A mesma história, cenário diferente - graças a Deus

Imaginem vocês a situação acontecendo com o Flamengo: jogo em casa contra o lanterna do campeonato, estádio lotado, a vitória garante a entrada no grupo de classificação para a Libertadores. O jogo começa tranquilo e o time vai pro intervalo com dois gols de vantagem. Mas, no fim, permite a virada - sofre três gols e passa o segundo tempo inteiro atônito, sem criar uma chance clara de gol sequer.

Visualizem o prato cheio para n comentaristas por aí: quantas teorias sobre o oba-oba, a falta de comprometimento, falta de estrutura, "é sempre assim", recordações de frustrações semelhantes que se repetiram nos últimos anos etc. etc. etc. não surgiriam?

Ainda bem que, desta vez, a história não aconteceu no Maracanã, e sim no Mineirão.

* * * * * * * * * * * *

Não achava que o tropeço do Cruzeiro hoje fosse o resultado mais provável, mas escrevi aqui, após a vitória do Fluminense sobre o Atlético, que era bem possível que o time de Cuca complicasse a vida dos mineiros. Mas, obviamente, não do jeito que aconteceu.

Cuca tentou repetir o mesmo time que foi bem no Maracanã, mas não deu certo. González, que me impressionou bem na rodada anterior, errava passes demais. E, além disso, o giro defensivo do time era muito ruim; o Cruzeiro tem a característica de tocar bem a bola e conseguir inverter o jogo de um lado pro outro com facilidade - e, sempre que fazia isso, enormes buracos surgiam na defesa do Fluminense, principalmente pela direita do ataque cruzeirense. O primeiro tempo acabou em 2x0 e poderia ter sido bem mais.

Mas Cuca conseguiu ver bem o jogo, tirou o ponto fraco de seu meio-campo, criou a sobra necessária na defesa colocando um terceiro zagueiro. Mas, principalmente, o Cruzeiro cometeu o erro de esperar demais o Fluminense em seu próprio campo - e podem escrever: quem fizer isso contra o tricolor, vai ter problemas. Trata-se de um time que tem jogadores bem interessantes do meio pra frente, como Conca, Fred, Maicon, Tartá, González, e agora até está descobrindo um bom potencial ofensivo nos laterais Dieguinho e Mariano. Quem atacar o Fluminense, pode se aproveitar da insegurança da defesa; quem se deixar pressionar, pode sofrer este tipo de surpresa. Depois de sofrer os inesperados três gols, o Cruzeiro fez substituições em sequência, se desesperou e, apesar de se manter no ataque, não conseguiu esboçar reação.

Além de colocar o Flamengo no G4 nesta rodada, a vitória tricolor ainda teve o lado bom de manter vivas as esperanças tricolores - e o próximo jogo é contra o Palmeiras, no Maracanã.


* * * * * * * * * * * *

O Botafogo também vem, a cada rodada, conseguindo jogar de igual pra igual com qualquer adversário - seja ele líder do campeonato ou frequentador da zona de rebaixamento. Foi assim hoje contra o Inter, que realmente parece não mostrar fôlego para acompanhar o grupo de cima (como era meio que de se esperar, desde a contratação de Mário Sérgio). No fim do jogo e com um a mais, o time da casa ainda pressionou em busca do empate na base das bolas altas (como fez no Morumbi, contra o São Paulo); mas a verdade é que as melhores chances foram sempre do Botafogo, que poderia ter matado o jogo mais cedo em contra-ataques.

A rodada, afinal, foi interessante. O Flamengo conseguiu finalmente chegar ao G4 e, pensando em título, diminuiu a diferença para o líder de 6 para 4 pontos. O jogo da próxima rodada deve ser encarado como uma verdadeira final - quem gosta de mata-mata vai poder sentir um pouco desse gostinho no Mineirão, no próximo domingo.

7 comentários:

mauriciocarrilho disse...

Monnerat,
não sei porque mas tô sentindo no ar um clima parecido com o da semifinal de 87. Jogo de matar a gente de infarte! Meu palpite é 3x2 pro Mengão, pra fazer a torcida galinácea não se esquecer que na hora que vale, não tem pra eles!

Flávio disse...

É mata-mata mesmo contra o Atlético no Mineirão. E temos de pensar que o empate é deles. Se vai ganhar não sei, mas deve entrar em campo para isso.
Não podemos esperar, é partir pra cima logo no início, tentar o gol o tempo todo.
Tenho certeza que é nessa rodada que o Palmeiras e o São Paulo vão peidar.
E para quem pensa que o jogo contra o Náutico será fácil, pode ir para o cinema. Vai ser teste para o coração.

Bosco Ferreira disse...

Eu não sei como pode alguem ser contra os pontos corridos?

Num sistema mata mata, o FLÔR e outros doze clubes a essa altura já estava de férias e com o plantel esfacelado.

Bosco Ferreira disse...

Eu não sei como pode alguem ser contra os pontos corridos?

Num sistema mata mata, o FLÔR e outros doze clubes a essa altura já estava de férias e com o plantel esfacelado.

Tiago Cordeiro disse...

Rodada maravilhosa mesmo...

É ganhar na semana q vem e, dependendo dos resultados, é um pé na libertadores. Título é consequência disso.

De um jeito ou de outro, a gente precisa vencer. E o primeiro a estar na libertadores é sempre o campeão.

Tiago Cordeiro disse...

O Éder Luís já não joga. Bom pra nós...

Mayson disse...

É Monnerat, desses resultados aí eu não botava muita fé era mesmo no Flor. Ainda acho que já caiu, mas vai que os caras ganham do Palmeiras? Mudando de assunto: Afirmei aqui na minha casa terça feira: O mengão perde pro Barueri e ganha do Santos e do Galo. Já acertei 2/3 da previsão...
Outra coisa: já saiu a súmula do jogo contra o Santos? Será que tem outra "penhora fantasma" na renda??