Brasileiro 2009 - 37a. rodada - Corinthians 0 x 2 Flamengo

Ainda não acabou - mas está perto, muito perto. O São Paulo, aquele time "acostumado a decidir", voltou a perder. E assim o Flamengo assume pela primeira vez, a uma rodada do final, a liderança do campeonato - tendo supreendentemente como maior adversário no momento o Internacional. Bastou que, dessa vez, fizesse a sua parte, vencendo o Corinthians. E agora teremos pela frente uma longa semana de ansiedade. Quem é a favor de antecipar esse jogo pra quarta-feira, levanta a mão!

Foi uma grande atuação? Não, não foi. Mas a maior diferença para a partida contra o Goiás foi a maneira como o Flamengo já entrou ligado no jogo, logo de início. E com o Corinthians mostrando fragilidade na defesa, especialmente pela sua lateral direita, as chances começaram a aparecer - uma cabeçada na trave de Álvaro, outras com Willians e Mezenga, até finalmente sair o primeiro gol. E aconteceu num lançamento longo, bonito, daqueles que a gente acha que só um Pet é capaz de fazer - mas que saiu dos pés, vejam vocês, de Toró.

E a partir daí, a decisão do time foi cozinhar o jogo. Nos três quartos de partida restantes, o Flamengo criou pouco, mas também manteve o jogo razoavelmente sob controle e as maiores emoções vieram da "bolinha pintando na tela da Globo", com a tensão pelo que cada uma poderia significar. No fim do primeiro tempo, houve um momento de pane, em que Defederico poderia ter empatado - Angelim salvou em cima da linha o chute fraco para o gol vazio. Ao longo da partida, foi o argentino quem conseguiu criar alguma preocupação para a defesa rubro-negra. Já para o final, após a expulsão de Chicão, o Flamengo até voltou a ameaçar em contra-ataques; quando saiu o segundo gol, de pênalti, o time já ensaiava mesmo ampliar o placar.


* * * * * * * * * * * * *

No geral, foi uma atuação tranquila na defesa, com a zaga segura, os laterais fazendo bem a marcação e uma bela atuação de Aírton. No ataque, o time já foi mais tímido. Sem Adriano, o que o time realmente perdeu foi a opção das bolas longas, aquelas pedradas que ninguém mais consegue matar, mas o Imperador dá seu jeito. Assim, procurou-se colocar mais a bola no chão, o que é bom - mas só funcionou bem mesmo no início da partida. Pet participou até bastante do jogo, mas não conseguiu criar grandes lances; Mezenga teve uma chance no primeiro tempo e, depois disso, mal foi notado em campo; Willians foi até bem atrás, mas muito mal na frente. Zé Roberto foi o mais efetivo do ataque - apesar de se colocar em impedimento com uma frequência impressionante.

Mas a verdade é que é difícil ficar fazendo grandes avaliações técnicas ou táticas neste momento. Foi o bastante pra vencer, foi mais do que os adversários diretos têm feito - e foi o que colocou estes jogadores do Flamengo à beira de fazer história. Que façam valer a pena o perrengue que quase 80 mil pessoas passaram nas filas para conseguirem seus ingressos, antes mesmo de saber o que esta rodada lhes reservaria.

Nada está ganho ainda. Mas tá quase lá!


* * * * * * * * * * * * *

E o Ronaldo, hein?

Parecia que, em vez de maca, teriam que chamar um guincho pra retirar o cara do gramado.



29/11/2009 - 17h - Corinthians 0 x 2 Flamengo
Brinco de Ouro da Princesa - Campinas, SP

Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Altemir Hausmann (Fifa-RS)
Cartões amarelos: Moradei, Souza, Chicão e Elias (COR) Álvaro, Willians, Petkovic e Toró (FLA)
Cartão vermelho: Chicão, 23'/2º T (COR)

Gols: Zé Roberto, 26'/1°T (1-0) e Léo Moura, 48'/2°T (2-0)

Corinthians: Felipe, Jucilei, Chicão, Paulo André e Escudero (Dodô, 29'/2ºT); Edu (Moradei, 4'/1ºT), Elias, Boquita e Defederico; Jorge Henrique e Ronaldo (Souza, 25'/1ºT). Técnico: Mano Menezes.

Flamengo: Bruno, Léo Moura, Álvaro, Ronaldo Angelim e Juan; Aírton, Toró, Willians e Petkovic (Fierro, 20'/2ºT); Zé Roberto e Bruno Mezenga (Denis Marques, 33'/2ºT). Técnico: Andrade.

9 comentários:

Bosco Ferreira disse...

Porque não sabemos a formação do FLA? Eu ainda sei a do SUPERFLA hera Zico.

A turma do FLÔRBê sabe de cor esse time que vem reagindo.

O PC Gusmão pegou um Ceará vice campeão cearense (FORTCê foi campeão), foi eliminado da copa do Brasil em casa pelo Central de caruarú, contratou apenas o Mota, Wellington Amorim,e o João Marcos.

Ficou em terceiro, abaixo apenas do Guaraní e Vasco (graças ao gol de mão que levou) MAS TODOS SABEM DE COR A FORMAÇÃO, E SE ENTRA ALGUEM É POR CONTUSÃO, OU CARTÃO. EM SEGUIDA VOLTA O DONO DA POSIÇÃO.

Por que não acontece com o FLA?

JLD disse...

André, a verdade é que a tag adequada é a seguinte: #euacreditonohexamasestoucomummedodaporra

E vamos que vamos...

Fabricio C. Boppré disse...

Não entendi o comentário do amigo Bosco Ferreira... acho que todos sabemos o time titular do Andrade, não? Bruno, Léo, Álvaro, Angelim e Juan; Aírton, Maldonado (com a contusão do chileno, Toró), Willians, Pet e Zé Roberto; Adriano. Eu particularmente não gosto, mas não tem como negar que vem sendo eficiente. Acredito que com as voltas de Éverton e Kléberson, o Andrade consiga montar um time que trabalhe melhor a bola, e de repente com a contratação de mais um atacante de bom nível, vamos bem fortes para a Libertadores 2010.

Guga disse...

André, meu caro, pediria maior consideração com o gordo Ronaldo...o "pede para sair" dele foi excepcional, acho que pouquíssima gente percebeu o "migué" dado, que, aliás, foi generalizado no Corinthians. Que partida de MIERDA....

Sorte no domingo contra o Gremio....

André Monnerat disse...

É, Bosco, também não entendi não.

O time titular do Flamengo é conhecido por todo mundo, já há muitas rodadas. Eu trocaria o Willians pelo Fierro, mas é fato que o Andrade sabe qual é o time dele e todo mundo sabe também...

Tiago Cordeiro disse...

Eu sei.

Jogo na quarta JÁ.

Meu Deus... Vamos ser campeões...Caralho...

Pablo Alcântara disse...

Sobre a saída do Gornaldo, foi a primeira vez que vi um médico pedir a substituição sem nem mesmo examinar o jogador. O médico chegou e já foi fazendo sinal de troca. Que migué.

Rafael FM disse...

e não é que o adriano jogou mais que o ronaldo ?

vôo do urubu disse...

O Ronaldo é o seguinte: uma vez, sempre Flamengo!

Saudações rubronegras.