.

Mesmo com uma mudança de esquema, é preciso que chegue ao menos um atacante de movimentação para ser titular e mais um para o banco. Parece ser o mínimo. Neste cenário, na boa, eu veria com simpatia um teste barato com Sávio. Não custaria tentar.

Ah - ainda deve ser incorporado ao elenco o garoto Diego Maurício (com contrato até o fim de 2012, que nunca vi jogar ) e já temos aí Mezenga (até abril de 2012), Gil (até junho de 2010) e Paulo Sérgio (até junho de 2012). Acreditem: pelo que ouvi de quem acompanhava a base, Paulo Sérgio, mesmo tendo sido escalado nos profissionais sempre como segundo atacante, só rendia bem no time de baixo como centro-avante -  e era artilheiro; Mezenga surge como segunda opção de banco para centro-avante, se Dênis Marques sair. Mas eu apostaria que nenhum dos dois emplaca mesmo 2010 no Flamengo. E Gil precisaria provar muito nesse seu fim de contrato para poder ser levado em consideração.

7 comentários:

@snejaim disse...

Todas as vezes que eu vi a diretoria do Flamengo passar a pré temporada inteira "namorando" um "craque", deu problema.
Além de no fim das contas não trazer o cara (que nesse caso seria o Vagner Love), esquece completamente de reforçar o time e renovar os contratos.
Por mais que não tenham muitas boas opções no mercado, o Flamengo tem que entender que a mesa está virada: há alguns anos atrás, todos fugiam do Flamengo por medo de jogar e não receber; agora o time na Libertadores, com salários ajustados, torcida em cima e hexa na bagagem, tem q ser muito tapado pra não querer passar pelo Fla. Ah, se os dirigentes soubessem negociar...
Boa sorte pra nós!

E parabéns pelo blog!

abs.

fla_2010 disse...

Tem saido na imprensa de que o Erick Flores iria por empréstimo para o Inter que ficaria com a opção de compra.
Dependendo das condições da negociação, entendo que o Flamengo deva perder uma grande promessa, além da oportunidade de capitalizar em cima desse jogador.

AF STURT disse...

A imprensa só fala mentira.
Fabricio,Eric,Obina,love.Nada mudou em relação a eles.
Só três coisas:
Tem que vim um atacante ,estilo Emersom ,veloz.Sugiro Emersom.
tem que vim um zagueiro,experiente,para ficar na retarguada.Sugiro Lima.
Tem que vim um volante e um meia,para subistituir Pet e Airton (ate que Maldonaldo não volte).Sugiro que seja experientes :
para ser o primeiro homem , ginazu, e para o meia sugiro Renato Abreu.
Denis,e esses outros rodados, não os da base(esses devem ser emprestado ou incluidos no time sem presão)devem ser emprestados ou dispensados.

fla_2010 disse...

Não conheço esse Lima. Mas Renato Abreu e Emerson, além de terem tido boa passagem no clube têm a cara do flamengo!
Também sou contra se desfazer do Mezenga e do Erick Flores.. Achei que foram razoavelmente bem nas chances que tiveram e não devem custar muito.
Deveriam se livrar é do Paulo Sergio, que nunca jogou nada nem nas categorias inferiores!

Bosco Ferreira disse...

Esse Mezenga nunca foi sequer uma promessa, apesar das chances que já teve no FLA e noutros clubes que esteve emprestado. O Paulo Cezar nunca teve uma chance na real posição que jogava na base sempre foi atilheiro.

HoS disse...

Nunca vi tanta hipocrisia junta como foi na apresentação de Vagner Love. Socorrei meus sentimentos, pois estão destruindo até as lágrimas. Um puro fingimento foi a apresentação do Atacante Vagner Love. O cara chorou e disse que era um sonho jogar no flamengo.
Socorro,eu não posso e não vou mais chorar por que destruíram meus sentimentos com falsos sentimentos de crocodilo.
http://bigfuxico.blogspot.com/

HoS disse...

Nunca vi tanta hipocrisia junta como foi na apresentação de Vagner Love. Socorrei meus sentimentos, pois estão destruindo até as lágrimas. Um puro fingimento foi a apresentação do Atacante Vagner Love. O cara chorou e disse que era um sonho jogar no flamengo.
Socorro,eu não posso e não vou mais chorar por que destruíram meus sentimentos com falsos sentimentos de crocodilo.
http://bigfuxico.blogspot.com/