Correa? Dá tempo de desistir

Escrevi antes que não pretendo gastar espaço aqui no blog falando de transferências que ainda são apenas especulação. Abrirei uma meia-exceção pra falar de Correa. Isso porque o fato de que o Flamengo tem interesse no cara não é especulação - Marcos Brás já disse isso com todas as letras.

Então: ainda há tempo de desistir. Trazer Correa não faz o menor sentido.

Em se confirmando a chegada de Lima, que ainda vai fazer exames médicos, o Flamengo acabou de contratar dois zagueiros - esperemos que acreditando que são bons jogadores. Assim, o elenco passou a ter cinco para a posição: Lima, David, Angelim, Fabrício, Wellinton. Parece de bom tamanho.

Com isso, é razoável imaginar que Aírton poderá voltar a jogar como volante, sua posição de origem - como vai acontecer hoje à noite, no jogo contra o Cruzeiro. O elenco passaria a ter para esta função Aírton, Willians, Toró, Lennon e Rômulo. No ano que vem haverá ainda o retorno de Kléberson, que teve seus melhores momentos no ano jogando ali.

Pergunta: Correa é jogador indiscutível, claramente superior a Willians ou Aírton? Sua entrada no lugar de um dos dois realmente faria o time subir de nível? Não é a minha impressão. E com os outros que já estão na Gávea, será que até o banco já não está razoavelmente bem servido para esta posição?

E a questão é que Correa vem da Europa, onde ganhava em euros. Certamente seu salário não será mais baixo do que o de Willians e Aírton - bem pelo contrário; e, pelas notícias que saíram até agora, ele não vem sem que o Flamengo pague algo por sua liberação. Vão mesmo fingir esquecer que o Flamengo é um clube muito endividado, com receitas penhoradas ou adiantadas em anos, convivendo com salários atrasados de jogadores e funcionários, considerando vender um dos destaques do time na temporada pra tapar buraco no orçamento, pra trazer um jogador que não dá pra dizer que vá fazer grande diferença? Será possível que não há quinze ou vinte destinos melhores para esse dinheiro, levando em conta o que realmente deveria ser prioridade por lá?

Sei que Marcos Brás está se sentindo intimado a mostrar serviço neste pouco tempo em que tem garantido seu lugar à frente do futebol do clube - e, para muitos, "mostrar serviço" corresponde a "trazer reforços". Mas fazer esse tipo de contratação só pra mostrar que está se mexendo não vai ajudar em nada - bem pelo contrário. É o tipo de filme que já foi visto, repetidas vezes, e nunca teve um bom final. Pode acontecer do cara chegar e começar a jogar bem, vai saber - mas isso não faria com que sua contratação agora se justifique. É uma irresponsabilidade.

Pra completar: seria ingenuidade acreditar que o nome de Correa surgiu na Gávea em um brainstorm entre o pessoal que trabalha lá dentro. "Vamos pensar: quem seria uma boa pra esse time?" - e aí lembraram dele? Claro que não. Do início do ano pra cá, já surgiram notícias dando conta de que ele foi oferecido pelo menos a Santos e Grêmio. Tem empresário trabalhando nisso aí.

2 comentários:

Tiago Cordeiro disse...

Agora fiquei mais preocupado doq estava.

Pq essa sanha toda do cara sair do país por seis meses apenas?

Marcelo Constantino disse...

Que tem empresário me parece evidente.

Porém, considerando que o Flamengo vem jogando este ano repleto de volantes e zagueiros, faz sentido.