O Flamengo pagando salário milionário para um jogador vaiado

Fazendo acordo para assumir 100% do salário de Ronaldinho, o clube pode ter perdido uma grande oportunidade para se livrar de um problema.



* * * * * * * * * *

O horário foi ingrato e, por isso, não assisti à vitória de ontem do Flamengo sobre o Madureira, tirando um pequeno pedaço do primeiro tempo. O que leio é que o futebol foi muito ruim, o adversário até dominou a partida em muitos momentos e Ronaldinho, que perdeu um pênalti, saiu muito vaiado - ou o quanto poderia ser vaiado por um público tão pequeno quanto o presente no Engenhão.

Não é surpresa nenhuma. É claro que havia problemas no clima entre Luxemburgo e os jogadores, mas a questão deste time não é só essa. Viu-se contra o Potosí que uma dose extra de vontade pode trazer muita coisa boa, mas a verdade é que, do jeito que está montada, esta equipe vai quase sempre nos mostrar um futebol chato de se assistir, lento e previsível. E a verdade é que doping motivacional como o daquele dia é coisa de efeito curto, não se repete rodada a rodada; no dia-a-dia, ou o cara tá afim, ou não tá a fim.

E a verdade é que, até hoje, sempre pareceu que não tá a fim.

Li em algum jornal em banca aqui pelo Rio a manchete "devolve o cheque" - fazendo alusão ao fato de Ronaldinho finalmente ter recebido o que lhe deviam antes de jogar tão mal contra o Madureira. Não é por aí; o combinado não é caro e, se lhe deviam (Traffic ou Flamengo), ele tinha que receber. Porém, não consigo achar que a solução que se deu a este caso, com o Flamengo assumindo todo o salário de Ronaldinho até o ainda distante final de seu contrato, seja a melhor para o clube.

Com a "tranquilidade" de sempre, Patrícia Amorim diz que o gasto antes não previsto cabe tranquilo no orçamento e que, melhor ainda, "agora vão poder explorar a imagem de Ronaldinho". Com o tempo ainda vai ficar claro se o discurso dela bate ou não com a realidade. Mas, sendo bem sincero: ainda que o marketing do Flamengo fosse extremamente competente neste trabalho, acho que a conta não fecharia. Ronaldinho não joga o bastante para merecer salário tão alto, não tem esse potencial todo de imagem que alguns imaginam - especialmente jogando o que está jogando - e ainda parece ter uma influência ruim no ambiente interno. E estamos falando apenas da situação de momento. Vai saber como ele estará daqui a um ano e meio?

Acho que, por medo da repercussão de momento, perderam uma grande oportunidade de se livrar de um problema. E o pior é que é uma situação que ainda vai se arrastar na Justiça, com um fim imprevisível. Vamos torcer para não sobrar disso tudo mais uma daquelas dívidas multimilionárias que o Flamengo acaba pagando por décadas.


* * * * * * * * * *

Por falar em explorar a imagem de um astro: um dos melhores negócios feitos nos últimos tempos por uma empresa no âmbito do marketing esportivo no Brasil foi o da Pepsi ao contratar Joel Santana como garoto propaganda. Pagou preço de técnico do Bahia, recebeu o técnico do Flamengo.

Será que os dirigentes do Flamengo já pensaram em aproveitar a onda do pode to be pra bater na porta da Pepsi pedindo patrocínio?

9 comentários:

Marcos André Lessa disse...

Infelizmente, André, repete-se a "estratégia" feita com Gamarra e Petkovic, com provavelmente as mesmas heranças malditas.

lussiannosousa disse...

Ou de uma escola de Idiomas que estão nos três grandes de São Paulo.

Luiz Filho disse...

André o Flamengo já tem uma parceria com a PepsiCo, Gatorade, que é uma marca da empresa. Em relação aso refrigerantes, não sei se há algum impedimento porque também tem a parceria com a AmBev/InBev.

Além do Joel, Ronaldinho já foi garoto propaganda da marca, seria uma boa.

André disse...

Realmente R$1,25 milhões de reais é absurdo para o que o RG está jogando.

A torcida tem que COBRAR MUITO, MAS MUITO mesmo dele agora. Não tem mais desculpa alguma de falta de motivação.

Além disto agora o PATRÃO, ou seja o Flamengo, tem todo o direito (eu diria o DEVER) de cobrar um desempenho 1000% melhor em TODOS os jogos daqui para a frente.

Quem ganha este salário todo na realidade brasileira tem demonstrar resultado rápido. Não podem dar a moleza que sempre deram para este jogador.

A atuação de ontem já justificaria demissão por justa causa por incompetência.

Vamos quantas conjuntivites e dores de barriga o dentuço vai ter este ano.

Marcelo Constantino disse...

André, para mim esse é o maior crime já cometido contra as contas do clube.

O mundo inteiro sabe -- há anos, e lembrando que os bons tempos dele já datam de mais de SEIS anos atrás -- que ele não vale isso.

E estamos falando disso hoje, no segundo ano de contrato. Imagine no quarto ano, por exemplo.

Mas, dado que estamos falando de Flamengo, o caminho natural é que o contrato seja rescindido com o Flamengo se comprometendo a pagar integralmente o restante do contrato.

O Flamengo não vai pagar, a dívida vai para a justiça, que vai mandar empenhar até a Gávea para pagar, etc.

Mas isso, claro, será problema para outra diretoria.

Eduardo H. Costa disse...

Nada haver, mas.....

VAZA ALEX SILVA. BEM VINDO IBSON!

Ricardo Nagato disse...

Enquanto isso, o Corinthians continua apresentando receitas espetaculares e vai nos deixando longe, bem longe. Fora a questão de apresentar o balanço logo no início do ano. Tão cedo não sonharemos em ter isso no Flamengo. SRN

Luiz Filho disse...

Uma retificação: Todas as marcas da PepsiCo no Brasil, em relação a bebidas, são produzidas pela AmBev, o que facilitaria a tal parceria. Hoje o Flamengo estreiou com o Gatorade como patrocinador do basquete.

Eduardo H. Costa disse...

Ixi, cai na pegadinha do G1...