Brasileiro 2009 - 38a. rodada - Flamengo 2 x1 Grêmio - Flamengo Campeão Brasileiro de 2009

Não é nem uma questão de que "com o Flamengo, tem sempre que ser sofrido" - afinal, já aconteceu de título brasileiro e até mundial serem decididos com baile e 3x0 no primeiro tempo. Mas cada título tem sua história, e cada história tem seu sentido, seu significado. O roteiro desta partida decisiva contra o Grêmio foi preparado para lembrar a todos que a conquista de um título brasileiro nunca pode ser encarada como algo protocolar, natural. Ser campeão brasileiro não é como ir comprar pão na padaria, não é como chupar um chicabon - são meses e meses de competição dura, decisões semanais, provas seguidas de toda natureza. E todos aqueles que enfrentaram horas de fila ou gastaram centenas de reais para estar no Maracanã e presenciar a História mereciam memórias e emoções à altura do significado daquele momento.

Se a quantidade de ingressos vendida foi semelhante a de diversas outras partidas de lotação esgotada nos últimos tempos, o Maracanã estava bem mais cheio que o normal. Um clima de confiança e ansiedade nervosa antes do jogo, gritos de guerra dos velhos tempos, dá-lhe, dá-lhe Mengo, seremos campeões. Mas foi a bola rolar e o jogo começou a não se encaminhar com a tranquilidade que muitos desavisados esperavam. Os cantos já não contagiavam com a mesma naturalidade. Previsivelmente, a porteira abriu-se em Porto Alegre com o primeiro gol do Inter. E, num escanteio, o Grêmio fez 1x0.

É óbvio que o filme de final trágico passou na frente dos olhos de cada um dos presentes. Mas não era dia disso. Por mais que muitos tenham - de maneira mais do que natural - fraquejado na fé naqueles momentos de tensão, por mais que os nervos tenham sido postos à prova, o hexa estava escrito. E assim, se não foi uma tarde de grande atuação, se não foi partida para os craques decisivos do time brilharem, os gols teriam que sair de alguma forma qualquer - e vieram em dois escanteios. Petkovic e Adriano, os que tiveram a responsabilidade de decidir em tantos momentos ao longo da campanha, tiveram participações subalternas nos lances - mas quem resolveu a parada foram os zagueiros do time. E o roteiro, afinal, foi bem amarrado: ficou bonito para a História que o gol do título tenha sido do rubro-negro Ronaldo Angelim - um verdadeiro torcedor em campo.

E não é que logo depois do gol da virada, por pouco o Grêmio - que até sofrer o 2x1 jogava para o empate como se aquele resultado lhe garantisse alguma coisa, dando carrinhos, chutões pra frente e fazendo cera - não arruma um segundo gol, numa bola parada? Foram poucos, muito poucos, os que tiveram a coragem de soltar o grito de "é campeão!" nos segundos finais de jogo, muito pouco antes do árbitro soprar o apito que colocou ponto final naquela provação. É isso: ser hexacampeão brasileiro não é para os fracos.




7/12/2009 - 17h - Flamengo 2 x 1 Grêmio
Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Renda/Público: R$ 2.030.430,00/78.639 pagantes

Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Auxiliares: Alessandro de Matos (Fifa/BA) e Carlos Berkenbrock (Fifa/SC)
Cartões Amarelos: David, Willians, (FLA); Douglas Costa, Marcelo Grohe, Lucio e Adilson (GRE)

Gols: Róberson, 21'/2ºT (0-1); David, 30'/2ºT (1-1) e Ronaldo Angelim, 24'/2ºT (2-1)

Flamengo: Bruno, Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Airton, Toró (Everton, 15'/2ºT), Willians e Petkovic (Fierro, 28'/2ºT); Zé Roberto (Kléberson, 37'/2ºT) e Adriano. Técnico: Andrade.

Grêmio: Marcelo Grohe; Mário Fernandes, Leo, Thiego e Fábio Santos; Adilson (Mithyuê, 42'/2ºT), Túlio, Maylson e Lúcio; Douglas Costa e Róberson (Bergson, 25'/2ºT). Técnico: Marcelo Rospide.

6 comentários:

André Amaral disse...

Monnerat

É tudo nosso pô! Foda demais brother.

Essa nossa torcida mereceu demais esse título. Valeu à pena todo sufoco, luta e garra pra entrar no estádio.

Ae, tu ficou na Fla-Manguaça? Acho que ti vi lá!

Abraços..SRN

André Monnerat disse...

Fiquei não, rapaz! Eu tava na verde do outro lado, à direita das cabines de rádio.

Mansur disse...

Monnerat,

Cara, falou tudo...

E vendo pela tv, deu pra ver que a torcida tava nervosa.. Eles (voces) ate tentavam cantar, mas a tensao era tao grande e todos so esperavam acabar o jogo..

O que vale eh que somos HEXA!! hahaha E "foda-se o jogo"!!!

Abracos

Cidadão Rubro-Negro [Blog Oficial] disse...

Parabéns Flamengo

Nós do CRN temos a honra de Parabenizar ao Flamengo pela emocionante conquista do Hexa e a toda Nação por essa linda festa.

http://www.cidadaorubronegro.com.br

SRN
Equipe Cidadão Rubro-Negro

Bosco Ferreira disse...

O Flamengo é do mundo! Do começo ao fim! Aqui em Teresina que muitos chamam de começo do mundo, parecia uma final de copa do mundo.

Residências, ruas, avenidas, praças enfeitadas com bandeiras e bandeirões, charangas, veículos enfeitados de rubro negros com as músicas do Mengão nas alturas e as crianças, seus pais, avós, tios, nas calçadas aplaudindo. Após o jogo festas, passeatas, e muita alegria, companheirismo, paz, e nehum incidente.

A segunda feira continuou com a mesma alegria, acho que essa festa vai até o ano novo. Sentí a falta de alguns amigos que tiveram que ir ao Rio para assistir ao vivo no maraca e aproveitar para votar hoje nas eleições rubro negras.

O Mengão precisa valorizar e aumentar essa torcida com um calendário de jogos pelo Brasil a fora, sempre.

Com o campeonato Brasileiro, e futuramente o fim dos estaduais, haverá uma tendência natural para que os torcedores passem a torcer pelos clubes do seu estado.

O Flamengo precisa manter acesa essa chama de clube do mundo todo marcando jogos em todas as capitais brasileiras.

Isso poderá se reverter em novos torcedores e mais sócios torcedores.

Marcos Monnerat disse...

Na onda do que o Bosco falou aí, lembro de uma reportagem de hoje no GLobo Esporte mostrando a comemoração de flamenguistas por todo o Brasil e por vários lugares no mundo, inclusive na Antártica!

Foi muito maneiro. Coisa que só o Flamengo é capaz de proporcionar.