Brasileiro 2010 - 2a. rodada - Vitória 1 x 1 Flamengo

Analisar um jogo como este Vitória x Flamengo de hoje é sempre uma tarefa ingrata. Afinal de contas, a chuva e o estado do gramado acabam servindo de desculpa pra qualquer coisa. E assim, qualquer avaliação do time que deve enfrentar o Universidad na quinta-feira ficou bastante prejudicada.


Mas o Flamengo ao menos iniciou a partida tentando tomar a iniciativa, num momento em que o gramado não estava impraticável. Não foi um time exatamente criativo, no entanto. As duas chances que criou envolveram falhas grosseiras de jogadores do time misto do Vitória (que estava sem seis titulares). Na segunda, Vagner Love aproveitou o erro do goleiro reserva do time baiano e fez 1x0. E, depois disso, a chuva apertou de vez e basicamente não houve futebol até o intervalo.

No segundo tempo, houve momentos de chuva mais intensa, outros em que ela deu um alívio - mas, de qualquer forma, o campo já estava muito prejudicado. O Vitória tomou sempre a iniciativa, mas praticamente não chutou a gol; o Flamengo limitou-se a se defender e não teve organização ou inteligência para organizar jogadas na frente. No finzinho, Fierro fez uma falta tola na entrada da área que deu no gol de empate do Vitória. E o resultado acabou sendo mais justo pra falta de futebol que se viu hoje.


* * * * * * * * * * *

Alguns comentários pontuais, sobre o que se pôde ver no meio do aguaceiro:

- Rogério decidiu tirar Rômulo e acabar com o esquema de três zagueiros. Para manter Léo Moura e Juan apoiando, preferiu deixar dois cabeças-de-área corredores em campo, com mais velocidade para fazer a cobertura dos dois. Este é o raciocínio, e hoje isso não pôde ser observado na prática. Mas, pra mim, barrar Maldonado para colocar Toró sempre vai ser um negócio esquisitaço.

- Ao menos neste primeiro momento, Adriano resolveu tentar se levar mais a sério após descobrir que não irá à Copa do Mundo. Começou a treinar quando não costumava e hoje, no primeiro tempo, procurou o jogo como não se via há tempo.

- Foi impressionante o quanto Michael participou do jogo enquanto esteve em campo. O cara tem suas limitações, não é nenhum armador e o gramado ainda atrapalhava seu estilo de jogo - mas ele era visto atrás da bola em todas as partes do campo.

- Já Kléberson mal foi notado em todo o jogo. E para o Flamengo funcionar com esta escalação que Rogério está escolhendo, ele tem que aparecer. Percebo o quanto é preciso ter o pé atrás com Petkovic, por mil motivos; mas é óbvia a diferença que ele pode fazer neste time e talvez a missão mais importante para o treinador do Flamengo hoje é descobrir a maneira de utilizá-lo da melhor maneira possível.

- Vagner Love é um dos jogadores menos inteligentes que já vi jogar em minha vida.



15/5/2010 - 18h30 - Vitória 1 x 1 Flamengo
Barradão - Salvador, BA

Árbitro: Paulo Cesar Oliveira Fifa/SP
Auxiliares: Marcio Luiz Augusto (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Cartões amarelos: Vilson, Neto Berola e Elkesson(Vitótia)

Gols: Vagner Love, 2'/1ºT (0-1), Elkesson, 40'/2ºT (1-1)

Vitória: Vinícius; Rafael Cruz, Vilson (Gabriel / intervalo), Renê e Maurim; Vanderson, Uellinton (Lenílson, 15'/2ºT), Ricardo Conceição e Elkesson; Neto Berola (Kleiton Domingues, 22'/2ºT) e Júnior. Técnico: Ricardo Silva.

Flamengo: Bruno; Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Toró (Maldonado, 40'/2ºT), Willians, Kleberson e Michael (Fierro, 22'/2ºT); Vagner Love (Petkovic, 28/2ºT) e Adriano. Técnico: Rogério Lourenço.

10 comentários:

Bosco Ferreira disse...

Agora uma bôa descansada e a preparação para viajem.

Espero que a logística na seja atrapalhada pelas mordomias da rainha Elisapat.

Acredito sim. Por que não acreditaria? Eu sou é da nação rubronegra.

AF STURT disse...

So não entendi a frase em relação ao Love?

André Amaral disse...

Pelo menos alguns pontos a comemorar:

- Rogério prometeu uma equipe mais atenta no começo do jogo e hoje tivemos. Fizemos o gol, criamos boas chances, mas depois o campo ferrou tudo.

- Adriano! Buscava o jogo no meio campo, voltava para marcar, enfim, com uma outra postura. Sorrindo, dando entrevistas, gostei,

- Willians de volante não tem pra ninguém.

Mas aquela falta do Fierro é muita burrice! Na boa.

Bruno CML disse...

A falta do Fierro foi uma idiotice mas o gol saiu por causa da mão de alface do Bruno, ele falhou no gol, a falta idiota do Fierro nao absolve o erro dele.

Anônimo disse...

Pra quem gostava do Fierro, tá aí...

Esse cara é ridículo; impressionante, a seleção chilena deve ser mesmo uma piada.

O cara entregou 2 pontos: simples assim.

E o Pet, que todos pedem, perdeu as duas chances de gol do Fla no segundo tempo.

caio gomes disse...

O Pet perdeu duas chances? Pelo menos ele criou alguma coisa né. E se o Adriano estivesse em forma, ou não estivesse cansado ali naquela hora, dava pra alcançar a bola.
E o Fierro, meu Deus...
O Love é muito raçudo, mas ele não ganha uma dividida. Impressionante.

André Monnerat disse...

Sturt, vou explicar a frase em relação ao Love.

Preste atenção a cada lance de que ele participa. Em TODOS, ele pega a bola, abaixa a cabeça e tenta uma jogada individual.

Isso já é pouco inteligente normalmente, porque o cara tenta enfrentar a defesa adversária sempre sozinho. Não toca a bola de jeito nenhum.

O que dirá no gramado encharcado de ontem. Ou do Maracanã contra o Corinthians, em que ele fez a mesma coisa.

Raphael Perret disse...

"Vagner Love é um dos jogadores menos inteligentes que já vi jogar em minha vida."

Hahahahaha, gostei. O cara até faz gols (e tem sorte, como ontem). Mas impressionante!!! Quer driblar todo mundo quando tem uns três marcando ele e um na sobra. Na maioria das vezes, escolhe pela pior opção, entre passar ou chutar.

Mais um pouco, vou ter que chamá-lo de um Obina com um pouco mais de talento.

Flávio disse...

Gostei André: menos inteligente é ótimo. O cara é burro e ruim pra cacete.
Mas o mais burro do time (entre os jogadores) é o Fierro. Fazer uma falta daquela forma, com o jogo ganho...
Eu sempre fui o cara que menos gostava do Obina na torcida do Flamengo, mas reconheço que o Wagner Love consegue ser ainda pior.
Ele erra tudo e atrapalha muito.

Sobre o Rogério, reconheço que ele está tentando alguma coisa. Mas ele sempre teste opções defensivas. Põe o Rômulo, tira o Rômulo, tira Maldonado, devolve Toró, três zagueiros, dois zagueiros.

Por que ele não tenta também no meio e no ataque?

Experimente um joguinho apenas com Pet a Adriano. Barre o Love. Ou tente Adriano e Pacheco. Sei lá. Tenta alguma coisa do meio pra frente.

Sempre que falo isso, lembro que a única utilidade do Campeonato Carioca é para fazer esses testes. Então ele não serviu para nada.

É isso que dá ficar com estagiário no lugar de técnico de verdade. Se tivéssemos contratado o Luxemburgo...

Marcos André Lessa disse...

Olha, acho que está rolando um exagero nessas avaliações do Vagner Love. Nunca esperei que ele fosse um craque ou um jogador inteligente. Esperava apenas q ele fizesse os gols que Obina, Josiel e cia. incluindo aí Adriano fim de 2009 não estavam fazendo. E isso ele fez. Fico na raiva qdo perde gols feitos como no primeiro tempo contra a Universidad. Mas juntando os gols feitos - inclusive na LIbertadores - o oportunismo na área e a raça, compensa.