Brasileiro 2010 - 20a. rodada - Avaí 2 x 2 Flamengo

Um time que sai fazendo 2x0 e deixa o adversário empatar não pode terminar o jogo achando o resultado bom. Mas no duro, considerando o que resta de objetivos para o Flamengo nesta temporada, não tem muito o que reclamar. Um "adversário direto" na luta contra o rebaixamento não se aproximou e hoje o título, ou melhor, a vaga na Sul-Americana só não está na mão pelo número de vitórias. E assim, como diz a música, nós vamos vivendo de amor.

Não consegui assistir ao primeiro tempo, em que o Flamengo abriu 2x0, dizem, sem ser ameaçado. E com dois gols de Val Baiano, vejam vocês. Imagino que vários devem agora estar pensando que o centro-avante "tem sua utilidade". Quem sabe daqui a pouco Luxemburgo tira o Borja da cartola em algum momento e isso funciona? Dizem que ele andou se destacando no sub-23, vai saber. Realmente acho apenas que as pessoas tiram conclusões definitivas rápido demais. E as mudam também. Faz parte.

No segundo tempo, a que assisti, o time foi mal. Por algum motivo estranho, era fácil pros  jogadores do Avaí arrancarem com a bola dominada pelo meio de dois, três, quatro marcadores, só sendo parados com faltas na entrada da área. O time não conseguia sair da defesa, nem marcar o adversário antes dele chegar na altura da meia-lua. Os catarinenses conseguiram pressionar, levar perigo em bolas paradas e acabaram empatando em 20 minutos, graças a dois escanteios - e o time voltou a mostrar a mesma falha nas bolas aéreas que aparecia nos tempos de Silas e Rogério. Inclusive com o tradicional gol em que deixam o adversário desviar a bola no primeiro pau e matar Marcelo Lomba, como aconteceu contra Atlético-PR, Fluminense, Grêmio...

E se as alterações de Luxemburgo contra o Atlético-GO mostraram sua "estrela", desta vez ele foi infeliz - especialmente ao tirar Diego Maurício para colocar Galhardo, no momento em que o time ficou com um a menos e lhe restaria tentar os contra-ataques. Ia fazer isso com Val Baiano? Ou mesmo com Deivid? Não deu pra entender.

Menção honrosa na partida ao juiz, que expulsou David e Rudnei sem titubear - e sem ter visto o que tinha acontecido, já que estava de costas pro lance e resolveu mostrar o cartão vermelho baseado num inacreditável sexto sentido. Sem falar na de Léo Moura, que levou o segundo amarelo depois de ter recebido a primeira advertência por uma falta que não foi sua.



10/10/2010 - 16h - Avaí 2 x 2 Flamengo
Ressacada (Florianópolis, SC)

Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR).
Auxiliares: Roberto Braatz (PR) e Bruno Boschilia (PR).
Cartões amarelos: Avaí: Caio (7'/1ºT), Emerson (24'/2ºT); Flamengo: Léo Moura (22'/1ºT), Willians (30'/1ºT), Juan (34'/1ºT)
Cartão vermelho: Léo Moura (12'2ºT), David (44'/2ºT), Rudinei (44'/2ºT).
Gols: Val Baiano 14'/1ºT (1-0), Val Baiano 16'/1ºT (2-0); Emerson (8'/2ºT) e Pará (14'/2ºT)

Avaí: Renan; Patric, Gabriel, Emerson e Pará; Rodrigo Thiesen, Caio (Valber - intervalo), Rudinei e Jefferson; Robinho (Emerson Neves - intervalo); Roberto.
Técnico: Edson dos Santos.

Flamengo: Marcelo Lomba; Léo Moura, Welinto, David e Juan; Willians, Correa, Kleberson (Petkovic 10'/2ºT) e Renato; Diego Maurício (Rafael Galhardo - 14'/2ºT) e Val Baiano(Deivid 21'/2ºT).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

7 comentários:

Cleber Soares disse...

Fizemos um primeiro tempo de time campeão, e um segundo de time que briga pra não cair. Mas dos males o menor devido as condições que jogo se deu. Agora é focar nesses 3 jogos em casa que vai ser dureza e muita.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Jones Ferro disse...

Agora é confiar no Luxemburgo para que possa fazer um bom trabalho com esse elenco até o finaldo Ano, não é ruim mas também existem alguns que não deveriam estar ali, já copntribuiram mas não dá mais, outros nada deram e também não mereciam estar ali. Ano que vem outro elenco, mas antes vamos lutar pra nãocair!

Bosco Ferreira disse...

Um festival de erros:

Infelizmente a imprensa não se indigna com essas arbitagens tendenciosas.

Tendenciosas sim. Por que dá um cartão amarelo a alguem que apenas estava próximo a um lance faltoso e dois cartões vermelhos simultâneos a dois jogadores, estando o árbitro de costas para o lance, sem ao menos consultar o assistente, é sim um ato de pura irresponsabilidade.

E o que diz sempre a imprensa? -"tolice, são erros normais que acontecem a hora."

Normais porque acontecem a toda hora?

Duvido muito que tenham essa mesma tolerância se fosse um erro de um dirigente ou de um jogador de futebol.

Palahaçada daquele torcedor covarde que invadiu o campo para agredir o árbitro, esse tipo de pessoa, são daqueles que batem em mulheres, e acham que estão no seu direito.

Quanto ao Luxa, errou demais. Mostrou que não tem mais nada daquele do passado. Só funciona em clubes com planteis de estrelas.

Fluzão Eterno disse...

Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
obrigado e parabéns pelo seu blog:
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Fluzão Eterno

André Amaral disse...

Lamento muito o péssimo segundo tempo, até o Luxemburgo errou, tirar Diego Maurício e deixar o Val Baiano foi errado.

O próprio treinador disse que Val Baiano não tem habilidade, Diego Maurício segura a bola e pode ser perigoso nos contra-ataques.

Mas o foda mesmo foi ver Juan entregando a paçoca mais uma vez, que bixo infeliz.

Os três pontos seriam perfeitos, pro time praticamente zerar as chances da maldita zona.

Ae, só muda o título do post, foi foi 2 x 2..hehe

Luis disse...

Não podemos nos iludir c/ "efeito Luxa" (motivação, Val Baiano etc), 1o tempo contra o Avaí, erros de arbitragem (pois os caras erram contra todos) etc. O time é ruim pra cacete mesmo!!!

Flávio disse...

Foi tudo certo. O time fez muito mais do que qualquer um poderia esperar.
O Avaí levaria o gol de contra-ataque no segundo tempo. Já tinha havido uma chance com o Diego Maurício e outras apareceriam.
Mas o soprador de apitos (Roman) estragou tudo. Errou bizonhamente várias vezes, principalmente em marcar falta em todas as simulações do centro-avante do Avaí.
Os dois lances que o Léo Moura levou cartão sequer foram faltas. Também não foi falta do Willians no primeiro lance. O tal de Roberto simplesmente se joga o tempo todo e o juizinho de araque cai igual um pato.
Ontem fomos muito prejudicados pela arbitragem.
Mas a evolução do time já é notória. Sete chances de gol no primeiro tempo, com dois gols, é excelente.
O Luxemburgo é treinador de futebol, coisa que nem Andrade, nem Rogério, muito menos Silas são.
O que é possível tirar desse time o Luxemburgo vai tirar. Mais que isso, só contratando novamente.