Brasileiro 2010 - 34a. rodada - Flamengo 0 x 1 Atlético-PR

A escalação de Luxemburgo foi bem estranha em relação ao que vinha sendo visto nos jogos anteriores. Guilherme Negueba fez sua estreia e até foi bem - mas jogou exatamente na mesma posição que Marquinhos, que vinha entrando em todos os jogos e sendo elogiado. Por que foi preterido desta vez? Além disso, Diogo e Diego Maurício foram barrados enquanto o pior dos 3D, Deivid, continuou como titular, jogando só no nome - novamente, muito mal. Fato é que Luxemburgo ainda mostra indecisão no que quer do time, que continua irregular. E esta derrota imprevista de hoje tem que ligar o sinal de alerta.


O time foi armado num 4-2-3-1, com Val Baiano de centro-avante, Deivid e Guilherme fazendo funções semelhantes, um em cada lado, e Renato centralizado na armação. O Atlético-PR entrou com um esquema bem parecido (Nieto na frente, Gonzalez e Guerrón abertos, Paulo Báier centralizado no meio) e o jogo foi equilibrado no primeiro tempo. O Flamengo, apesar de ter pontos fracos em Renato, Deivid e Juan, até que não jogou mal; mas o Atlético foi mais perigoso, tendo as melhores chances de marcar e encontrando facilidade pra criar com Guerrón e Vágner Diniz pelo lado de Juan. Porém, o que acabou sendo decisivo foi o pênalti besta cometido por Maldonado - que, fora este lance infeliz, teve grande atuação em toda a partida.

Para o segundo tempo, Luxemburgo colocou Corrêa no lugar de Willians, para melhorar o passe no meio-campo, o que até conseguiu; e Diego Maurício, que desta vez não foi muito bem, no lugar de Deivid. Mas a grande mudança de posicionamento no time foi com a entrada de Marquinhos no lugar de Negueba, já aos 15 minutos. Desta vez, a função de Marquinhos foi diferente - jogou pela direita, com Renato indo mais para a esquerda e o esquema se modificando. O time passou a atacar apenas pela direita, com Diego Maurício, Léo Moura, Correa e Marquinhos, e até conseguiu criar boas jogadas por ali. Mas os cruzamentos foram muito ruins, o último passe foi quase sempre errado e, quando não foi, as finalizações foram péssimas. Por isso, apesar do Atlético-PR mal ter passado do meio-campo em todo o segundo tempo, o goleiro Neto precisou fazer uma única defesa difícil.

Faltam quatro jogos e o Flamengo está quatro pontos à frente da linha do rebaixamento. Há confrontos entre os times que estão abaixo e as chances de cair são pequenas - mas nas próximas duas rodadas, serão dois jogos contra estes times que tentam escapar da Série B, sendo que o primeiro é fora de casa contra aquela que deve ser no momento a melhor destas equipes. Resultados ruins nestas duas partidas podem criar um perrengue totalmente desnecessário no final do campeonato. É bom que Luxemburgo e os jogadores saibam o que estão fazendo.



7/11/2010 - 19h30 - Flamengo 0 x 1 Atlético-PR
Estádio Raulino de Oliveira - Volta Redonda, RJ

Árbitro: Jose Henrique de Carvalho (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcia Lopes (RO)
Cartão amarelo: Guilherme Negueba (26'/1ºT), Maldonado (37'/1ºT), Deivid (39'/1ºT), Renato (46'/1ºT); Paulinho (43'/1ºT), Deivid (12'/2ºT), Ivan Gonzáles (28'/2ºT)

Gol: Paulo Baier 39'/1ºT,

Flamengo: Marcelo Lomba; Léo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Maldonado, Willians (Correa - intervalo), Renato e Guilherme Negueba (Marquinhos 13'/2ºT); Deivid (Diego Maurício - intervalo) e Val Baiano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Atlético-PR: Neto, Wagner Diniz, Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Deivid (Olberdam (19'/2ºT), Vitor, Paulo Baier e Iván González (Bruno Mineiro 28'/2ºT); Guerrón (Marcio Azevedo 34'/2ºT) e Nieto (21'/2ºT). Técnico: Sérgio Soares.

5 comentários:

Tiago Cordeiro disse...

Deram mole. Os últimos jogos tiveram resultados positivos na mão e ficaram cozinhando. Avaí e Ceará foram quatro pontos que DEIXARAM escapar. E tudo com esse papo que estava tudo bem, que o time ia brigar por algo mais que não cair etc.

Agora, fodeu. E ferrou brabo mesmo. Simplesmente não pode mais perder nas próximas rodadas e precisa vencer pelo menos uma.

E nosso número de vitórias só é maior do que o Prudente. Enfim...

The Dog disse...

O jogo chave do Flamengo é Guarani vs Vitoria na proxima rodada. O Gurani não pode vencer e aí a gente decide com eles na rodada seguinte e tem que vencer de qualquer maneira.

Luis disse...

André, a escalação não foi estranha, foi horrível!!! Não fez sentido. Mais um ponto contra o Luxa, que vem escolhendo mal o time. Além disso, Juan, Deivid, Renato e Val Baiano foram mais uma vez ridículos. Acho que o Juan não faz uma jogada decente de linha de fundo há muitos meses e o Val Baiano parece um "balde". Como time não cria patavinas e só depende de dar "sufocos" no final, o jogo mais uma vez foi decido em uma pixotada individual. Não vai ser duro de aturar as próximas rodadas!!!

Freire disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Freire disse...

Neto, ótimo goleiro, ganhou ontem um empresário: Luiz Carlos Júnior.

Bastava que o arqueiro do Atlético Paranaense segurasse a bola após um cruzamento patético para o narrador do SporTV se derramar em elogios: "Muuuito seguro o goleiro Neto!".

Parei de contar na décima vez.