Como escalar?

Certezas: o Flamengo não terá em campo no domingo Íbson, Kléberson e Obina.

Possibilidades: continuam como dúvidas, sem treinar normalmente, os laterais Léo Moura, Juan e Luizinho.

Como diabos escalar o time nestas condições?

Um palpite, imaginando que todos os desfalques se confirmem: Bruno, Fábio Luciano, Jaílton e Angelim; Toró, Aírton, Fierro, Sambueza e Éverton; Marcelinho Paraíba e Vandinho.

Se Luizinho puder jogar, pode entrar em qualquer uma das laterais - de preferência a direita, sua posição de origem.

Se apenas Léo Moura se recuperar - dos três, parece ser o que tem mais chances -, eu imaginaria Toró indo para o meio, em lugar de Fierro ou Sambueza, para reforçar a marcação de um time que já teria um jogador mais ofensivo improvisado na lateral esquerda.

E claro que, se Léo Moura e Juan tiverem condições, entram nas duas laterais. Sobraria então a disputa pelas vagas de Íbson e Kléberson entre Fierro, Sambueza e Éverton. Creio que, dos três, Fierro seja o que tem mais chances de jogar - pelo simples fato de ser o único destro.

Isso tudo é uma mistura do que imagino que Caio Júnior esteja pensando com o que acho mais razoável ser feito nessa situação.

Vejam vocês que, nessa aí, é capaz até de obrigarem o Jônatas a viajar pra Curitiba.

2 comentários:

Weslei Barboza disse...

Dificil msm é o cego do Caio Junior acertar.

Não custa nada resar para isso.

SRN!

Diego Nogueira disse...

Só sei do seguinte: teu blog eh show cara...

Tá escrevendo muito bem.

Abraços...