Este sábado é dia de Maracanã*

Rubro-negros, uni-vos: amanhã é dia de ir ao Maracanã. Não caiam no clima de desespero exagerado que alguns tentam espalhar entre os torcedores do Flamengo. Deixem de lado um pouco suas justificadas inseguranças com o treinador e alguns dos jogadores. Esqueçam o pessimismo em casa, vistam-se de vermelho e preto e saiam rumo ao Maracanã.


Escolham a razão que quiserem para ir ao estádio. Pode ser o apoio a Zico, ao que ele representa, às suas ideias e filosofia; pode ser a estreia de Leandro Amaral e Renato; pode ser a constatação de que o Mário Filho realmente não parece muito longe de fechar as portas. Pode ser a simples vontade de ver o Flamengo jogar. Ou até mesmo a conclusão simples de que o time precisa da torcida.

Eu estou combinando um pouco de tudo isso aí em cima para chegar a esta conclusão: este sábado é dia de ir ao Maracanã.


* * * * * * * * * * * * * *

Mas vou reforçar aqui o ponto que o Dão já colocou esta semana no FlamengoNet: por que os ingressos para os jogos do Flamengo custam mais caro que os dos demais clubes do Rio?

Nos jogos do Vasco, o ingresso de arquibancada sai por R$20,00. Nos do Botafogo, de acordo com o setor, variam entre R$20 e R$40. Nos do Fluminense, com seu time milionário e líder do campeonato, no mesmo Maracanã, a cadeira amarela custa R$30. Por que nos jogos do Flamengo o preço é R$40?

Por que até mesmo a cadeira especial nos jogos dos tricolores custa R$80, contra R$150 para ver Rogério e companhia?

Não faria sentido, no esforço de trazer a torcida para junto do time e do clube neste momento, abaixar estes preços?



* * * * * * * * * * * * * *


Insatisfeito com o rendimento do time, intranquilo com sua situação no emprego, Rogério vai mesmo escalar Renato e Leandro Amaral como titulares logo de início. Só quem acompanha o dia-a-dia de treinos do time de perto pode avaliar se é o mais aconselhável, mas é claro que a pressa não seria a mesma se o time estivesse se virando melhor nestas últimas rodadas.

Sempre vi Renato como um jogador que depende muito de seu vigor físico para se destacar. Ele não é particularmente habilidoso, nem se destaca pela visão de jogo. Mas aparecia bem conseguindo correr de uma ponta a outra do campo, chamando a responsabilidade pra si e arriscando as jogadas. Se seu físico está meia-bomba, só resta esperar que ao menos o chute continue forte e ande calibrado.

Leandro Amaral vai jogar ao lado de Val Baiano. Segundo li dos treinos, foi instruído a se mexer bastante pelos lados do canto. Não sei se é o mais recomendável, e não só por estar sem jogar há tanto tempo e longe da melhor condição física. Leandro é um centro-avante; não é daqueles paradões, que só empurram a bola pra dentro, mas é centro-avante. Em sua melhor fase no Vasco, formava o ataque com Jean, que era quem se mexia por todos os lados do ataque; no Fluminense, ao lado dos centro-avantes Dodô e Washington, mostrou sua técnica em diversos lances, mas não rendeu a mesma coisa.

De qualquer forma, a simples presença de gente nova em campo, em quem a torcida e os outros jogadores acreditam que podem fazer algo de diferente, já pode mudar pra melhor o espírito do time. É torcer para que se saiam o melhor possível.

* Texto da coluna desta semana no FlamengoNet

Um comentário:

André disse...

Muito legal essa chamada na torcida e uma vitória amanhã seria importantíssimo para levantar o astral da torcida e o animo dos jogadores...do contrário...a casa vai cair de vez...