Brasileiro 2011 - 31a. rodada - Flamengo 1 x 1 Santos

Eis que novamente o Flamengo só tentou ganhar de verdade por uns 30 minutos de jogo. E novamente ficou com um empate.




* * * * * * * * * *

Vejam bem: na disputa com Jael, Deivid seria mesmo meu titular. E acho que, pro que dá pra esperar dele, hoje fez um bom jogo. Mas se há um defeito inegável em Deivid, é sua falta de velocidade. Escalá-lo hoje como segundo atacante, ao lado de Jael, não foi uma boa ideia - especialmente em um time que já tinha como armador alguém como Renato. É claro que se tornaria um time lento, como aconteceu no primeiro tempo.

Lendo a escalação, com o meio-campo formado por Maldonado, Willians e Renato, dava pra imaginar que o time dependeria totalmente das jogadas pelo lado pra criar alguma coisa - e que isso ficaria nas costas dos laterais e de Negueba. Só que Negueba voltou a produzir o pouco que produz sempre e Júnior César foi bem apagado. Do outro lado, Deivid até saía da área, mas é claro que não era opção de jogada pelas pontas. Léo Moura apoiou bastante, mas sem companhia e, mesmo quando conseguia levar vantagem sobre o marcador, errava os cruzamentos.

E assim, no primeiro tempo o Flamengo teve apenas duas chances de gol, em dois lances meio por acaso, com Júnior César e Jael. Como o Santos veio pouco interessado e com três volantes no seu meio-campo, foi um jogo bem chato.

Que melhorou bastante no segundo tempo. O Santos conseguiu fazer seu gol, num pênalti besta de Alex Silva - depois de Maldonado e Léo Moura deixarem o improvável Alan Kardec entrar driblando na área - logo no início. Aí, finalmente Luxemburgo resolveu mexer no time, colocando Diego Maurício e Vander. Os dois já deram mais velocidade e melhoraram o time, embora o segundo tenha sentido o tempo parado e andado pisando na bola, mais de uma vez. Mas a maior mudança aconteceu quando Thomas entrou no lugar de Willians. O garoto foi bem, chamando o jogo, se mexendo, arriscando jogadas. É pesado achar que é um  salvador da pátria, mas vendo os dois jogarem, é difícil entender por que Negueba tem tantas oportunidades a mais.

E mais uma vez jogando pra vencer por apenas uns 30 minutos, o Flamengo conseguiu um empate. Ficou a impressão de que, mesmo com os desfalques, devia ter vencido. Até porque o Santos, além de já não ter nenhum objetivo no campeonato, também não estava completo - veio sem Ganso, Borges, Léo, Elano. Sobrou Neymar, que jogou quase sozinho. E jogou muito.


* * * * * * * * * *

Pra não deixar passar: a arbitragem teve sua rotineira participação lamentável. Errou ao não dar um pênalti de Wellinton em Neymar, errou ao anular um gol legal de Alex Silva. Deu sorte ainda de não ter saído um gol no primeiro tempo em lance em que Renteria estava impedido. Mas como acabou sendo um lance de gol pra cada lado, não deu pra nenhum dos dois técnicos assumir o papel de perseguido.




23/10/2011 - 18h - Flamengo 1 x 1 Santos
Engenhão - Rio de Janeiro, RJ
Renda e público: R$ 374,105,00 / 13.853 pagantes / 18.257 presentes


Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Kleber Lucio Gil (SC)
Cartões amarelos: Negueba e Willians (FLA)

Gols: Neymar 3'/2ºT (0-1) e Deivid 33'/2ºT (1-1)

Flamengo: Felipe, Léo Moura, Alex Silva, Welinton e Junior Cesar; Maldonado, Willians (Thomás 22'/2ºT) e Renato; Negueba (Vander 11'/2ºT), Deivid e Jael (Diego Maurício 11'/2ºT) - Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Santos: Rafael, Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval; Adriano, Henrique, Arouca (Bruno Aguiar 34'/2ºT) e Neymar; Alan Kardec (Ibson 28'/2ºT) e Rentería - Téc: Tata.

8 comentários:

André disse...

Concordo com tudo e realmente não entendo as INFINITAS chances ao Negueba.

Este jovem não sabe chutar, não sabe cruzar, não levam vantagem individual sobre os defensores...

Gostei muito de ver o garoto Tomás. Partiu para cima da defesa so Santos, conseguiu boas arrancadas, mostrou futuro. Espero que tenha mais oportunidades.

Quanto a este ano ficaria de bom tamanho a vaga para a Libertadores. O título vai ficar mesmo entre Vasco e Corinthians.

Eduardo H. Costa disse...

O Neguebis tem que treinar chutes, cruzamentos e saber usar com sabedoria seu sprint. Perdido em campo e ainda levou um amarelo bobo. Culpa do treinador.

Por diversas vezes a bola sobrou pro Willians cruzar. Que pecado. Tá errado, assim como é errado deixar o Wellinton sair jogando. Na falta de habilidade, Roubou? Tocou! Culpa do treinador.

Eu não gosto do Deivid. O Luxemburro ainda me vem comparar com atacante de Grêmio e coisas do gênero na parte do meio pra baixo da tabela. Lamentável.

O contrato do Deivid acaba quando? Sem contar que o cara tava cobrando direito de imagem esses dias... pqp..

Paulo Sales disse...

Negueba é mais um dos muitos casos de jogadores do Flamengo que chegam à equipe principal sem saber os fundamentos básicos. Me lembra Jean, que tinha habilidade, velocidade, mas não sabia chutar. Thomás foi uma bela surpresa, assim como a surpreendente atuação de Diego Mauricio. Vander foi mal, mas pode render mais. O fato é que Luxemburgo precisa usar mais essa garotada. Seu time titular é previsível, pesado, lento, sem jogadas ensaiadas, sem avanços em conjunto. Como André costuma dizer, ele joga para empatar até a metade do segundo tempo, aí só temos 30 minutos pra ganhar o jogo.

Gabriel Folha disse...

Sem querer fazer juizo precipitado, pelo menos o que o Thomás apresentou foi alguma coisa parecida com futebol. Ritmo e velocidade incompatíveis com o resto do time do Flamengo.

Um bandeira que não deu o impedimento no lance do Rentería realmente não poderia fazer nada diferente de continuar errando.

Negueba não existe!!

Alan's Psychedelic Breakfast disse...

Concordo com quase tudo da sua análise. Não acho que o Vander tenha feito uma boa partida, muito pelo contrário. Não se deveria dar chances a ele em partidas que o time busca desesperadamente a vitória (como vai ser daqui pro final).
Por outro lado, Tomas abrilhantou demais o time (D.Maurício também) que vinha muito apagado o jogo inteiro, nos primeiros 60 minutos basicamente.
Acho que a cota do Negueba já deu, há muito esse jogador não vem produzindo nada, só raiva ao torcedor.
.
Duas análises que gostaria de fazer: 1) se deveria trabalhar mais o jogo aéreo Júnior César + Deivid, os dois vem fazendo gols importantes assim. Apesar do que se fala do Júnior César, acho ele fundamental nesse tipo de jogado que Léo Moura há MUITO tempo não vem conseguindo fazer, e quando consegue, ou erra nos cruzamentos ou não parece mesmo ser o lado que Deivid gosta de marcar.
e 2) A torcida do Flamengo, em campo, não ajuda em NADA. 18 mil era o público presente, mas se ouvia mais as "Neymazetes", ou torcida feminina do Neymar, do que a Torcida Rubro Negra levantando o time. Outros times que estão brigando pela ponta da tabela levaram o dobro de presentes e não têm sequer o tamanho da torcida do Flamengo. Cadê a torcida em campo?

No mais, mesmo com um time misto o Flamengo não foi tão melhor assim do time titular, foi a mesma postura desmotivada e desestimulada que vemos jogar desde o ínicio do segundo turno. Lamentável!

Elton disse...

Na época do Fla, o Andrezinho era melhor que o Negueba.

LuksAlves disse...

Bem, o Flamengo é um caso serio não aguento mais o tal do Deivid, infelizmente ainda teremos que aturá-lo ate o final do próximo ano, sua falta de velocidade é incrível, é como eu falo, o Deivid parece que usa as chuteiras do tempo de Pelé que tinha pregos invés de travas e por isso ele não consegue se movimentar em campo(kkkk).
Negueba é a pura mostra de como os nossos garotos são mal trabalhados na base, é imoral. Gosto muito do Thomás e espero que esteja no mínimo no banco contra o Grêmio, mas conhecendo o pofexo provavelmente ele não vai colocar-lo, ja que contra o São Paulo o moleque(que é mais velho que eu kkkk) jogou muito mais do que ontem, e não conseguiu uma sequência de jogos. Gosto também muito do Diego Mauricio mas acho que falta alguém serio no ataque junto a ele, ja que ele muitas vezes não consegue uma sequência de jogada com o lerdo do Deivid.
Acho o Renato desnecessário, mas é um dos lideres do grupo e é bom ter um cara assim para essa transição dos garotos pro profissional. Mas taticamente jogando com ele, Airton e Willians não da! Quando se tem uma dupla de marcação forte que nem se tem com o Airton e Willians acho que não precisa de mais um "volante" como o Renato e como meia armador não presta (pois nem seus famosos chutes de fora da área estão dando certo) eu tiraria ele e colocaria um dos meninos ou o Thomás ou o Diego Mauricio.
Eu acho que deveria se utilizar mais da bola parada com os cobradores de bola parada que agente tem, e com bons cabeceadores como TN7, Renato, os zagueiros e o sortudo Deivid.
E realmente como você fala André, esse time não sabe ganhar, mas resumindo tudo agente não tem um técnico descente, o que agente tem é um ladrão que rouba 700mil por mês fora o que ele pega dos outros times como os em crise Galo e Palmeiras, depois de sua passagem pela Europa, O Luxemburgo que ficou famoso nos anos 90 nunca mais foi o mesmo.

Felipe disse...

Sobre o Negueba, acho que a galera exagera um pouco... eu o considero um bom jogador, útil. Assim como o Thomás tbm está demonstrando ser, contudo, muita calma galera, não são eles os responsáveis em trazer o caneco pra gente.

O resultado contra o Santos foi péssimo, mas o empate foi melhor do que a vitória pq ainda nos coloca próximos ao Vasco (se considerarmos que temos um jogo contra eles). Acredito fielmente que o Vasco ainda perde pontos pros times aqui do Rio, o que significa que se o Fla conseguir uma sequencia de 3 ou 4 vitórias, com certeza chegaremos nas ultimas rodadas brigando pelo título.
Sobre o time, admito que eu me cansei do david, mas temos que admitir que nos dois ultimos jogos ele fez os gols que precisavamos, um pouco de gratidão ajuda o time. Acho que ele tem td pra arrbentar nessa reta final. Junto com os princiais nomes do time do flamengo, que não devem mais ser suspensos (R10 e TN7).

É esperar pra ver. essa reta final será emocionante.